Dicionário de logística e operações
60 pág.

Dicionário de logística e operações


DisciplinaDistribuição Física e Transportes16 materiais99 seguidores
Pré-visualização33 páginas
essa informação 
para monitorar o momento de ressuprimento, 
ao longo dos canais de distribuição. 
Peças de Reposição - Spare Parts \u2013 Componentes 
ou peças, consumíveis ou reparáveis, 
utilizadas para manter ou consertar 
equipamentos ou produtos acabados. 
Pedido de Separação - Order Picking \u2013 A coleta de 
um item a partir de uma locação de estoque, 
para satisfazer uma ordem de um cliente ou 
uma ordem de fabricação. 
PEPS \u2013 First-In, First-Out (FIFO) - Primeiro que 
entra/primeiro que sai - É um conceito de 
organização e ressuprimento de estoques, 
principalmente em se tratando de perecíveis, 
no qual as mercadorias estocadas deverão 
ser despachadas na mesma ordem de 
entrada, isto é, as primeiras mercadorias 
recebidas serão as primeiras a serem 
despachadas. Em segmentos de indústria que 
requerem rastreabilidade de lotes (e.g. 
componentes eletrônicos, farmacêutico, 
automotivo e aeroespacial), o uso desse 
conceito é praticamente mandatório, 
principalmente se a rastreabilidade não é 
suportada por tecnologias como código de 
barras, RFID e rádio freqüência. Apesar de 
existir atualmente diversos recursos de 
Tecnologia da Informação para suportar esse 
conceito, recomenda-se também que os 
conceitos de sistemas de armazenagem, 
prateleiras, embalagens e de movimentação 
física sejam concebidos para facilitar a sua 
adoção. 
Dicionário de Logística e Operações v 1.3 Carlos E. Panitz 44
Performance de Entrega para data Comprometida 
- Delivery Performance to Commit Date \u2013 O 
percentual de Ordens que são atendidas até a 
data de entrega comprometida internamente. 
Essa métrica é utilizada para avaliar a 
efetividade do sistema de programação 
interno da empresa. As medições de entrega 
são baseadas na data em que uma Ordem 
Completa é despachada. Uma Ordem 
Completa possui todos os itens entregues, 
com as quantidades requeridas. Uma Ordem 
deve ser Completa para ser considerada 
atendida. Múltiplas linhas de itens numa única 
Ordem com diferentes datas planejadas de 
entrega constitui múltiplas Ordens, e múltiplas 
datas de entrega planejadas em uma única 
linha também constitui múltiplas ordens. 
Fórmula de Cálculo: [Número total de Ordens 
Entregues integralmente e dentro do prazo, de 
acordo com a data comprometida no 
programa] / [Número total de ordens 
entregues] 
Performance de Entrega para data Requerida - 
Delivery Performance to Request Date \u2013 O 
percentual de Ordens que são atendidas até a 
data solicitada pelo cliente. Esta métrica é 
utilizada para medir a responsividade frente à 
demanda do Mercado. As medições de 
entrega são baseadas na data em que uma 
Ordem Completa é despachada. Uma Ordem 
Completa possui todos os itens entregues, 
com as quantidades requeridas. Uma Ordem 
deve ser Completa para ser considerada 
atendida. Múltiplas linhas de itens numa única 
Ordem, com diferentes datas planejadas de 
entrega constitui múltiplas Ordens, e múltiplas 
datas de entrega planejadas em uma única 
linha também constitui múltiplas ordens. 
Fórmula de Cálculo: [Número total de Ordens 
Entregues integralmente e dentro do prazo de 
acordo com a data solicitada pelo cliente] / / 
[Número total de ordens entregues] 
Período de Congelamento de Demanda - Demand 
Time Fence (DTF) \u2013 Vide DTF. 
Período de Congelamento de Planejamento - 
Planning Time Fence \u2013 PTF \u2013 É o ponto no 
tempo dentro do horizonte de planejamento do 
Plano Mestre de Produção (MPS) que marca 
o limite dentro do qual mudanças podem gerar 
perturbações significativas na programação da 
fábrica, capacidade, datas de entregas e 
custos. Dentro do período de congelamento, o 
sistema não pode alterar datas, quantidades 
ou ordens sem a ação do responsável pelo 
processo. Para datas posteriores a esse 
ponto, o MPS pode modificar as ordens de 
fabricação e compra automaticamente, 
respeitando as restrições parametrizadas no 
sistema. Itens que requerem estoques 
estratégicos devido ao longo lead time de 
suprimentos não devem ser considerados na 
definição do Período de congelamento. Uma 
política de inventário de exceção deve ser 
criada e devidamente documentada. O 
Período de congelamento pode ser 
especificado para um item específico ou para 
um grupo de itens. Termos relacionados: 
MPS, MRP, DTF. 
