A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
40 pág.
3 Fisiografia de Bacias Hidrográficas

Pré-visualização | Página 1 de 1

Fisiografia de Bacias 
Hidrográficas 
Profª Me. Mirtes Tatiane Neisse Boldrin 
 
professora-mirtes.webnode.com 
 
O que é bacia 
hidrográfica? 
Bacia Hidrográfica 
 
É uma área de captação natural da água da 
precipitação que faz convergir os escoamentos 
para um único ponto de saída, seu exutório. 
 
 
Fisiografia da Bacia Hidrográfica 
Descrição da bacia e dos fenômenos que nela 
ocorrem. 
 
Através das características fisiográficas podemos: 
 
- Entender fenômenos passados; 
- Avaliar impactos de alterações antrópicas na fase 
de escoamento superficial; 
- Correlacionar vazões e características fisiográficas 
para estudos de regionalização. 
Fisiografia da Bacia Hidrográfica 
Para facilitar o trabalho de caracterização de 
bacias hidrográficas, frequentemente se faz 
necessário dividi-las em bacias menores. 
 
As sub-áreas ou bacias tributárias são definidas 
por divisores internos, da mesma forma que a 
bacia principal. 
 
Fisiografia da Bacia Hidrográfica 
O escoamento de um curso d’água está 
condicionado a diversos fatores, e são divididos 
em dois grupos: 
 
- Fatores climáticos, mais ligados a precipitação; 
- Fatores físicos. 
 
Hoje estamos estudando os fatores físicos. 
 
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DA BACIA 
Fatores Físicos são os mais importantes para 
caracterizar uma bacia hidrográfica. 
 
-Uso do solo; 
-Tipo do solo; 
-Área; 
-Forma; 
-Declividade da bacia; 
-Elevação; 
-Declividade do Curso d’água; 
-Tipo da rede de drenagem; 
-Densidade da drenagem. 
USO DO SOLO 
O Uso do solo ou controle da terra é um dos 
fatores fisiográficos mais importantes que 
afetam o escoamento superficial de uma bacia 
hidrográfica. 
 
-Retirada da cobertura vegetal; 
 
-Compactação ou impermeabilização do solo. 
 
TIPO DE SOLO 
As características de escoamento de uma bacia 
são altamente influenciadas pelo tipo 
predominante de solo. 
 
- Capacidade de infiltração, que é resultado do 
tamanho dos grãos de solo, sua agregação, 
forma e arranjo da partículas. 
ÁREA 
 
É a área plana da bacia que é definida pela 
projeção horizontal do divisor de águas. 
 
Multiplicando a área da bacia pela lâmina da 
chuva precipitada define-se o volume de água 
recebido pela bacia. 
 
ÁREA 
 
A área da bacia afeta a grandeza das enchentes 
de várias formas. 
 
Assim, influência significativamente o 
hidrograma da bacia. 
ÁREA 
A Área da bacia afeta: 
 
- Vazões máximas: tempo de escoamento e pico de 
hidrogramas; 
 
-Vazões mínimas: cursos principais de bacias de 
maior área tem mais capacidade de prover uma 
vazão firme em períodos de estiagem; 
 
- Vazões médias: a área da bacia não afeta a vazão 
média da bacia. Assim, a vazão por unidade de área 
em vários pontos da bacia são praticamente 
constantes. 
 
FORMA 
Bacias Maiores: Leque ou pera; 
 
Bacias Menores: formas variadas em função da 
estrutura geológica dos terrenos. 
 
A forma da bacia influencia no escoamento 
superficial e consequentemente no hidrograma 
resultante de uma determinada chuva. 
 
 
FORMA 
A forma da bacia pode ser calculada através de 
índices. 
 
Os índices propostos são: 
 
- Fator de Forma; 
- Índice de Compacidade ; 
- Índice de conformação. 
 
