A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
NBR NM 43 - 2002 - Cimento Portland - Determinacao da pasta de consistencia normal

Pré-visualização | Página 4 de 4

Figura 2 – Aparato de Vicat / Aparelho de Vicat
Figura 2c - Sonda de Tetmajer
para determinar la consistencia
normal / Sonda de Tetmajer para
determinação da consistência
normal
Figura 2d - Aguja para determinar
el tiempo de fraguado inicial /
Agulha para determinação do
tempo de pega inicial
Figura 2e - Aguja y accesorio para
determinar el tiempo de fraguado
final (vease figura 3) / Agulha e
acessório para determinação do
tempo de fim de pega (ver figura 3)
 
Ø 1,13 ± 0,05 
50
 
±
 
1 
Medidas en milímetros/
Dimensões em milímetros
Figura 2a - Vista lateral del aparato de Vicat com la
sonda de Tetmajer, para la determinacíón de la
consistencia normal de la pasta de cemento / Vista
lateral do aparelho de Vicat com a sonda de
Tetmajer, para a determinação da consistência
normal da pasta de cimento
Figura 2b - Vista frontal del aparato de Vicat, con la
aguja de Vicat, para la determinación del tiempo de
fraguado / Vista frontal do aparelho de Vicat,
com a agulha de Vicat, para a determinação do
tempo de pega
 
