109 questoes sobre sucessoes - Documentos Google
5 pág.

109 questoes sobre sucessoes - Documentos Google


DisciplinaDireito Civil VI3.035 materiais28.060 seguidores
Pré-visualização5 páginas
www.direitofacil.com 
Teste seus conhecimentos \u2013 Sucessões \u2013 Márcia 

Pelissari 

TESTE SEUS CONHECIMENTOS  
DIREITO DAS SUCESSÕES 

 
 

1. Quem é o herdeiro?  
É o sucessor a título universal, recebe uma fração ideal, uma quota abstrata                         
(1/8, 32%, etc.), e recebe sua parcela em condomínio necessário. Não são                       
bens específicos. 
2. O que é legatário?  
É aquela pessoa que recebe bens perfeitamente determinados,               
individualizados (moveis, imóveis, quotas, etc.) e sucessor a título singular.  
3. O que é sucessão a título universal?  
Herdeiro 
4. O que é sucessão a título singular?  
Legado ou qualquer transmissão de bens a título singular (venda, doação,                     
etc.). 
5. Qual a diferença entre legado e doação?  
Ambos são ato de liberalidade, mas a doação é ato entre vivos o legado                           
somente produz efeitos \u200bpos mortem\u200b.   
6. Duas diferenças entre herdeiro e legatário?  
O herdeiro adquire a propriedade e posse dos bens com a morte do autor                           
da herança (saisine). O ato da morte imediatamente gera a passagem da                       
posse e propriedade dos bens para os herdeiros (CC, 1784). O legatário                       
adquire a propriedade imediatamente, mas a posse só se adquire no final                       
da partilha (CC, 1923), pois, quem entrega a posse dos bens ao legatário                         
são os herdeiros, mas para tal precisam estar seguro de que o espólio não                           
tem dívida.  
Até onde vai a responsabilidade do herdeiro pelas dividas do falecido? Até o                         
limite de sua fração ideal. Qual a responsabilidade do legatário pelas dividas                       
do falecido? O CC, 1997, diz que a responsabilidade é subsidiária, ou seja,                         
primeiro as dívidas do \u200bde cujus são pagas pelos herdeiros (no limite de sua                           
quota parte), depois, se os valores recebidos pelos herdeiros não forem                     
suficientes para o pagamento das dívidas do falecido, adentra­se ao                   
patrimônio deixado aos legatários, entretanto, os legatários somente               

1 
 

www.direitofacil.com 
Teste seus conhecimentos \u2013 Sucessões \u2013 Márcia 

Pelissari 
respondem até o momento em que é feita a partilha, após a partilha o                           
patrimônio deixado aos legatários não mais responde pelas dívidas do \u200bde                     
cujus\u200b, respondendo por estas (dívidas) somente os herdeiros.  
7. Quem é o pré­legatário?  
É aquela pessoa que é, ao mesmo tempo, herdeiro e legatário. 
8. Quem é o sub­legatário?  
É aquele que recebe um legado do patrimônio do herdeiro ou de legatário e                           
não do autor da herança, \u200be.g\u200b, \u200bA deixa sua 1/4 de seus bens a \u200bB\u200b, desde de \u200bB                                   
dê uma TV de a \u200bC\u200b, \u200bC é o sub­legatário, pois, recebe a TV do patrimônio de                                 
B\u200b e não do de \u200bA \u200b(CC, 1913). 
9. Se na hipótese do exemplo anterior \u200bB se recusar a entregar a TV a \u200bC                             
o que ocorrerá?  
Presumir­se­á que renunciou a herança ou ao legado (CC, 1913). 
10. Pode­se afirmar que o herdeiro sucede ou representa o \u200bde cujus\u200b?                       
Qual a relação entre eles?  
A sucessão não é da pessoa, mas dos bens. O herdeiro não representa o                           
de cujus\u200b, pois, age em nome próprio. A relação é de sub­rogação, pois o                           
herdeiro se sub­roga na posição patrimonial do \u200bde cujus\u200b, mas, apenas em                       
suas relações patrimoniais. 
11. Qual a posição do legatário na herança? 
Legatário é mero donatário, não sub­roga ninguém, pois, recebe uma                   
simples liberalidade.  
12. Quem são os sujeitos da sucessão?  
Autor da herança, herdeiro, legatário.  
13. Qual é o objeto da sucessão?  
Herança. 
14. O que é herança?  
É o patrimônio do de cujus.  
15. Patrimônio?  
Conjunto de bens e obrigações de uma pessoa.  
16. Diferença entre herança e espólio?  
Não há, herança é instituto de direito civil, espólio é herança inventariada                       
instituto de direito processual. 