 
FORMA 
FATOR DE FORMA: 
Fator de forma ou índice de Gravelius é expresso 
como sendo a razão entre a largura média da 
bacia e o comprimento axial da mesma. 
FORMA 
CALCULE O FATOR DE FORMA DA BACIA ABAIXO: 
 
FORMA 
CALCULE O FATOR DE FORMA DA BACIA ABAIXO: 
 
FORMA 
ÍNDICE DE COMPACIDADE (KC) 
É definido como sendo a relação entre o perímetro da 
bacia e a circunferência do círculo de área igual à da 
bacia. 
 
 
 
Onde: 
P = o perímetro da bacia em Km. 
A = área da bacia em Km². 
 
FORMA 
ÍNDICE DE COMPACIDADE (KC) 
Calcule o índice de compacidade para uma bacia 
com 100km² de área e perímetro de 54Km. 
FORMA 
ÍNDICE DE COMPACIDADE (KC) 
Calcule o índice de compacidade para uma bacia 
com 100km² de área e perímetro de 54Km. 
FORMA 
ÍNDICE DE CONFORMAÇÃO (KC) 
Compara a área da bacia com a área do 
quadrado de lado igual ao comprimento axial. 
 
 
Onde: 
A = área da bacia. 
L = Comprimento axial. 
FORMA 
 
FORMA 
ÍNDICE DE CONFORMAÇÃO (KC) 
Calcule o índice de conformação das bacias abaixo. As três bacias 
possuem a mesma área, porém são dispostas de maneira 
diferente com relação ao rio principal. 
 
 
 
 
 
 
 
FORMA 
Comparando tipos de bacias pelos seus índices 
de forma. 
DECLIVIDADE DA BACIA 
A declividade das bacias é um fator importante 
que controla o tempo do escoamento 
superficial. 
 
Tem importância direta em relação à magnitude 
da enchente. 
 
ELEVAÇÃO 
 
A variação da elevação e também a elevação 
média de uma bacia são fatores importantes 
com relação à temperatura e à precipitação. 
DECLIVIDADE DO CURSO D’ÁGUA 
A velocidade de escoamento da água de um rio 
depende da declividade dos canais fluviais. 
 
Um valor aproximado da declividade de um rio 
pode ser obtido através da equação: 
 
 
Onde: 
∆H = Variação da cota entre os dois pontos 
extremos. 
L = comprimento do rio. 
DECLIVIDADE DO CURSO D’ÁGUA 
 
ORDEM DA REDE DE DRENAGEM 
A classificação dos rios quanto à ordem reflete 
no grau de ramificação ou bifurcação dentro de 
uma bacia. 
 
Cada curso d´água possui tributários, que por 
sua vez possuem outros até que se chegue aos 
minúsculos cursos d’água da extremidade. 
REDE DE DRENAGEM 
ORDEM DOS CURSOS D’ÁGUA 
 
REDE DE DRENAGEM 
ORDEM DOS CURSOS D’ÁGUA 
 
Para se determinar a ordem de um rio, situa-se 
num mapa todos os cursos d’água, perenes ou 
intermitentes, mas não deve-se incluir ravinas 
de água que não possuem curso definido. 
 
Geralmente quanto maior a ordem de um curso 
d’água maior é a sua extensão. 
REDE DE DRENAGEM 
DENSIDADE DE CURSO D’ÁGUA 
 
É a relação entre o número de cursos d’água e a 
área total da bacia. Somente são considerados os 
rios perenes e os intermitentes. 
 
 
 
Onde: 
Ns = número de cursos d’água; 
A = área da bacia. 
DENSIDADE DE DRENAGEM 
Indica a eficiência da drenagem na bacia. É 
definida pela relação entre o comprimento total 
dos cursos d’água e a área de drenagem. 
 
 
 
Onde: 
L = comprimento total dos cursos d’água; 
A = área de drenagem. 
DENSIDADE DE DRENAGEM 
 
Quanto mais eficiente o sistema de drenagem, 
ou seja, quanto maior a densidade de drenagem 
da bacia, mais rapidamente a água do 
escoamento superficial originada da chuva 
chegará à saída da bacia, gerando hidrogramas 
com picos maiores e em instantes mais cedo. 
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA 
LAINA, R. L.; ZAHED FILHO, K. Hidrologia 
Aplicada. Escola politécnica da USP, 1999.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.