SIMULADOS DE CURRÍCULO-TEORIA E PRÁTICA- PEDAGOGIA -2015
11 pág.

SIMULADOS DE CURRÍCULO-TEORIA E PRÁTICA- PEDAGOGIA -2015


DisciplinaCurrículo: Teoria e Prática1.882 materiais7.870 seguidores
Pré-visualização4 páginas
responde a essas necessidades dos professores é:
	
	
	o estabelecimento de grupos de trabalho, objetivando adequar a ação docente cotidiana aos conteúdos teóricos definidos.
	
	a distribuição de material didático investimento na qualificação do teórica dos professores por meio de cursos e treinamentos que priorizam conteúdos específicos das diferentes áreas.
	
	a introdução de leituras sobre questões atuais do ensino que promovam a mudança no discurso do professor sobre a aprendizagem dos alunos.
	 
	a promoção de estudos permanentes com articulação entre a fundamentação teórica e a prática educativa cotidiana no trabalho do professor.
	
	a análise de levantamentos estatísticos do desempenho dos alunos para fazer inferências sobre a qualidade do trabalho pedagógico.
	 Gabarito Comentado.\ufffd
	
	\ufffd
	 6a Questão (Ref.: 201102278810)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Para Silva (2004, p. 111), "o pós-modernismo não representa (...) uma teoria coerente, unificada, mas um conjunto variado de perspectivas, abrangendo uma diversidade de campos intelectuais, políticos, estéticos, epistemológicos". Segundo Silva (2004), o pós-estruturalismo trata-se de uma "categoria bastante ambígua e indefinida, servindo para classificar um número sempre variável de autores e autoras, bem como uma série também variável de teorias e perspectivas". Ao se comparar os textos dos dois autores citados, constata-se que, no âmbito do currículo o pós-modernismo e o pós-estruturalismo colocam em "xeque", essencialmente, os pressupostos:
	
	
	interculturalistas.
	
	antropológicos.
	
	sociológicos.
	 
	multiculturalistas
	
	modernistas.
	 Gabarito Comentado.\ufffd
	
	\ufffd
	 7a Questão (Ref.: 201102351288)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Na realidade do século XXI as mídias e a internet abrem novos canais de expressão e comunicação fazendo surgir novas configurações sociais e novas formas de interação com a diversidade. Esse cenário formativo influencia uma práxis educativa na qual diversidade e homogeneidade se confrontam e caracterizam um tempo que os estudiosos denominam
	
	
	Moderno com defesa da liberdade de expressão.
	
	Moderno com proposta multicultural de educação.
	
	Pós-moderno com visão homogênea sobre o currículo.
	
	Moderno com proposta de educação formativa.
	 
	Pós-moderno com perspectiva intercultural.
	 Gabarito Comentado.\ufffd
	
	\ufffd
	 8a Questão (Ref.: 201102359866)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	De acordo com Apple (2001), o currículo "nos permite ver como uma sociedade se reproduz e como perpetua suas condições de existência pela seleção e transmissão de certas formas de capital cultural". Significa que o currículo é:
	
	 
	instrumento de dominação ideológica.
	
	poder e competência.
	
	poder e emancipação social.
	
	eficiência e poder.
	
	poder e racionalidade.
	
	
	\ufffd
	 9a Questão (Ref.: 201102739711)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Ao se referir às relações existentes entre cultura e escola, Silva (1995), denuncia o enorme distanciamento entre as experiências atualmente proporcionadas pela escola e pelo currículo e as características culturais (...), próprias da realidade social. Para ele, um novo mapa cultural traçado pela emergência de uma multiplicidade de atores sociais e por um ambiente tecnicamente modificado, a educação institucionalizada e o currículo continuam a refletir, ANACRONICAMENTE, os critérios e os parâmetros de um mundo social que não mais existe. Nesse contexto a palavra grifada explica que a educação institucionalizada e o currículo refletem hoje.
	
	
	( )uma situação congênere.
	
	( )um alinhamento.
	
	( )uma correspondência.
	
	( )uma consonância.
	 
	( ) uma situação contrária.
	
	
	\ufffd
	 10a Questão (Ref.: 201102239009)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	A abordagem multicultural surgiu nos Estados Unidos com Peter McLaren e se estende a outros países. Apesar de reconhecer que em alguns países da América Latina tenham se desenvolvido experiências educativas orientadas de modo a atender adequadamente aos diferentes grupos sociais e culturais marginalizados. Uma das críticas feitas por Candau (2008) é que nas nossas escolas ainda predomina uma educação de caráter:
	
	
	intercultural
	
	transcultural
	
	cognitivista
	 
	monocultural
	
	socializante