EXERCICIOS ONLINE PATOLOGIA UNIP
24 pág.

EXERCICIOS ONLINE PATOLOGIA UNIP


DisciplinaPatologia I17.897 materiais99.450 seguidores
Pré-visualização6 páginas
PATOLOGIA 
CONTEUDO 1 
Exercício 1: 
Levando-se em consideração o texto abaixo, analise as assertivas e assinale a opção correta.
\u201cPara o bom clínico, a patologia representa um meio de apoio e de confirmação de diagnóstico. Para o patologista (profissional treinado para reconhecer morfologicamente as lesões), a patologia é o estudo das lesões decorrentes das doenças. Mas para o bom patologista, mais que um objetivo, o grande desafio é entender a doença (i.e., saber como e por que determinadas lesões ocorrem em determinadas circunstâncias, e quais as suas consequências). Isto explica por que muitas vezes um quadro patológico muito ruim (para o paciente) desperta nos patologistas exclamações com entusiasmo. Para os cursos da área médica, a patologia é um importante elo entre as disciplinas básicas (anatomia, histologia, embriologia, fisiologia, microbiologia, bioquímica e parasitologia) e as profissionalizantes (clínicas, cirurgias, reprodução e inspeção de produtos de origem animal).\u201d
I. Patologia é o ramo da ciência médica que estuda as alterações morfológicas e fisiológicas dos estados de saúde. 
II. É o estudo das doenças, envolve tanto a ciência básica quanto a prática clínica, e é devotada ao estudo das alterações estruturais e funcionais das células, dos tecidos e dos órgãos que estão ou podem estar sujeitos a doenças.
III. Patologia deve ser encarada como uma introdução ao estudo da doença, abordando principalmente o mecanismo de formação das doenças e também as causas, as características macro e microscópicas e as consequências destas sobre o organismo.
Qual a melhor definição para o campo de estudo da Patologia?
E - I, II, III 
Exercício 2: 
Verifique a informação abaixo e assinale a alternativa correta.
Quando o equilíbrio homeostático das células é rompido pelo efeito de uma agressão, as células podem adaptar-se, sofrer um processo regressivo ou morrer. Quando uma forma específica de estresse induz a adaptação ou causa lesão reversível ou irreversível, o padrão morfológico resultante depende não apenas da natureza e da intensidade do estresse, mas também de diversas variáveis relacionadas às próprias células, como vulnerabilidade, diferenciação, suprimento sanguíneo, nutrição e estado prévio da célula. 
I. Uma célula frente a estímulos, como estresses e influências nocivas pode se modificar e alcançar estados novos, porém alterados, com o objetivo de preservar sua viabilidade, modulando sua função como resposta a estes estímulos, sofre mecanismos de adaptação.
II. A lesão celular acontece quando os limites da resposta adaptativa a um estímulo forem ultrapassados, ou quando a adaptação é impossível.
III. Quando um estímulo ou estresse é persistente ou intenso o suficiente desde o início e a célula atinge um ponto sem retorno, dizemos que ocorreu uma lesão celular reversível e que a célula ou os tecidos podem morrer. Se após as lesões ocorrer reconstituição da morfostase e homeostase e portanto, da normalidade, a lesão celular é irreversível.
