A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
46 pág.
ldb_11ed

Pré-visualização | Página 11 de 12

nacional e demais 
sociedades indígenas e não índias.
Art. 79. A União apoiará técnica e financeiramente os sistemas de ensino 
no provimento da educação intercultural às comunidades indígenas, de-
senvolvendo programas integrados de ensino e pesquisa.
§ 1º Os programas serão planejados com audiência das comunidades 
indígenas.
§ 2º Os programas a que se refere este artigo, incluídos nos planos nacionais 
de educação, terão os seguintes objetivos:
I – fortalecer as práticas socioculturais e a língua materna de cada comu-
nidade indígena;
II – manter programas de formação de pessoal especializado, destinado à 
educação escolar nas comunidades indígenas;
III – desenvolver currículos e programas específicos, neles incluindo os 
conteúdos culturais correspondentes às respectivas comunidades;
IV – elaborar e publicar sistematicamente material didático específico e 
diferenciado.
81§ 3º No que se refere à educação superior, sem prejuízo de outras ações, o 
atendimento aos povos indígenas efetivar-se-á, nas universidades públicas 
81 Parágrafo acrescido pela Lei nº 12.416, de 9-6-2011.
LDB – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional
11ª edição 43
e privadas, mediante a oferta de ensino e de assistência estudantil, assim 
como de estímulo à pesquisa e desenvolvimento de programas especiais.
Art. 79-A. (Vetado.)
82Art. 79-B. O calendário escolar incluirá o dia 20 de novembro como Dia 
Nacional da Consciência Negra.
83Art. 80. O poder público incentivará o desenvolvimento e a veiculação 
de programas de ensino a distância, em todos os níveis e modalidades de 
ensino, e de educação continuada.
§ 1º A educação a distância, organizada com abertura e regime especiais, 
será oferecida por instituições especificamente credenciadas pela União.
§ 2º A União regulamentará os requisitos para a realização de exames e 
registro de diploma relativos a cursos de educação a distância.
§ 3º As normas para produção, controle e avaliação de programas de edu-
cação a distância e a autorização para sua implementação, caberão aos res-
pectivos sistemas de ensino, podendo haver cooperação e integração entre 
os diferentes sistemas.
§ 4º A educação a distância gozará de tratamento diferenciado, que incluirá:
84I – custos de transmissão reduzidos em canais comerciais de radiodifusão 
sonora e de sons e imagens e em outros meios de comunicação que sejam 
explorados mediante autorização, concessão ou permissão do poder público;
II – concessão de canais com finalidades exclusivamente educativas;
III – reserva de tempo mínimo, sem ônus para o poder público, pelos con-
cessionários de canais comerciais.
Art. 81. É permitida a organização de cursos ou instituições de ensino ex-
perimentais, desde que obedecidas as disposições desta lei.
85Art. 82. Os sistemas de ensino estabelecerão as normas de realização de 
estágio em sua jurisdição, observada a lei federal sobre a matéria.
Art. 83. O ensino militar é regulado em lei específica, admitida a equivalên-
cia de estudos, de acordo com as normas fixadas pelos sistemas de ensino.
82 Artigo acrescido pela Lei nº 10.639, de 9-1-2003.
83 Artigo regulamentado pelo Decreto nº 5.622, de 19-12-2005.
84 Inciso com redação dada pela Lei nº 12.603, de 3-4-2012.
85 Artigo com redação dada pela Lei nº 11.788, de 25-9-2008.
Série
Legislação44
Art. 84. Os discentes da educação superior poderão ser aproveitados em 
tarefas de ensino e pesquisa pelas respectivas instituições, exercendo fun-
ções de monitoria, de acordo com seu rendimento e seu plano de estudos.
Art. 85. Qualquer cidadão habilitado com a titulação própria poderá exigir 
a abertura de concurso público de provas e títulos para cargo de docente de 
instituição pública de ensino que estiver sendo ocupado por professor não 
concursado, por mais de 6 (seis) anos, ressalvados os direitos assegurados 
pelos arts. 41 da Constituição Federal e 19 do Ato das Disposições Consti-
tucionais Transitórias.
Art. 86. As instituições de educação superior constituídas como universida-
des integrar-se-ão, também, na sua condição de instituições de pesquisa, ao 
Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia, nos termos da legislação específica.
