AV1 - MACRO
3 pág.

AV1 - MACRO


DisciplinaMacroeconomia I8.055 materiais116.813 seguidores
Pré-visualização1 página
Avaliação: GST0649_AV1_201407030711 » MACROECONOMIA
	Tipo de Avaliação: AV1
	
	Professor:
	MARCELLO CAPPUCCI FRISONI
ADRIANA CAZELGRANDI TORRES
	Turma: 9025/AA
	Nota da Prova: 3,5 de 8,0         Nota do Trab.: 0        Nota de Partic.: 2        Data: 16/10/2015 19:11:06
	
	 1a Questão (Ref.: 201407207837)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Leia atentamente as considerações abaixo e assinale a alternativa CORRETA a respeito do sistema macroeconômico, ou seja, o fluxo circular da renda.
I - A macroeconomia tem por objetivo o estudo da economia como um todo. Faz-se, portanto necessário, para a sua compreensão inicial, o entendimento das relações existentes entre os chamados agentes econômicos.
II - Por meio do diagrama do fluxo circular de renda, mostra-se um sistema econômico de forma esquemática, ou seja, visualiza-se as interações entre o fluxo de bens e serviços e o fluxo monetário, dentro de um determinado país.
III - Por empresas ou firmas devem-se entender quaisquer unidades produtoras de bens (produtos) e serviços, que atuem num dos três setores da economia, ou seja, os setores primário, secundário e terciário.
		
	
	II e III são verdadeiras e I é falsa
	
	I, II e III são falsas
	 
	I e II são verdadeiras e III é falsa
	
	I e III são verdadeiras e II é falsa
	 
	I, II e III são verdadeiras
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201407208203)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Na análise macroeconômica, o Governo:
		
	
	Representa somente os órgãos públicos federais como a Agência Nacional de Petróleo.
	
	Compreende os funcionários que trabalham no âmbito dos ministérios, como o do Trabalho e Fazenda.
	 
	Compreende, no âmbito da administração pública, a União, Estados e Municípios.
	
	Representa somente os órgãos públicos estaduais como a Agência Nacional de Águas.
	
	Representa as empresas públicas, tais como exemplo, a PETROBRÁS e FURNAS.
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201407097063)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	O modelo clássico é
		
	 
	Um modelo de oferta
	
	Um modelo de política de emprego
	
	Um modelo de crescimento instável
	
	Um modelo de demanda
	
	Um modelo não dicotômico entre o setor real e o setor monetário
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201407171930)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Na comparação entre o pensamento clássico e a teoria desenvolvida por Keynes, é correto afirmar que:
		
	
	Tanto os clássicos quanto Keynes fizeram as mesmas recomendações para retirar a economia mundial da crise deflagrada em 1929.
	
	Os clássicos postulam que a mão de obra de um país nunca alcança o pleno emprego, o nível de desemprego involuntário é alto.
	
	Para os clássicos a moeda era crucial para estimular a produção, e para Keynes, só teria influência no nível de emprego do país.
	 
	Os clássicos acreditavam que a economia era autorregulada, enquanto Keynes enfatizava a importância da ação do governo na economia.
	
	A análise clássica era calcada principalmente em variáveis nominais, ao passo que Keynes dava peso exclusivo às variáveis reais.
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201407662973)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Pela teoria clássica, no curto prazo (assinalando a afirmativa correta):
		
	
	Há desemprego estrutural na economia.
	 
	Há desemprego voluntário no mercado de trabalho.
	
	Não há desemprego involuntário.
	
	Não há desemprego voluntário no mercado de tecnologia.
	 
	Há desemprego involuntário no mercado de fatores.
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201407097061)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Para os clássicos, as variações de preços:
		
	
	Dependem da política do governo
	
	Devem ser combatidas
	
	Impedem que se tornem compatíveis as diferenças individuais
	 
	Permitem o ajustamento entre oferta e demanda dos mercados
	
	São função da política do governo
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201407097053)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Na teoria clássica, a moeda:
		
	
	Varia diretamente com a velocidade da moeda
	 
	É neutra sobre a atividade econômica
	
	É essencialmente uma reserva de valor
	
	É demandada para transação e especulação
	 
	É a variável determinante do nível de produção
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201407097059)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Em relação à teoria quantitativa da moeda:
		
	 
	É uma teoria da determinação do nível geral dos preços pela oferta da moeda
	
	Determina o nível de produção da economia
	
	Exprime a influência da moeda sobre as grandezas reais (emprego, produção)
	
	Mostra que a velocidade renda da moeda varia com a produção do país
	
	É determinante da oferta agregada
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201407283407)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Das considerações abaixo sobre o modelo Keynesiano Simplificado, é correto afirmar que:
		
	
	O consumo autônomo pode assumir valores negativos.
	
	A poupança não pode assumir valores negativos.
	 
	A Propensão Marginal a Consumir (PMgC) pode variar entre 0 e 1.
	 
	A economia sempre trabalha em pleno emprego.
	
	Sem renda, é impossível que uma família possa consumir bens.
	
	
	 10a Questão (Ref.: 201407278613)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	A respeito do modelo keynesiano simplificado, assinale a afirmativa correta:
I) A função consumo é uma função crescente no nível de renda nacional disponível.
II) A propensão marginal a consumir é o acréscimo do consumo, dado o acréscimo de uma unidade da renda disponível.
III) A propensão marginal a poupar, é o acréscimo da poupança agregada, dado um acréscimo na renda nacional disponível.
		
	
	I, II e III são falsas
	
	I é falsa e II e III são verdadeiras
	
	I e II são falsas e III é verdadeira
	 
	I, II e III são verdadeiras
	 
	II é falsa e I e III são verdadeiras