Apostila Quanti UFRRJ
139 pág.

Apostila Quanti UFRRJ


DisciplinaQuímica Analítica Quantitativa380 materiais3.338 seguidores
Pré-visualização27 páginas
UFRuralRJ - ICE \u2013 DEQUIM 
IC 609 \u2013 Química Analítica 
 
APOSTILA 
DE 
AULAS PRÁTICAS 
 
 
 
 
 
 
ANA LÚCIA DA ROCHA NOBRE 
CRISTINA MARIA BARRA 
LEILA M. DA COSTA QUINTEIRO 
OTAVIO RAYMUNDO LÃ 
 
 
2005 
 
 
 
QUÍMICA ANALÍTICA \u2013 IC 609 
 
I - INTRODUÇÃO 
 
A disciplina de Química Analítica \u2013 IC 347, oferecida para os cursos de 
Agronomia, Engenharia Florestal, Engenharia Agrícola, Geologia, Zootecnia e 
Ciências Agrícolas é composta de aulas teóricas e práticas, visando onde os 
principais conceitos da análise quantitativa e suas aplicações são estudados. Neste 
curso as análises quantitativas envolvem o equilíbrio iônico e as reações do tipo: 
ácido-base, oxi-redução, precipitação e complexação, em meio aquoso. 
 
O objetivo principal da parte prática é complementar os conhecimentos 
adquiridos na parte teórica, através de trabalhos em bancada. No estudo dos 
fundamentos de análise quantitativa volumétrica, serão usadas as seguintes 
técnicas: Volumetria ácido - base, de oxi - redução, de precipitação e de 
complexação. 
 
O funcionamento das aulas práticas é constituído de procedimentos 
rotineiros que foram estabelecidos para um melhor aproveitamento do curso: na 
primeira hora de cada aula (e fração), o professor explicará os principais pontos 
referentes à prática (como: o objetivo, a técnica e os cálculos). Feito isso, os alunos, 
em grupo de dois, seguirão para as bancadas para a execução do trabalho prático. 
 
Durante as aulas, serão verificadas as atividades de cada aluno, tais como 
comportamento disciplinar, técnicas de análise, cuidado com o material de 
laboratório, etc. As atitudes de cada componente do grupo serão de 
responsabilidade individual. À medida que o trabalho prático vai se desenvolvendo, o 
grupo terá que seguir anotando os valores obtidos, para posterior confecção de um 
relatório. O relatório de cada grupo será entregue ao professor para ser avaliado e a 
nota será lançada individualmente. 
 
 
 
OBSERVAÇÃO: Para a execução dos trabalhos práticos, os alunos deverão estar, 
sempre, vestidos adequadamente: com jaleco, calça comprida e com 
calçado fechado. Nunca se apresentando sem jaleco, com short, 
bermuda, saia e/ou e/ou calçado aberto. 
 
Os cuidados com o material de trabalho compreendem: 
 
(a) Antes de iniciar o trabalho prático, através da lista fornecida, conferir o material 
guardado no armário da bancada. 
 
(b) Verificar se o material se encontra em boas condições. Observar, 
particularmente, se a vidraria em geral não apresenta quebras ou rachaduras \u2013 
as pontas de pipetas e de buretas são as partes mais frágeis, verifique-as. A 
torneira da bureta pode não estar vedando o escoamento da água, apesar de 
fechada. Observe-a, muitas vezes a mesma pode não estar se adaptando bem 
ao seu orifício. 
 
(c) Após execução do trabalho prático, proceder à limpeza da vidraria e da bancada. 
 
(d) Guardar o material no armário da bancada, conferindo sempre com a lista. 
 
(e) Informar ao professor sempre que casos de quebras de material ocorram. 
 
II - SEGURANÇA NO LABORATÓRIO, MANUSEIO E DESCARTE DE 
RESÍDUOS QUÍMICOS 
 
Lei da Conservação de massa: 
 
\u201cNada se cria, nada se destrói, mas tudo se transforma\u201d. 
 
 
Experimentos químicos, assim como dirigir um carro ou utilizar um aparelho 
eletrodoméstico, cria riscos para você e para os outros. 
A regra básica de segurança é familiarizar-se com os perigos do que você 
fará e então não fazer algo que você ou seu instrutor ou supervisor considere 
perigoso. Só se deve executar uma operação que se considera arriscada após 
discuti-la e estar confiante nos procedimentos corretos e precauções necessárias. 
 Produtos químicos assim como automóveis e eletrodomésticos, geram 
resíduos tóxicos. A preservação do meio ambiente requer que seja minimizada a 
geração de resíduos, e que se disponha de forma responsável do resíduo que se 
gerou. 
 
