A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
130 pág.
Apostila - Resumo

Pré-visualização | Página 37 de 39

Re
vi
sã
o:
 E
la
in
e 
- 
Di
ag
ra
m
aç
ão
: L
éo
 -
 0
2/
02
/2
01
1
Ritos, rituais e cerimônias
• conjunto planejado de atividades relativamente elaborado que combina várias formas de pressão 
cultural, as quais têm consequências práticas e expressivas.
• ao desempenhar um rito, as pessoas se expressam através de diversos símbolos: certos gestos, 
linguagem e comportamentos.
Ritos organizacionais mais comuns:
• Ritos de passagem - processos de introdução ou retreinamento de pessoal.
• Ritos de degradação - usados para dissolver identidades sociais e retirar seu poder, como nos 
casos de demissão, afastamento de um alto executivo, “encostar alguém”, denunciar falhas/
incompetências publicamente.
• Ritos de reforço – celebrações públicas de resultados positivos.
• Ritos de renovação - visam a renovar as estruturas sociais e a aperfeiçoar seu funcionamento, 
como: programas de desenvolvimento organizacional, assistência aos empregados.
• Ritos de redução de conflitos – usados para restaurar o equilíbrio em relações sociais perturbadas, 
reduzindo os níveis de conflitos e agressão, como nos processos de negociação coletiva.
• Ritos de integração – visam a recarregar e reviver sentimentos comuns e manter as pessoas 
comprometidas com o sistema social; comumente usados nas festas de Natal, jogos, rodadas de 
cerveja.
Estórias e mitos
• Estórias – narrativas baseadas em eventos ocorridos, que informam sobre a organização, reforçam 
o comportamento existente e enfatizam como este comportamento se ajusta ao ambiente 
organizacional.
• Mitos – se referem a estórias consistentes com os valores da organização, porém não sustentadas 
pelos fatos.
Heróis
Os heróis personificam os valores e condensam a força da organização.
Funções dos heróis:
• Tornar o sucesso atingível e humano, outros membros podem seguir seu exemplo;
• Estabelecer padrões de desempenho;
• Motivar os empregados, fornecendo uma influência duradoura.
114
Unidade IV
Re
vi
sã
o:
 E
la
in
e 
- 
Di
ag
ra
m
aç
ão
: L
éo
 -
 0
2/
02
/2
01
1
Comunicação
• As organizações são vistas como fenômeno de comunicação, sem o qual inexistiriam. O processo 
inerente às organizações cria uma cultura, revelando suas atividades comunicativas.
Tipos de agentes de comunicação numa organização onde os papéis informais entram em ação:
• Contadores de estórias: interpretam o que ocorre na organização, ajustando os fatos à sua 
percepção.
• Padres: guardiões dos valores culturais.
• Confidentes: detentores do poder por trás do trono.
• Fofoqueiros: falam com nomes, datas etc.
• Espiões – leais à chefia, mantêm seus chefes informados.
• Conspiradores – duas ou mais pessoas se reúnem para tramar algo.
8.9 O papel da área de gestão de pessoas
De acordo com Freitas (1991), a área de gestão de pessoas nas organizações é “a guardiã da cultura” e 
tem o papel fundamental de disseminar, promover, manter e implementar mudanças culturais, definindo 
os processos de seleção de perfis compatíveis com os valores organizacionais; elaborando sistemas 
que contemplem a competência e a lealdade; promovendo eventos que destaquem o comportamento 
esperado, veiculando estórias que reforcem os valores da organização, estabelecendo meios de 
comunicação que permitam a interpretação adequada das mensagens institucionais, monitorando os 
programas de socialização, recuperando os transgressores, dentre outros.
Segundo DuBrin (2006), a cultura organizacional pode causar um impacto penetrante na eficácia da 
organização. Ele aponta seis principais consequências e implicações da cultura:
• Vantagem competitiva e sucesso financeiro – pesquisas apontam que as empresas nas quais os 
empregados percebiam a existência de uma ligação entre os esforços individuais e as metas da 
organização demonstraram maior retorno de investimentos.
