Gabriel Rabelo da Silva - 200 questões comentadas de contabilidade geral - FCC
233 pág.

Gabriel Rabelo da Silva - 200 questões comentadas de contabilidade geral - FCC


DisciplinaContabilidade Geral20.638 materiais380.189 seguidores
Pré-visualização50 páginas
Questões Comentadas Contabilidade Geral FCC 
(Questões dos anos de 2008 a 2010) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Professores: Gabriel Rabelo da Silva 
 Luciano Silva Rosa (Kazuo) 
 
200 Questões Comentadas Contabilidade Geral \u2013 FCC 
Gabriel Rabelo e Luciano Silva Rosa 
 
 
2 
 
1. (FCC/Analista Judiciário/Contabilidade/TRT 18ª/2008) Em relação à escrituração 
contábil, é correto afirmar: 
 (A) Os lançamentos no livro Diário devem ser efetuados diariamente, não se 
admitindo exceções. 
(B) A escrituração correta e tempestiva do livro Razão permite saber, em qualquer 
data, o saldo das contas de resultado e patrimoniais. 
(C) O único livro contábil considerado obrigatório pela Receita Federal do Brasil 
para apuração da base de cálculo do imposto de renda é o livro Diário. 
(D) No Brasil, existe um Plano de Contas padronizado que deve ser seguido por 
todas as entidades com fins lucrativos. 
(E) Segundo normas do Conselho Federal de Contabilidade, a escrituração contábil 
somente pode ser efetuada em sistemas informatizados. 
 
COMENTÁRIOS: 
Vamos à análise das assertivas. 
a) A alternativa \u201ca\u201d está incorreta. O livro Diário é um livro contábil obrigatório pela 
legislação comercial, e registra as operações da empresa, no seu dia-a-dia, 
originando-se assim o seu nome. Encadernado com folhas numeradas 
seguidamente, em que serão lançados, dia a dia, diretamente ou por reprodução, 
os atos ou operações da atividade, ou que modifiquem ou possam vir a modificar a 
situação patrimonial da pessoa jurídica (Decreto-lei 486/69, art. 5). 
Todavia, a legislação também permite: a) que o lançamento no diário seja feito por 
meio de partidas mensais; b) a escrituração resumida ou sintética, com valores 
totais que não excedam a operações de um mês, desde que haja escrituração 
analítica lançada em registros auxiliares; c) No caso de a entidade adotar para sua 
escrituração contábil o processo eletrônico, os formulários contínuos, numerados 
mecânica ou tipograficamente, serão destacados e encadernados em forma de 
livro. 
b) A assertiva \u201cb\u201d está correta. O livro Razão é facultativo sob a ótica do direito 
societário. Contudo, para os contribuintes tributados com base em lucro real o 
livro passa a ser obrigatório. Veja um exemplo de livro Razão: 
200 Questões Comentadas Contabilidade Geral \u2013 FCC 
Gabriel Rabelo e Luciano Silva Rosa 
 
 
3 
 
 
 Razão Analítico 
XPTO Comércio Ltda. Data: 
CNPJ: 01.342.575/0001-87 Período: 
Conta: Bancos Cta. Movimento - Bradesco S/A 
Data Histórico da Operação Débito Crédito Saldo 
 01.01.2008 Saldo Inicial 1.000,00 D 
 02.01.2008 Depósito 500,00 1.500,00 D 
02.01.2008 Cheque nº 050070 200,00 1.300,00 D 
 Totais 500,00 200,00 1.300,00 D 
 
Vejam que é possível, perfeitamente, saber, em qualquer data, o saldo das contas 
de resultado e patrimoniais. 
c) Item incorreto. Existe uma série de livros que são exigidos pela Receita Federal 
para os contribuintes que apurem Imposto de Renda pelo Lucro Real. Bastava que 
o candidato soubesse que o Livro Razão é obrigatório, para a apuração com base 
em lucro real, que já se acertaria a questão. Entretanto, saibam que o contribuinte 
do Imposto de Renda deve manter basicamente os seguintes livros: 
1) Registro de Inventário; 
2) Registro de Compras; 
3) Apuração de Lucro Real \u2013 LALUR. 
d) Plano de Contas (ou Elenco de Contas) é o conjunto de contas, previamente 
estabelecido, que norteia os trabalhos contábeis de registro de fatos e atos 
inerentes à entidade, além de servir de parâmetro para a elaboração das 
demonstrações contábeis. 
A montagem de um Plano de Contas deve ser personalizada, por empresa, já que 
os usuários de informações podem necessitar detalhamentos específicos, que um 
modelo de Plano de Contas geral pode não compreender. 
e) O item está incorreto. Segundo a NBCT 2, que dispõe sobre escrituração contábil, a 
Entidade deve manter um sistema de escrituração uniforme dos seus atos e fatos 
administrativos, através de processo manual, mecanizado ou eletrônico. 
 
