Curativos - aula prática
47 pág.

Curativos - aula prática

Disciplina:sistematizacao II39 materiais400 seguidores

Pré-visualização

(expondo
apenas a área a ser tratada)

– Calçar luvas de
procedimento

– Abrir o pacote de curativo
com técnica asséptica na
mesa auxiliar, colocar as
pinças com os cabos voltados
para fora do campo, com
auxílio de uma das pinças.

– Colocar gazes sobre o campo
estéril

– Realizar dobradura da gaze
com auxilio da pinça kocher
ou Allis (mão dominante)
umedecê-la com fisiológico
0,9%.

SEMIOTÉCNICA DE CURATIVO EM FERIDA DE 2ª INTENÇÃO

– Remover o curativo com
auxílio da pinça dente de
rato, afrouxar todas as fitas
adesivas e puxar suavemente
as extremidades, auxiliando
a retirada com gaze
umedecida com soro
fisiológico 0,9% na pinça
Kocher ou Allis.

– Desprezar o curativo retirado
no saco de lixo e as pinças na
cuba rim.

– Iniciar a limpeza da ferida
com soro fisiológico
aquecido sob pressão (jato)
diretamente do frasco ou
usando a seringa, pelas
partes mais limpas para as
mais sujas,

– Realizar dobradura da gaze
com auxilio da pinça Kelly
(mão dominante) e pinça
anatômica (mão não
dominante), secar borda da
ferida.

SEMIOTÉCNICA DE CURATIVO EM FERIDA DE 2ª INTENÇÃO

– Colocar a cobertura
escolhida sobre a ferida com
auxilio das pinças

– Aplicar o curativo
secundário se tratamento
instituído exigir com auxilio
das pinças e fixar com fita
adesiva ou ataduras (se
necessário).

– Colocar nome, data e
horário sobre o curativo.

– Deixar paciente confortável

– Arrumar a unidade do
paciente

– Levar os materiais para o
expurgo

– Retirar as luvas, lavar as
mãos com água e sabão,
depois com álcool.

– Registrar no prontuário o
cuidado prestado e
evolução da ferida.

Primeira ou segunda intensão?

• Limpar o local de inserção do
dreno e a pele ao redor da ferida
com gaze umedecida em SF à 0,9%,
fazendo movimentos circulares.

• Secar com gaze

• Colocar uma gaze sob o dreno,
isolando-o da pele

• O dreno de penrose deve ser
mobilizado em cada curativo.

Feridas com drenos

Dreno de penrose

Dreno de tórax

Coletor de dreno dr tórax

• Nunca tocar diretamente no dreno

• Usar luva estéril

• Ocluir com bolsa coletora ou com cobertura de gaze seca.

• Coletor simples para pequenos débitos trocar a cada 24h

• Registrar os débitos de drenos criteriosamente para que
possam ser removidos o mais rápido possível.

Feridas com drenos

• Necessitam de técnica estéril para troca do
curativo nas primeiras 24 a 48h.

• Após o período preconizado a incisão pode
permanecer aberta.

• Para melhor estética da cicatriz, recomenda-se
a utilização de tiras de micropore.

• Devem ser limpas com gaze e SF 0,9% e
técnica estéril.

• Secar com gaze.

Incisões

CONCEITO:SUTURA

As suturas são fios (náilon,
algodão, seda, linho) ou
metais usados para
costurar tecidos corporais,
mantendo-os unidos. A
remoção de um sutura é
usualmente em 7 dias

METODOS DE SUTURA

RETIRADA DE PONTOS

MATERIAL:
 Pacote de curativo
 Gazes esterilizadas;
 Soro fisiológico;
 Lâmina de bisturi (se

não tiver tesoura);
 Fita adesiva
 Saco plástico.

.

Tesoura Spencer

RETIRADA DE PONTOS

PROCEDIMENTO:
1. Realizar limpeza da incisão cirúrgica,

obedecendo a técnica do curativo;
2. Umedeça os pontos com soro

fisiológico, secar;
3. Coloca-se uma gaze próxima à incisão,

para depositar os pontos retirados;
4. Com a pinça anatômica, segura-se a

extremidade do fio e com a
tesoura/lâmina bisturi corta-se a parte
inferior do nó, com a parte cortante da
lâmina voltada para cima;

5. Após o procedimento, fazer a limpeza
local com técnica asséptica

CURATIVO - CVC

Curativo de Acesso venoso central

CURATIVO, lembrar
de:

 Realizar troca sempre quando úmido ou
sujo;

 Trocar a cada 24h (se convencional);

 Deve ser realizado com SF 0.9% e
clorexidina alcoólica a 0.5%.

 Limpeza deve ser feita em movimentos
únicos de dentro para fora, do orifício à
area que circunda (10 a 12cm). Posterior
limpeza do cateter (proximal-distal) – 5-
8cm.

 Uso do curativo filme: troca 7 dias

CUIDADOS DE ENFERMAGEM :

– Inspecionar a ferida e o
tecido adjacente

– Identificar aspectos e
evolução da ferida
diariamente

– Avaliar se a cobertura
utilizada é a indicada para o
curativo

– Identificar a necessidade de
troca de curativos saturados

– Realizar a mudança de
decúbito regularmente

– Atentar para fatores que
retardam a cicatrização

– Troca diária do curativo
com descarte em local
adequado

– Usar técnica asséptica

– Lavagem das mãos

– Realizar o banho no
paciente antes da troca
de curativo

– Anotações de
enfermagem

• 15/08/2011. 10:00hs. Ferida aberta em
membro inferior direito de
aproximadamente 10 cm de
comprimento, limpa, cicatrização por
segunda intenção, com perda parcial de
tecido, apresentando tecido de
granulação em toda extensão, exsudato
sanguinolento em pequena quantidade,
odor ausente. Bordas regulares. Área
perilesional com pele íntegra sem
alteração de textura, temperatura
mantida. Dor leve durante técnica de
curativo. Ausência de edema local ou de
membro. Realizado curativo pequeno,
compressivo, com Soro Fisiológico 0.9%
para limpeza e Ácido Graxo Essencial
(AGE) em toda área lesionada.
Cobertura local com gaze e fita adesiva.
Segue em observação e avaliação de
Enfermagem. Profissional COREN-
SE0000

1. Taylor,C;Lilis,C;LeMone,P.Fundamentos de enfermagem,Artmed,2007.

2. POTTER,P.A. et al.Fundamentos de enfermagem,7ed-Rio de Janeiro: Ed. Elsevier,2009.

3. SMELTZER,S.C;BARE,B.G.Tratamento de enfermagem médico cirúrgico, Guanabara,1990.

4. BALAN,M.A.J. Guia de terapêutico para tratamento de feridas, 1.ed- São Caetano do Sul, SP,
Difusão Editora,2006.

5. GOMES,F.V.L. et al. Manual de curativos SCIH/CCIH, 3ª Revisão. PUC de GOIÁS, 2005.

6. PEREIRA, A. F. et al. Protocolo de Assistência aos Portadores de Feridas. Belo
Horizonte.Prefeitura de Belo Horizonte, Revisão 2006.

7. http://curatec.com.br acessado em 12/03/2011

8. Geovanini.T;Junior,A.G.O.Manual de Curativos,2ª Ed. São Paulo, Corpus,2008

9. http://dihitt.com.br acesso em 21/08/2011

10. http://feriodologo.com.br acesso em 21/08/2011

Referência bibliográfica
Ana Ribeiro Magalhães fez um comentário
  • PROVA DE SISTEMATIZAÇÃO DE CUIDAR II
    1 aprovações
    Carregar mais