1 ELIMINAÇÃO DE RESÍDUO DE PRODUTOS QUÍMICOS 
 
Muitos produtos químicos utilizados no laboratório são prejudiciais às plantas, 
animais e pessoas e por isso devem ser descartados com cuidado. Para cada 
experimento deverá ser estabelecido um procedimento seguro para o descarte de 
resíduo. 
 As opções incluem: 
1. Despejar as soluções na pia e diluí-las em água corrente. 
Exemplo: Resíduos de ácidos são misturados com resíduos de bases até que se 
aproximem da neutralidade (determinada com papel indicador) e então descartada 
em água corrente. 
2. Guardar o resíduo para colocá-lo em um aterro apropriado; 
3. Tratar o resíduo para diminuir o perigo e então despejá-lo no esgoto ou 
guardá-lo para despejar em um aterro. 
 
Exemplo: Resíduos de solução de Pb2+ são tratadas com solução de metassilicato 
de sódio (Na2SiO3) para precipitar PbSiO3 que deverá será acondicionado em um 
aterro. 
4. Reciclar. 
Exemplo: Resíduos de prata ou ouro devem ser tratados quimicamente para para 
recuperar esses metais valiosos. 
 
Observação: Resíduos quimicamente incompatíveis nunca devem ser misturados, e 
cada frasco de resíduo deve ter uma etiqueta com a identificação e 
quantidade do seu conteúdo, destacando se o resíduo é inflamável, 
tóxico, corrosivo, etc. 
 
 
2 SEGURANÇA EM UM LABORATÓRIO QUÍMICO 
 
 O estudante deve lembrar que não está sozinho no laboratório. As aulas 
experimentais são realizadas em grupo. Assim, deve-se tomar todo o cuidado para a 
proteção de todos. Sempre que houver alguma dúvida de como proceder durante um 
experimento, o instrutor deve ser consultado, porém \u201cdúvidas\u201d não podem ser 
geradas por falta de conhecimento. O estudante dever tentar responder por si 
mesmo as suas dúvidas, pesando de forma lógica e com os subsídios obtidos em 
função de seus conhecimentos. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Enganos por distração ou despreparo, podem custar um tempo valioso na 
repetição de tudo que está sendo feito, assim como aumentar o custo quanto ao 
consumo de reagentes. 
 Assim, antes de começar a trabalhar, você deverá estar familiarizado com as 
precauções de segurança apropriadas ao seu laboratório. 
Laboratório não é lugar para brincadeira de nenhum tipo!!! 
Toda a atenção deve estar dirigida ao experimento. 
Acidentes não acontecem, são causados!! 
 
3 ORDEM DE SEGURANÇA 
 
 Em um laboratório, é de responsabilidade individual e coletiva, se comportar 
de tal modo a evitar acidentes. Riscos, por menores que sejam, estão sempre 
presentes. 
A organização do local de trabalho é primordial para minimizar acidentes 
localizados. Se um reagente químico, especialmente líquido, for derramado, deve-se 
providenciar sua remoção e limpeza imediata e de forma correta. 
Exemplo: Se um ácido for derramado, deve-se ter sempre disponível 
carbonato de sódio sólido (Na2CO3) que deverá ser esparramado cuidadosamente 
sobre o ácido derramado. 
 
4 RESPONSABILIDADES 
 
 Em princípio, cada um é responsável pelo resíduo que gera. Evidentemente, 
em laboratórios de química acadêmicos, cabe à Instituição assumir esta 
responsabilidade. Nem por isso os estudantes estão livres de responsabilidades, e 
para tal existem normas que devem ser ensinadas, aprendidas e praticadas. Dentro 
do âmbito abrangente de cada experimento é dever do educador ensinar como 
segregar e tratar o lixo gerado. Também não é válido sempre deixar de realizar um 
experimento porque será gerado um resíduo (lixo) tóxico! É importante e relevante 
saber manipular substâncias de diferentes graus de toxicidade, como mercúrio, 
chumbo, cromato, etc, pois o correto tratamento do resíduo é uma extensão do 
experimento. É pelo