200 Questões Comentadas Contabilidade Geral \u2013 FCC 
Gabriel Rabelo e Luciano Silva Rosa 
 
 
4 
 
2. (FCC/Analista Judiciário/Contabilidade/TRT 18ª/2008) Uma sociedade com fins 
lucrativos, no exercício de início de suas atividades, efetuou sua escrituração 
contábil pelo regime de caixa, apurando um prejuízo de R$ 10.000,00. Advertida de 
seu erro, reelaborou a escrituração pelo regime de competência, tendo registrado 
um lucro líquido no exercício de R$ 3.000,00. As despesas, pelo regime de 
competência, equivaleram a 70% das despesas registradas pelo regime de caixa. As 
receitas, reconhecidas pelo regime de competência, montaram a R$ 24.000,00. 
Logo, as receitas, se reconhecidas pelo regime de caixa, corresponderiam, em R$, a 
(A) 7.000,00. 
(B) 13.000,00. 
(C) 20.000,00. 
(D) 21.000,00. 
(E) 27.000,00. 
 
COMENTÁRIOS: 
Regime de caixa é o regime contábil que apropria as receitas e despesas no período 
de seu recebimento ou pagamento, respectivamente, independentemente do 
momento em que são realizadas. 
Regime de competência é o que apropria receitas e despesas ao período de sua 
realização, independentemente do efetivo recebimento das receitas ou do 
pagamento das despesas. 
Na questão: 
No regime de caixa, 
Receitas Cx \u2013 Despesas Cx = (10.000) 
No regime de competência, 
Receitas Comp. \u2013 Despesas Comp. = 3.000 
Veja que a questão disse que as despesas no regime de competência representam 
70% das despesas no regime de caixa. Disse, também, que as receitas no regime de 
competência são no montante de R$ 24.000. Assim: 
Despesas Comp. = 70%.Despesas Cx 
Retomando: 
Receitas Comp. \u2013 Despesas Comp. = 3.000 
24.000 \u2013 70%.Despesas Cx = 3.000 
200 Questões Comentadas Contabilidade Geral \u2013 FCC 
Gabriel Rabelo e Luciano Silva Rosa 
 
 
5 
 
70%.Despesas Cx = 21.000 
Despesas Cx = 21.000/70% = 30.000 
Logo, as despesas no regime de caixa totalizam o valor de R$ 30.000. 
Retomando a outra equação, temos que: 
Receitas Cx \u2013 30.000 = -10.000 
Receitas Cx = -10.000 + 30.000 
Receitas Cx = 20.000 (Gabarito: Letra C) 
Próxima! 
 
3. (FCC/Analista Judiciário/Contabilidade/TRT 18ª/2008) A Cia. Comercial Madureira 
iniciou o exercício com um estoque de R$ 800.000,00. Adquiriu R$ 1.300.000,00 de 
mercadorias, já deduzidos desse valor os impostos recuperáveis. As vendas líquidas 
da empresa no exercício totalizaram R$ 1.800.000,00. A companhia adota o 
sistema do inventário periódico e a contagem do estoque final de mercadorias 
indicou que ele equivalia a 120% do estoque inicial. O lucro bruto da companhia 
nesse exercício equivaleu, em R$, a 
(A) 1.140.000,00. 
(B) 980.000,00. 
(C) 960.000,00. 
(D) 840.000,00. 
(E) 660.000,00. 
 
COMENTÁRIOS: 
O estoque inicial é de R$ 800.000. 
O valor das compras é de R$ 1.300.000 (Já deduzidos de impostos) 
O estoque final é 120% (ou 1,2) do estoque inicial. 
Vendas Líquidas representa R$ 1.800.000 
 
Assim, utilizando a fórmula básica: 
Custo da Mercadoria Vendida = Estoque Inicial + Compras \u2013 Estoque Final 
CMV = 800.000 + 1.300.000 \u2013 1,2.800.000 
200 Questões Comentadas Contabilidade Geral \u2013 FCC 
Gabriel Rabelo e Luciano Silva Rosa 
 
 
6 
 
CMV = 2.100.000 \u2013 960.000 
CMV = 1.140.000 
Sabemos que o Lucro Bruto é a diferença entre as Vendas Líquidas e o Custo da 
Mercadoria Vendida. 
Desta forma, 
Lucro Bruto = VL \u2013 CMV = 1.800.000 \u2013 1.140.000 = 660.000 (Gabarito: Letra E)