• Produtividade, qualidade e moral – uma cultura que enfatiza a produtividade e a qualidade 
encoraja os trabalhadores a serem produtivos.
• Inovação – da mesma forma, uma organização que encoraja a criatividade e a tomada de decisão 
contribuirá para a inovação.
• Compatibilidade de fusões e aquisições – um indicador de sucesso em fusões e aquisições é a 
compatibilidade de suas respectivas culturas.
• Ajuste pessoa/organização – um ponto fundamental para o sucesso tanto do indivíduo quanto da 
organização é o ajuste dos valores individuais e organização.
115
COMPORTAMENTO HUMANO NAS ORGANIZAÇÕES
Re
vi
sã
o:
 E
la
in
e 
- 
Di
ag
ra
m
aç
ão
: L
éo
 -
 0
2/
02
/2
01
1
• Direção da atividade de liderança – a cultura organizacional diz o modo como liderar.
Após o estudo sobre a cultura organizacional, encerraremos essa unidade tratando da mudança 
organizacional, sob o aspecto, principalmente, da influência da cultura nos processos de mudança, uma 
vez que a mesma cultura que leva uma organização ao sucesso pode gerar resistências e dificultar os 
processos de mudança.
8.10 Mudança cultural
Na vida temos duas certezas, a primeira é que todos nós vamos morrer um dia, e a segunda é que 
tudo muda a todo instante.
As organizações sofrem influências dos ambientes interno e externo continuamente e 
precisam identificar mecanismos para o gerenciamento das mudanças que ocorrem no dia a 
dia.
Segundo Griffin e Moorhead (2006), quando os gestores tentam modificar a cultura organizacional, 
estão, na verdade, procurando alterar as noções básicas das pessoas sobre o que é ou não um 
comportamento adequado na empresa.
Os mesmo mesmos autores dizem que para se efetuar mudanças culturais os gestores devem criar 
situações que permitam a introdução de novas histórias. Eles dão, como exemplo, uma empresa em que 
a opinião do funcionário não tinha importância e a partir de agora passa a ter. Nesse caso, os gestores 
podem, por exemplo, solicitar a um funcionário que lidere uma discussão numa reunião, acompanhe e 
oriente esse processo, de forma que seja um sucesso. Isso se transformará em uma nova história que 
poderá substituir a antiga.
Mas os autores alertam que esse é um processo longo e difícil, pois não importa quanto 
se dediquem à implementação de um valor novo, podem inadvertidamente voltar aos padrões 
antigos de comportamento. Tal fato irá gerar uma nova história com retorno aos antigos 
valores.
Para que a nova cultura se torne estável faz-se necessário um período de transição, no qual são 
realizados esforços para a adoção de novos valores e, a longo prazo, esses novos valores serão tão 
estáveis e influentes quanto os antigos.
Saiba mais
Assista ao filme Fábrica de Loucuras (1986, direção de Ron Howard) e observe as diferenças 
culturais e o impacto da cultura.
116
Unidade IV
Re
vi
sã
o:
 E
la
in
e 
- 
Di
ag
ra
m
aç
ão
: L
éo
 -
 0
2/
02
/2
01
1
Para refletir
Pense nas empresas que passam por processos de fusão ou aquisição.
Agora, reflita sobre os processos de mudança e em como conciliar duas culturas. Qual o 
impacto no comportamento das pessoas?
Resumindo
Falamos nessa unidade sobre cultura organizacional e mudança.
Importante lembrar que os valores fazem parte da cultura organizacional e que as pessoas 
também possuem os seus, sendo assim é fundamental que esses valores sejam alinhados 
desde o processo seletivo, pois a não observância dessa questão pode levar à contratação de 
pessoas sem comprometimento e à insatisfação.
Nessas unidades vimos um pouco sobre o comportamento organizacional. O estudo do 
comportamento nos níveis do indivíduo, dos grupos e do sistema.
O campo de estudo do comportamento organizacional tem tido uma importância 
crescente, na medida em que analisar e contextualizar o impacto que os indivíduos e 
grupos têm sobre o comportamento organizacional

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.