2 
 

www.direitofacil.com 
Teste seus conhecimentos \u2013 Sucessões \u2013 Márcia 

Pelissari 
17. Inventário é sinônimo de herança?  
Não, pois, muitas vezes o objeto do inventário é maior que o objeto da                           
herança. Todos os bens do falecido serão inventariados, mas nem sempre                     
todos farão parte da herança, é o caso, \u200bv.g\u200b., de ser o falecido casado em                             
regime de comunhão de bens, metade dos bens, embora façam parte do                       
inventário, não farão parte da herança, pois, é a meação do cônjuge                       
supérstite. Assim, inventário é mais amplo que a herança. Bens                   
inventariados são todos os bens que se encontram em nome do falecido,                       
mas nem todos esses bens são herança, pois, há o patrimônio particular e o                           
comum.  
18. Qual a natureza jurídica da herança?  
A herança é um ente despersonalizado (CPC, 12), mas tem capacidade                     
judiciária ou processual, é pessoal formal, mas não tem personalidade                   
jurídica (\u200bstrictu sensu\u200b). Assim, pode­se dizer que a natureza jurídica da                     
herança é a de uma universalidade de direitos, conjunto de bens                     
heterogêneos que se reúnem em torno de uma ficção (CC, 91).  
19. Porque a herança não pode ser pessoa jurídica?  
Porque para ser pessoa jurídica deve­se ter patrimônio próprio.  
20. Herança tem patrimônio próprio?  
Não, logo não pode ser pessoa jurídica. Pois, quando uma pessoa morre o                         
patrimônio é dos herdeiros e não da herança. 
21. O espólio pode ser autor e réu em ações?  
Sim, pois embora não seja pessoa jurídica tem capacidade processual                   
(como a massa falida, condomínio, etc.). 
22. Quem representa ativa e passivamente o espólio?  
O inventariante (CPC, 990). 
23. A pode ajuizar ação investigação de paternidade se o pai estiver                     
morto. Se afirmativo, contra quem \u200bA\u200b deve intentar a ação?  
Contra os herdeiros.  
E porque contra os herdeiros e não contra o espólio? Porque o espolio só é                             
parte em ações de natureza patrimonial. Por isso na investigação de                     
paternidade o pólo passivo será composto pelos herdeiros em litisconsórcio                   
passivo necessário.  
24. E porque contra os herdeiros e não contra o espólio?  
Porque o espolio só é parte em ações de natureza patrimonial. Por isso na                           
3 
 

www.direitofacil.com 
Teste seus conhecimentos \u2013 Sucessões \u2013 Márcia 

Pelissari 
investigação de paternidade o pólo passivo será composto pelos herdeiros                   
em litisconsórcio passivo necessário.  
 
25. E se a investigação de paternidade for cumulada com petição de                     
herança?  
Inda assim a ação será proposta somente contra os herdeiros, porque, o                       
STJ entende que a petição de herança é apenas um pedido subsidiário, a                         
ação principal é uma ação de estado, que é o reconhecimento da                       
paternidade.  
26. Como se define quem será o inventariante quando os herdeiros não                     
chegarem a um consenso?  
O juiz nomeará um inventariante dativo. 
27. Sendo o inventariante dativo, quem serão os autores e réus nas                     
ações em que o espólio for parte?  
Todos os herdeiros e sucessores do falecido em litisconsórcio (CPC, 12,                     
§1º) e o inventariante. O inventariante dativo sozinho não