Personalização \u2013 Customization \u2013 Criar, montar ou 
configurar um produto a partir de 
componentes pré-existentes, para atender um 
pedido específico de um cliente. Termos 
relacionados: CTO, ATO, MTO, ETO, 
Estratégias de Atendimento, Configurador. 
Personalização em Massa - Mass Customization - 
(1) A criação de um produto de alto volume, 
que ofereça ao mesmo tempo uma grande 
variedade de opções para o consumidor, sem 
comprometer os ganhos de escala. A 
viabilização desse conceito pode ser obtida 
pela combinação de algumas estratégias e 
tecnologias, tais como: projeto modular do 
produto, estratégia de postergação da 
diferenciação e tecnologias flexíveis de 
manufatura. Por exemplo, a maioria das 
montadoras tem buscado reduzir o número de 
plataformas e padronizar módulos dos 
automóveis, de forma a preservar os ganhos 
de escala, mas mantendo a diferenciação dos 
produtos em nível de modelos e tipos de 
acabamento. Um segundo exemplo vem da 
indústria de computadores, onde o 
consumidor pode configurar o seu produto a 
partir de um conjunto de funcionalidades 
(memória RAM, processador, drivers, hard 
drive, monitor). Até a Ordem de Compra ser 
colocada pelo consumidor, esses 
componentes estão armazenados, esperando 
para serem montados e configurados. O 
ressuprimento destes componentes é gerado 
a partir de previsões agregadas de demanda, 
enquanto que a montagem e a configuração é 
Dicionário de Logística e Operações v 1.3 Carlos E. Panitz 45
acionado apenas pela ordem do cliente. 
Termos relacionados: ATO, CTO, 
Postergação. 
Piggyback - Piggyback \u2013 Terminologia utilizada para 
descrever carretas rodoviárias que são 
transportadas sobre vagões plataforma 
ferroviários. 
Pipeline \u2013 Vide Estoque no Canal de Abastecimento. 
Planejamento Agregado - Aggregate Planning \u2013 Um 
processo de análise que permite a elaboração 
de planos táticos que, por sua visão, 
suportarão os Planos de Negócio da 
Organização. Os planos agregados envolvem 
usualmente o desenvolvimento, análise e a 
manutenção de planos de venda, produção e 
inventário por cliente ou família de produtos. 
Normalmente a informação no plano agregado 
é discretizada mensalmente e para um 
horizonte de 1 a 2 anos. 
Planejamento de Demanda - Demand Planning \u2013 O 
processo de identificar, coletar, consolidar e 
tratar todas as fontes de demanda vinculadas 
a uma Cadeia de Suprimentos, com o objetivo 
de suportar seus processos de Planejamento 
e Execução em nível estratégico e tático. Esse 
processo engloba os seguintes conceitos: (1) 
O grau de agregação da previsão é 
decorrência da finalidade dessa informação. 
Por exemplo, em nível corporativo, a 
informação é mais agregada e geralmente 
expressa apenas em valores monetários. Em 
nível de divisão, essa informação possui maior 
abertura, granulidade e expressa volumes de 
venda por famílias de produtos. Já em nível 
de planta ou linha de produção, a previsão 
deve ser efetuada por item ou SKU. (2) O 
horizonte da previsão normalmente é balizado 
por dois referenciais: o horizonte do Plano 
sobre o qual ela será comparada (e.g. anual 
ou 1-5 anos) e; o tempo de ciclo total da 
Cadeia, considerando os seus elos mais 
longos (e.g. 4 meses entre tempo de 
fabricação, congelamento, trânsito e estoque 
de um item importado). O maior destes dois 
referenciais deverá sinalizar o horizonte 
requerido de previsão. (3) A estratégia de 
atendimento adotada (e.g. MTS, MTO, ATO), 
o Nível de Serviço desejado (em %) e o grau 
de volatilidade da demanda (i.e. erro da 
previsão) irão determinar o