1111_questoes_de_constitucional
190 pág.

1111_questoes_de_constitucional

Disciplina:Direito Constitucional I5.159 materiais356.348 seguidores
Pré-visualização190 páginas
1
Prof. VÍTOR CRUZ
1111 Questões
D. Constitucional
Gabaritadas e separadas por temas
- Material Gratuito -
- Volume 1 -
Observações:
1- Esta coletânea de 1 111 questões compreende do conceito e
origens da Constituição até a primeira parte dos Direitos
Sociais.
2- Os assinantes do site www.nota11.com.br que contr ibuem para
mantermos no ar esse projeto de "Democratização do Ensino de
Qualidade" (assinatura de R$ 3,33) podem ter acesso ao “volume
2”, com outras 111 1 questões, que vai da segunda par te dos
Direitos So ciais até o Po der Executivo, além, obviamente de
dezenas de outros materiais exclusivos e um ambiente interativo
contendo todo o Direito Constitucional em mais de 2000 fichas
interativas.
3- Toda a teoria do Dire ito Constitucional necessária para resolução
das questões aqui apresentadas pode ser encontrada em
www.nota11.com.br em suas apostilas de apoio e ambiente de
estudos interativo.
4- Todas as questões aqui presentes foram re tiradas do curso :
“Direito Constitucional nas 5 Fontes – Literalidade, D outrina,
Jurisprudência... ... Macetes e Questões”
Tal curso é ministrado pelo prof. Vítor Cruz em
www.pontodosconcursos.com.br onde você poderá encontrar todas
essas questões COMENTADAS e ce rca de 3000 outras (também
comentadas), além de toda a parte doutrinária, jurisprudencial e
macetes do Direito Constitucional para Concurso s.
Bons estudos.
Prof. Vítor Cruz (Vampiro)
Este é um material gratuito, disponibilizado pelo site www.NOTA11.com.br , e faz parte de
uma iniciativa de democratização do ensino de qualidade. Se você quer ter acesso a maiores
conteúdos e colaborar para a democratização do ensino de qualidade, acesse o site NOTA11. 2
CONSTITUIÇÃO: CONCEITO, ORIGEN S
(CONSTITUCIONALISMO) E OBJETO. NOÇÕES DE DIREITO
CONSTITUCIONAL E TEORIA GERAL DO ESTADO.
1. (ESAF/Analista- Min. Integração Nacional/2012) A
Constituição Federal é a norma fundamental de nosso ordenamento
jurídico desde que não r evele incompatibilidade com os tratados
internacionais de direitos humanos pactuados pelo País.
2. (CESPE/Técnico Científico - Banco da A mazônia/2012) A
Constituição é autêntica sobrenor ma, por veicular preceitos de
produção de outras normas, limitando a ação dos órgãos
competentes para elaborá-las, o que é fundamental à consolidação do
estado democrático de direito.
3. (CESPE/Agente Administrativo-MPS/2010) A norma
constitucional é uma sobrenorma, porque trata do conteúdo ou das
formas que as de mais nor mas devem conter, apresentando princípios
que servem de guias supremos ao exer cício das competências dos
órgãos.
4. (CESPE/Agente Administrativo-MPS/2010) Segundo a
estrutura escalonada ou piramida l das nor mas de um mesmo sistema
jurídico, no qual ca da norma b usca sua validade e m ou tra, situada
em plano mais elevado, a norma co nstitucional s itua-se n o ápice da
pirâmide, caracterizando-se como norma-or igem, porque não existe
outra que lhe seja superior.
5. (CESPE/Auditor-TCU/2009) Pelo pr incípio da supremacia da
Constituição, constata-se que as nor mas constitucionais estão no
vértice do sistema jurídico nacional, e que a elas compete, entre
outras matérias, disciplinar a estrutura e a organização dos órgãos do
Estado.
6. (ESAF/AFC-CGU/2004) Um dos objetos do Di reito
Constitucional Comparado é o estudo das normas jurídicas
positivadas nos textos das Constituiçõe s de um me smo Estado, em
diferentes momentos históricotemporais.
7. (FUNIVERSA/APEX-Brasil/2006) O Direito Constitucional é
um r amo do Direito Privado, de stacado por ser fundamental à
organização do Estado e ao e stabelecimento das bases da estrutura
política.
8. (ESAF/MRE/2004) O objeto da teoria geral do Estado é o
estudo da construç ão juríd ica do Estado, podendo abranger, ainda, o
Prof. Vítor Cruz (Vampiro)
Este é um material gratuito, disponibilizado pelo site www.NOTA11.com.br , e faz parte de
uma iniciativa de democratização do ensino de qualidade. Se você quer te r acesso a maiores
conteúdos e colaborar para a democratização do ensino de qualidade, acesse o site NOTA11. 3
estudo do Estado em sua perspectiva de realidade jurídica e de
realidade social.
9. (ESAF/EPPGG-MPOG/2008). Um dos objetos de grande
atenção do pensamento e da teoria política moderna é a constituição
da ordem política. Sobre e ssa temática, uma das tradições de
reflexão mais destacadas sustenta que a ordem tem origem
contratual. Todos os elementos abai xo são comuns a todos os
pensadores da matriz contratualista da orde m política, exceto:
a) o estado de natureza.
b) a existência de direitos previamente à orde m política.
c) a presença de sujeitos capazes de faze r escolhas racionais.
d) um pacto de associação.
e) um pacto de subordinação.
10. (ESAF/AFC-CGU/2012) O concei to de Estado é centr al na
teoria política. O s enunciados a seguir referem-se à sua fo rmulação.
Indique qual a assertiva correta.
a) O conceito de Estado surge com o de Pólis, na Grécia.
b) Sua formulação original integra o Direito Ro mano.
c) A definição passou a ser utilizada na R evolução Francesa.
d) A primeira referência ao termo é de Maquiavel.
e) A origem não pode ser identificada.
11. (CESPE/SEJUS-ES/2009) O Estado constitui a nação
politicamente organizada, enquanto a administração pública
corresponde à atividade que estabelece objetivos do Estado,
conduzindo politicamente os negócios públicos.
12. (CESPE/Analista-SERPRO/2008) O conceito de Estado
possui basicamente quatro e lementos: nação, território, governo e
soberania. Ass im, n ão é possível que haja mai s de uma nação em um
determinado Estado, ou mais de um Estado para a mesma nação.
13. (FCC/EPP/2004) Com fundamento e m conceitos básicos da
Teoria Geral do Estado, é INCOR RETO afirmar:
a) Todas as pessoas presentes no território do Estado, num
determinado momento, inclusive e strangeiros e apátridas, fazem
parte da população.
b) O conceito de Estado não se confunde com o de Nação.
c) O território de um Estado é a base ge ográfica do poder soberano.
d) São elementos constitutivos do Estado Moderno : povo, território e
soberania.