Medidas en milímetros/
Dimensões em milímetros
NM 43:2002
8
 
Figura 3 - Tolerancias orientativas para la fabricación y la verificación del accesorio para la
determinación del fraguado final / Tolerâncias orientativas para fabricação e verificação do
acessório de determinação do fim de pega
5,0±0,2
1,13±0,05
Orificio de
salida de aire/
Orifício de
saída de ar
0,
50
±0
,0
2
Ø~3,3
~
6,
4
Medidas en milímetros/
Dimensões em milímetros
NM 43:2002
ICS 91.100.10
Descriptores: cemento pórtland, consistencia
Palavras chave: cimento portland, consistência
Número de Páginas: 08
NM 43:2002
NM 43:2002
(Projeto de Norma MERCOSUL 05:01-0440 e posteriormente Norma MERCOSUL NM 43:1995)
Cemento pórtland - Determinación de la pasta de consistencia normal /
Cimento portland - Determinação da pasta de consistência normal
INFORME DAS ETAPAS DE ESTUDO
1 INTRODUÇÃO
Esta Norma MERCOSUL estabelece o método de determinação da consistência normal da pasta de cimento
portland.
Esta Norma MERCOSUL foi elaborada pelo CSM 05 - Cimento e Concreto, fazendo parte da primeira etapa de
harmonização de normas desse Comitê Setorial.
O texto-base do Anteprojeto de Norma MERCOSUL 05:01-0440 foi elaborado pela Argentina e do Anteprojeto
de Revisão das NM 43:1995 foi elaborado pelo Brasil.
2 COMITÊ ESPECIALIZADO
Esta Norma foi elaborada pelo SCSM 01 - Cimento e adições, do CSM 05 - Cimento e Concreto e a Secretaria
Técnica do CSM 05 foi exercida pela ABNT.
Os membros ativos que participaram da elaboração deste documento foram:
ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas
INTN - Instituto Nacional de Tecnología y Normalización
IRAM - Instituto Argentino de Normalización
UNIT - Instituto Uruguaio de Normas Técnicas
3 ANTECEDENTES
International Organization for Standardization (ISO)
ISO 9597:1989 Cements - Test methods - Determination of setting time and soundness
ISO 679:1989 Methods of testing cements - Determination of strength
Comitê Europeu de Normalização (CEN)
EN 196:1987 Methods of testing cements. Part 3 - Determination of setting time and soundness
Associação Brasileira De Normas Técnicas (ABNT)
NBR 11580:1991 Cimento Portland - Determinação da água da pasta de consistência normal - Método de ensaio
Instituto Argentino de Normalización (IRAM)
IRAM 1612:1961 Cemento pórtland. Método de determinación de la consistencia normal
Instituto Nacional de Tecnología y Normalización (INTN)
NP 49-11:1989 Cemento portland - Método de determinación de la consistencia normal
Instituto Uruguaio de Normas Técnicas (UNIT)
UNIT 513:1978 Cementos - Procedimientos para la obtención de pastas y morteros de consistencia plástica
American Society for Testing and Materials
ASTM C 187:1998 Standard Test Method for Normal Consistency of Hydraulic Cement
4 CONSIDERAÇÕES
O texto-base do Anteprojeto de Norma MERCOSUL 05:01-0440 foi elaborado pela Argentina, tendo origem nas
Normas IRAM 1612/61, NBR 11580/91, UNIT 513/78, NP 49-11/89, ASTM C 187 - 86, ISO 679:1989,
ISO 9597:1989 e EN 196-3.
Foi enviado aos organismos de normalização dos países integrantes do MERCOSUL para apreciação em sua
primeira versão, a nível de Comissão de Estudos, no período de 17/06/94 a 31/08/94, recebendo sugestões do
Brasil e do Uruguai.
Após a necessária troca de correspondências a respeito das sugestões formuladas, o Anteprojeto foi enviado
para apreciação em segunda versão no período de 04/01/95 a 12/03/95, recebendo sugestões da Argentina e
do Brasil, que tendo sido aceitas, geraram sua terceira versão.
O Projeto de Norma 05:01-0440 (3a. versão do texto), já traduzido para o idioma português e devidamente
adequado ao padrão de apresentação de Normas MERCOSUL, foi submetido a votação no âmbito do CSM 05,
no período de 22/05/95 a 22/08/95. Prazo prorrogado por solicitação da ABNT até 15/10/95. Recebeu votos de
aprovação sem restrições do IRAM (Argentina) e da ABNT (Brasil), bem como voto de aprovação com sugestões
de forma do UNIT (Uruguai).O INTN (Paraguai) absteve-se de votar.
As sugestões recebidas na etapa de votação do Projeto foram enviadas aos organismos de normalização para
serem analisadas e, tendo sido integralmente aceitas, foram incorporadas ao texto, gerando sua quarta versão,
que foi enviada à AMN em 18/10/95 para editoração e aprovação final, sendo então registrado como NM 43:1995.
Após cinco anos de vigência da Norma, a Secretaria Técnica do Comitê Setorial 05, exercida pela ABNT,
elaborou um texto-base para revisão da NM 43:1995. Esse texto foi enviado aos Organismos Nacionais de
Normalização dos Países Membros do MERCOSUL, como proposta brasileira, para apreciação no âmbito da
Comissão de Estudos MERCOSUL.
Cumpre salientar que durante o processo de preparação da proposta brasileira, a Secretaria Técnica do Comitê
recebeu solicitação do UNIT (carta Arch. 084/99, de 16/03/99), solicitando a revisão dessa Norma.
Durante o período de apreciação da primeira versão, encerrado em 25/08/99, o Anteprojeto de Revisão da
NM 43:1995 recebeu sugestões do IRAM e da ABNT. Após a necessária troca de correspondências para os
esclarecimentos sobre as alterações propostas para o método de ensaio, o Anteprojeto foi enviado aos ONNs
em segunda versão, recebendo voto de aprovação com sugestões de forma do IRAM e votos de aprovação sem
restrições da ABNT e do UNIT para ser enviado para votação no âmbito do CSM 05.
NM 43:2002
O Projeto de Revisão da NM 43:1995 foi enviado para votação no período 01/09/00 a 30/11/00, recebendo votos
de aprovação com sugestões de forma da ABNT (Brasil), do IRAM (Argentina) e do UNIT (Uruguai). O INTN
(Paraguai) abstive-se de votar.
As sugestões recebidas na etapa de votação do Projeto foram analisadas e enviadas para conhecimento dos
organismos de normalização dos quatro países, sendo aprovadas por consenso.
O Projeto foi finalmente enviado à AMN, conforme determina o Procedimento para Elaboração de Normas
MERCOSUL, para editoração, aprovação final e publicação como NM 43:2002 em junho/2002.
NM 43:2002