A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
130 pág.
Apostila - Resumo

Pré-visualização | Página 4 de 39

ações e atitudes das pessoas no ambiente organizacional, os estudiosos 
dessa área buscam conceitos e métodos das ciências comportamentais, tais como: psicologia, sociologia, 
ciência política e antropologia, dentre outras.
Lembre-se
Aprendemos quando nos 
disponibilizamos para tal, portanto, 
faça seus momentos de aprendizagem 
serem agradáveis.
6
Unidade I
Re
vi
sã
o:
 E
la
in
e 
- 
Di
ag
ra
m
aç
ão
: L
éo
 -
 0
2/
02
/2
01
1
O comportamento organizacional é estudado em três níveis. Todo indivíduo chega à organização com 
suas expectativas, necessidades, valores etc. (comportamento 
individual) e passa a pertencer a um grupo de trabalho 
(comportamento grupal) dentro da organização. Esses 
grupos se interagem e formam o todo (comportamento de 
toda a organização). Abaixo são apresentados os três níveis 
do comportamento organizacional:
• Comportamento micro-organizacional: o foco é o indivíduo e são estudadas as diferenças 
individuais, os processos de aprendizagem, a percepção e a motivação. Os processos de recursos 
humanos que incidem diretamente sobre os indivíduos 
são: seleção, avaliação de desempenho, atitudes no 
ambiente de trabalho (assuntos de administração de 
pessoas).
• Comportamento meso-organizacional (nível de 
grupos): estudo dos grupos, trabalho em equipe, 
comunicação, liderança (que não será abordada nesse 
material, em razão de uma disciplina específica sobre 
esse assunto), conflitos, estresse.
• Comportamento macro-organizacional (nível do sistema): envolve a cultura organizacional, a 
estrutura, a mudança e os efeitos das políticas de gestão de pessoas.
Abaixo estão os três níveis do comportamento humano nas organizações e os estudos referentes a 
cada nível:
 Diferenças individuais
 Aprendizagem
• Individual Personalidade
 Valores e atitudes
 Percepção
 Motivação
 Liderança
• Grupo Comunicação
 Trabalho em equipe
 Conflito
 Planejamento de trabalho
 Estrutura
• Sistema Efeitos da política de RH
 Cultura organizacional
 Mudança
O indivíduo entra na organização e 
traz consigo suas expectativas, suas 
emoções, seu temperamento, seu 
caráter.
Esse mesmo indivíduo vai pertencer 
a um grupo dentro da organização.
E os grupos, ou seja, as diversas 
áreas, os departamentos vão interagir 
na organização.
7
COMPORTAMENTO HUMANO NAS ORGANIZAÇÕES
Re
vi
sã
o:
 E
la
in
e 
- 
Di
ag
ra
m
aç
ão
: L
éo
 -
 0
2/
02
/2
01
1
Robbins (2004) coloca que os objetivos do estudo do comportamento organizacional são: explicar, 
prever e controlar o comportamento humano.
• Explicar ocorre após o acontecido, por isso, explicar está empregado no sentido de entender as 
causas que levam ou levaram a pessoa a se comportar daquela maneira.
• Prever está ligado a eventos futuros e, portanto, o estudo do comportamento permite se antecipar 
ao tipo de comportamento que possa ser apresentado diante de uma mudança. Pode-se avaliar o 
tipo de reação que os colaboradores teriam a uma tomada de decisão.
• Controlar é o objetivo mais controverso no emprego do conhecimento do comportamento 
humano, na medida em que esse controle não deve ser manipulativo ou ferir a liberdade individual. 
Devemos utilizar o controle de forma ética e assim permitir que entendamos, por exemplo, como 
fazer para levar as pessoas a se esforçarem mais em seu trabalho.
Segundo Vecchio (2008), os gerentes do século XXI se defrontam com diversos desafios na relação 
com os colaboradores. Ele inclui:
• diversidade da equipe de trabalho;
• aumento da contratação de temporários;
• expressão cada vez maior de emoções no ambiente de trabalho.
Entendendo que as pessoas reagem e se comportam de maneiras diferentes e em situações diferentes, 
que como seres humanos somos extremamente complexos e, portanto, não se pode generalizar 
