A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Meios de Comunicação e Sociedade de Massa oficial

Pré-visualização | Página 1 de 1

*
*
Informação – mensagem – comunicação
comunicação de massa
MEIOS DE COMUNICAÇÃO de massa
SOCIEDADE DE MASSA
CULTURA DE MASSA E CULTURA POPULAR
*
*
CONCEITOS GERAIS
Informação – Mensagem – Comunicação
Informação: conteúdo (conjunto de palavras) que compõem a mensagem;
Mensagem: conteúdo (conjunto de palavras) organizado sobre um suporte.
Ex: conjunto de palavras em páginas, formando um livro
Comunicação: compartilhamento, compreensão e negociação da mensagem
Ex: leitura do livro.
*
*
Informação e Comunicação
Assim:
A INFORMAÇÃO jornalística e publicitária
	Ao ser:	
Compreendida
Compartilhada 
Negociada
 Gera
COMUNICAÇÃO
*
*
Conceito de Comunicação
Por Edgar Morin (2001):
Comunicação = passagem de informações de indivíduo/grupo para outros indivíduos/grupos
As informações, quando compreendidas e compartilhadas
Configuram a Comunicação
 
*
*
*
*
TIPOS DE COMUNICAÇÃO
Intracomunicação: trabalhada na Psicologia. Ocorre internamente, em uma pessoa.
Comunicação Interpessoal: entre duas pessoas.
Comunicação Grupal: entre uma pessoa e um grupo e vice-versa.
Comunicação de Massa ou Massiva: ocorre através dos meios de comunicação de massa. São eles: rádio, TV, impressos, internet.
*
*
COMO SURGE A COMUNICAÇÃO DE MASSA ?
Contexto:
Segunda Revolução Industrial:
Desenvolvimento dos meios de comunicação de massa
- As pessoas passam a obter informações e a se comunicar através de intermediários (meios de comunicação).
*
*
Então:
Informações em formato de mensagens
Quando veiculadas pelos canais (rádio, TV, impresso, internet, celular)
Chegam ao grande público
Constituindo, assim, a COMUNICAÇÃO DE MASSA, MASSIVA OU MEDIA 
*
*
FUNÇÕES DA COMUNICAÇÃO DE MASSA 
 Informar:
 Previsão Meteorológica
Fumar causa envelhecimento precoce da pele
*
*
FUNÇÕES DA COMUNICAÇÃO DE MASSA 
Contribuir para a formação de opinião:
Notícias sobre animais maltratados
http://www.youtube.com/watch?v=UrhJg0ZVDbg
*
*
FUNÇÕES DA COMUNICAÇÃO DE MASSA 
Persuadir ou convencer:
 Programa Eleitoral Gratuito
*
*
FUNÇÕES DA COMUNICAÇÃO DE MASSA 
Prevenir acontecimentos:
Alerta para terremoto e tsunamis
- Ação WWF-Brasil contra o desmatamento
http://www.wwf.org.br/informacoes/sala_de_imprensa/?34842/ao-do-wwf-brasil-contra-o-desmatamento-ganha-prmio-internacional-de-publicidade
*
*
FUNÇÕES DA COMUNICAÇÃO DE MASSA 
Orientar sobre determinadas atitudes e ações:
 Como votar na urna eletrônica. 
http://www.youtube.com/watch?v=jZnh-_G-U4A
http://www.youtube.com/watch?v=DEVN8sMHGMc
*
*
FUNÇÕES DA COMUNICAÇÃO DE MASSA 
Contribuir para a formação de identidades:
- Programas que valorizam os hábitos culturais gaúchos.
http://www.youtube.com/watch?v=EyWBIXa7YhA
*
*
FUNÇÕES DA COMUNICAÇÃO DE MASSA 
Divertir:
http://www.youtube.com/watch?v=HR-4a-o8Bqo
*
*
Então:
Os Meios de Comunicação de Massa
 responsáveis por divulgar as mensagens para a 
Sociedade de Massa.
 
*
*
Quem é a Sociedade de Massa?
O grande público
Quando o termo sociedade de massa passa a ser usado ?
Sociedade Moderna
Volta-se para a cidade (Êxodo Rural)
Urbanização e Industrialização
Surgimento de Organizações de Massa
 
-Partidos ;
Associações;
Sindicatos
Reivindicações Coletivas
Manifestações Culturais
Cinema;
 -Futebol
*
*
*
*
Das mensagens divulgadas pelos Meios de Comunicação de Massa nasce a Cultura de Massa.
Como age a Cultura de Massa?
Focada na multidão, no grande público, na sociedade de massa;
Impulsiona e mobiliza, muitas vezes, de forma impulsiva;
Influência;
Contribui para a formação de identidades e da coletividade.
*
*
Referências Bibliográficas
BOSI, Ecléa. Cultura de massa e cultura popular. Petrópolis: Vozes, 2008.
HOHLFELDT, Antônio; MARTINO, Luis C.; FRANÇA, Vera Veiga. Teorias da comunicação: conceitos, escolas e tendências. Petrópolis: Vozes, 2001.
MATTELART, Armand ; MATTELART, Michèle. História das teorias da comunicação.São Paulo: Loyola, 1999.
MORIN, Edgar. As duas globalizações: complexidade e comunicação, uma pedagogia do presente. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001.
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*
*