TÍTULO IX
DAS DISPOSIÇÕES TRANSITÓRIAS
Art. 87. É instituída a Década da Educação, a iniciar-se um ano a partir da 
publicação desta lei.
§ 1º A União, no prazo de 1 (um) ano a partir da publicação desta lei, en-
caminhará, ao Congresso Nacional, o Plano Nacional de Educação, com 
diretrizes e metas para os 10 (dez) anos seguintes, em sintonia com a De-
claração Mundial sobre Educação para Todos.
86§ 2º (Revogado.)
87§ 3º O Distrito Federal, cada estado e município e, supletivamente, a 
União, devem:
88I – (revogado);
 89a) (revogada);
 90b) (revogada); e
 91c) (revogada);
II – prover cursos presenciais ou a distância aos jovens e adultos insufi-
cientemente escolarizados;
86 Parágrafo revogado pela Lei nº 12.796, de 4-4-2013.
87 Parágrafo com redação dada pela Lei nº 11.330, de 25-7-2006.
88 Inciso revogado pela Lei nº 12.796, de 4-4-2013.
89 Alínea revogada pela Lei nº 11.274, de 7-2-2006.
90 Idem.
91 Idem.
LDB – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional
11ª edição 45
III – realizar programas de capacitação para todos os professores em exer-
cício, utilizando também, para isto, os recursos da educação a distância;
IV – integrar todos os estabelecimentos de ensino fundamental do seu ter-
ritório ao sistema nacional de avaliação do rendimento escolar.
92§ 4º (Revogado.)
§ 5º Serão conjugados todos os esforços objetivando a progressão das redes 
escolares públicas urbanas de ensino fundamental para o regime de escolas 
de tempo integral.
§ 6º A assistência financeira da União aos estados, ao Distrito Federal e aos 
municípios, bem como a dos estados aos seus municípios, ficam condicio-
nadas ao cumprimento do art. 212 da Constituição Federal e dispositivos 
legais pertinentes pelos governos beneficiados.
93Art. 87-A. (Vetado.)
Art. 88. A União, os estados, o Distrito Federal e os municípios adaptarão 
sua legislação educacional e de ensino às disposições desta lei no prazo má-
ximo de 1 (um) ano, a partir da data de sua publicação.
§ 1º As instituições educacionais adaptarão seus estatutos e regimentos aos 
dispositivos desta lei e às normas dos respectivos sistemas de ensino, nos 
prazos por estes estabelecidos.
§ 2º O prazo para que as universidades cumpram o disposto nos incisos II 
e III do art. 52 é de 8 (oito) anos.
Art. 89. As creches e pré-escolas existentes ou que venham a ser criadas de-
verão, no prazo de 3 (três) anos, a contar da publicação desta lei, integrar-se 
ao respectivo sistema de ensino.
Art. 90. As questões suscitadas na transição entre o regime anterior e o 
que se institui nesta lei serão resolvidas pelo Conselho Nacional de Educa-
ção ou, mediante delegação deste, pelos órgãos normativos dos sistemas de 
ensino, preservada a autonomia universitária.
Art. 91. Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.
Art. 92. Revogam-se as disposições das Leis nos 4.024, de 20 de dezem-
bro de 1961, e 5.540, de 28 de novembro de 1968, não alteradas pelas Leis 
nos 9.131, de 24 de novembro de 1995, e 9.192, de 21 de dezembro de 1995, e, 
92 Parágrafo revogado pela Lei nº 12.796, de 4-4-2013.
93 Artigo proposto e vetado no projeto que foi transformado na Lei nº 12.796, de 4-4-2013.
Série
Legislação46
ainda, as Leis nos 5.692, de 11 de agosto de 1971, e 7.044, de 18 de outubro de 
1982, e as demais leis e decretos-lei que as modificaram e quaisquer outras 
disposições em contrário.
Brasília, 20 de dezembro de 1996; 175º da Independência e 108º da República.
FERNANDO HENRIQUE CARDOSO
Paulo Renato Souza
DIRETRIZES
DIRETRIZES
BASES
DIRETRIZESDIRETRIZES
BASES
BASES
DIRETRIZES
BASES
EDUCAÇÃO
DIRETRIZESEDUCAÇÃOBASES
DIRETRIZESBASES
BASES
EDUCAÇÃO
DIRETRIZESDIRETRIZES
DIRETRIZESEDUCACIONAIS
EDUCACIONAIS