D - apenas as afirmativas I e II são corretas; 
Exercício 3: 
A cisticercose é uma parasitose típica de regiões em desenvolvimento, associada a precárias condições de higiene e saneamento básico, provocada pela ingestão de ovos de Taenia solium. Encontra-se difundida mundialmente, alcançando extrema importância no perfil socioeconômico das regiões acometidas, uma vez que 75% dos pacientes apresentam-se em plena idade produtiva. No Brasil, a maior prevalência encontra-se nos estados do Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, sendo mais comum em adultos, entre a terceira e quarta décadas de vida, não apresentando predileção por um determinado sexo ou raça. O cisticerco migra para o sistema nervoso central (SNC) e atinge pequenos vasos sanguíneos entre a substância cinzenta e a branca, onde se desenvolve num cisto de 3-15 mm de diâmetro. Os cistos podem se alojar em diversos locais no SNC: no parênquima, na parede do sistema ventricular ou nas meninges e no espaço subaracnóideo. Dois mecanismos principais são responsáveis pela ação patogênica do parasita no SNC: (1) o efeito mecânico proporcional ao volume e à localização da vesícula e (2) o efeito tóxico, perifocal e à distância. É uma doença pleomórfica em que o SNC é afetado pela presença do parasito propriamente dito, pela reação inflamatória, pela fibrose residual, pelo granuloma e pela calcificação. O SNC reage com a formação de um tecido inflamatório, o que causa fenômenos degenerativos nos neurônios circunjacentes, com desmielinização da substância branca, proliferação glial e infiltração de células. É importante avaliar a atividade da doença, pois testes imunodiagnósticos e decisões terapêuticas divergirão, a depender da viabilidade do parasita (doença em atividade) ou da infestação prévia que foi eliminada pela resposta imune do hospedeiro, restando apenas défices neurológicos secundários à formação dos granulomas e da fibrose residual (doença inativa). Dentre as formas ativas da NC, destacam-se a aracnoidite, a hidrocefalia secundária à inflamação meníngea, os cistos parenquimatosos e subaracnóides, a encefalite, a ventriculite e o infarto cerebral secundário à vasculite, enquanto as formas inativas incluem os granulomas parenquimatosos calcificados e a hidrocefalia resultante de fibrose meníngea. Os mecanismos responsáveis pelas manifestações clínicas dependerão de fatores como a localização e o número de parasitas, a condição do hospedeiro, a resposta inflamatória induzida, a circulação liquórica e a sequela de outras infecções. Tais mecanismos determinarão o quadro clínico do paciente, sendo que pode variar e se apresenta das seguintes formas: frequência de aproximadamente 60% de epilepsia, 25% de meningite crônica, 15% de manifestações psiquiátricas, 10% de défices focais e 10% de assintomáticos. É importante ressaltar que o método de seleção dos pacientes influencia nas frequências obtidas, a depender do local de acompanhamento. Sabendo-se que para o estudo de um processo patológico existem quatro aspectos básicos que devem ser observados, extraia do texto partes que exemplifiquem a etiologia e a patogenia, respectivamente. Para tanto assinale a alternativa correta:
A - Etiologia: ingestão de ovos de Taenia solium ; patogenia: efeito mecânico e efeito tóxico; 
Exercício 4: 
Leia o texto abaixo:
O patologista definitivamente não é: \u201caquele cirurgião que não deu certo!"; "o cirurgião do além!"; "aquele que descobre tudo, mas só depois que o paciente já morreu!"; "aquele cujos pacientes nunca reclamam!" Na verdade o patologista é apenas um profissional que procura reconhecer, interpretar e entender as lesões e as doenças, de modo a estabelecer racionalmente o diagnóstico morfológico e o prognóstico.
Levando-se em conta este raciocínio, assinale a alternativa que indica em quais níveis um profissional patologista pode atuar:
C - Molecular ð celular ð tissular ð orgânico ð sistêmico; 
Exercício 5: 
Leia o texto a seguir para responder a questão proposta. 
\u201cA saúde pode ser entendida como um estado biológico de uma célula ou um indivíduo no qual há um equilíbrio entre este e as forças que opõem ou lhe agridem. Este estado biológico terá características fisiológicas que são dinâmicas ou de forma que nos definirão estados de normalidade\u201d.
Considere as afirmações que seguem:
I. Nas condições de saúde, as reações metabólicas do organismo ocorrem respeitando padrões de tempo, de local e de intensidade que podem indicar os estados de normalidade dessas reações, as quais são chamadas de homólogas. 
II. A doença é resultado da ação de uma agressão que leva a uma alteração não compensada da homeostase ou da morfostase.
III. Normal e anormal são estados do ser, não sendo portanto, sinônimos de doença. Temos que considerar a individualidade de cada ser, e uma variação deve ser considerada dentro dos parâmetros de saúde individualmente.
IV. Todas as manifestações na doença são sempre vitais e podem ser intensificadas, diminuídas ou qualitativamente
Carmélia
Carmélia fez um comentário
Não consigo abrir
0 aprovações
Lais
Lais fez um comentário
Não consigo abrir
0 aprovações
Pri
Pri fez um comentário
Nao abre
1 aprovações
Tenise
Tenise fez um comentário
Nao abre
0 aprovações
Ana
Ana fez um comentário
Não abre
0 aprovações
Carregar mais