comportamentos, talvez o maior desafio esteja na compreensão dos fatores situacionais, no estudo 
sistemático das relações e, principalmente, no entendimento de que o estudo do comportamento 
humano é científico e não um senso comum, como alguns pensam.
Saiba mais
Assista ao filme O Diabo Veste Prada (2006, direção de David Frankel) e identifique a 
influência das pessoas na organização, bem como a influência dos grupos no comportamento 
individual.
 O indivíduo influencia o grupo O grupo influenciará a 
organização
A organização influenciará o indivíduo
8
Unidade I
Re
vi
sã
o:
 E
la
in
e 
- 
Di
ag
ra
m
aç
ão
: L
éo
 -
 0
2/
02
/2
01
1
Para refletir
O cenário atual nos impõe algumas questões, tais como: globalização, flexibilização, avanços 
tecnológicos, ética etc. Diante disso, responda:
• Como esse cenário influencia o comportamento organizacional?
• Qual o impacto desse cenário no nível individual?
• Como conciliar e relacionar os três níveis de estudo do comportamento organizacional?
2 COMPORTAMENTO MICRO-ORGANIZACIONAL – O INDIVÍDUO NA 
ORGANIZAÇÃO
O que não se compreende não se possui (Johann Wolfgang von Goethe).
Essa unidade tem como objetivo discutir sobre o indivíduo na organização, partindo da premissa de 
que, para entender o comportamento organizacional, precisamos compreender o indivíduo com as suas 
diferenças e como ele interfere no comportamento da organização.
Cada pessoa se comporta de uma maneira nas organizações. Segundo Bergamini (1990), as variáveis 
individuais e ambientais estão entre as que afetam o comportamento dos indivíduos na organização. A 
infância, a adolescência e a fase adulta de cada um são as variáveis individuais. Das ambientais fazem 
parte grupos sociais, cultura, fatores do ambiente físico etc.
As diferenças de desempenho no trabalho resultam de dois fatores principais: das diferenças de uma 
pessoa para outra e das diferentes experiências de vida que cada um tem. Ou seja, de como as pessoas 
são e de como foram criadas resulta a personalidade.
Trataremos aqui das diferenças individuais, da personalidade e da emoção. Ao final deste capítulo, 
você deverá ser capaz de:
• Entender a complexidade do ser humano e as diferenças individuais.
• Saber o que significam personalidade e atitude.
• Descrever como a personalidade e as emoções afetam o desempenho do indivíduo na 
organização.
2.1 O ser humano
O homem é um produto histórico, um ser social e é o conjunto de suas relações sociais. Os traços 
herdados em contato com um ambiente determinado têm como resultado um ser especifico, individual 
e particular. A natureza biológica não basta para garantir a vida em sociedade. O homem precisa adquirir 
várias aptidões e aprender formas de satisfazer às necessidades.
9
COMPORTAMENTO HUMANO NAS ORGANIZAÇÕES
Re
vi
sã
o:
 E
la
in
e 
- 
Di
ag
ra
m
aç
ão
: L
éo
 -
 0
2/
02
/2
01
1
Chanlat (1992) nos diz que o ser humano é uno, ou seja, único enquanto espécie, enquanto 
indivíduo. Um ser biopsicossocial que aparece profundamente ligado à natureza e à cultura que o 
envolve e que ele transforma. Sendo assim, só uma concepção que procura apreender o ser humano 
na sua totalidade pode dele se aproximar sem, contudo, jamais o esgotar completamente. Esse mesmo 
homem é um ser genérico, pois pertence à espécie humana.
Ser humano
Ge
né
ric
o
Si
ng
ul
ar
Um ser
Enquanto indivíduo Enquanto espécie humana
Segundo o mesmo autor, o homem é um ser reflexivo e ativo. Reflexivo pela sua capacidade de 
pensar e ativo em função de sua ação.
Ser humano
At
iv
o
Re
fle
xi
vo
Um ser
Capaz de pensar Capaz de agir
A construção da realidade e as ações que o ser humano 
pode empreender não são concebidas sem se recorrer a uma 
forma qualquer de linguagem, portanto, o ser humano é um

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.