A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
27 pág.
SolidWorks - Superfícies

Pré-visualização | Página 1 de 2

Treinamentos Abertos SKA 
www.ska.com.br • treinamentos@ska.com.br • 0800 510 2900 
Superfícies 
 
Ao trabalhar com superfícies, temos várias possibilidades de aplicação, tais como: auxiliar na construção de 
sólidos complexos, construir geometrias complexas, contribuir na correção de modelos importados de 
outros modeladores, etc. 
Agora, vamos ver superfícies sendo usadas para auxiliar na construção de um modelo sólido, conforme 
imagem abaixo: 
 
Imagem gerada pelo PhotoView 360º 
 
É importante antes entendermos o que é uma superfície. Superfícies são comumente conhecidas como 
“casca sem espessura”, o que, embora seja um conceito simples, consegue dar uma ideia geral. 
 
Temos ao lado a imagem de uma superfície. 
A superfície tem uma espessura “0” e, 
conforme a imagem, está representando uma 
geometria com curvas. 
 
Para o modelo que iremos construir foi usado superfície como uma ferramenta auxiliar, ou seja, precisamos 
da superfície para construir a peça acima. 
Para isto, a peça foi construída da mesma forma, com e sem superfície, e temos abaixo o comparativo entre 
as duas opções: 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Treinamentos Abertos SKA 
www.ska.com.br • treinamentos@ska.com.br • 0800 510 2900 
Sem superfície 
 
 
 
Com superfície 
 
 
Valores obtidos podem variar, durante treinamento, entre computadores e sistemáticas de trabalho. 
 
Podemos observar então que, utilizando superfície para a construir a peça na imagem da página anterior, 
temos um ganho de performance, ou seja, peça com superfície é 9,7 vezes mais rápida (tempo de 
reconstrução) em relação a sem superfície. O número de recursos necessários para a construção também 
aumentou, sendo necessário utilizar outra técnica avançada de construção de sólidos, que são os corpos, e 
que resultaram em um Combinar. 
Como construir então a peça chamada Travessão Superior utilizando superfícies? 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Treinamentos Abertos SKA 
www.ska.com.br • treinamentos@ska.com.br • 0800 510 2900 
Primeiro, vamos criar um esboço da vista superior da peça (plano frontal), conforme imagem a seguir. 
 
Em seguida, no plano superior, criar as seguintes linhas (observar que o centro do raio de 130 está 30 mm 
abaixo da origem): 
 
O contorno desenhado não é fechado, e é maior (no comprimento) que o esboço anterior. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Treinamentos Abertos SKA 
www.ska.com.br • treinamentos@ska.com.br • 0800 510 2900 
Para transformar esta linha em superfície, usaremos o comando Superfície Extrudada: 
 
 
 
 
 
Temos uma superfície, porém, vamos trabalhar com o outro esboço (Esboço 1), e temporariamente ignorar 
essa superfície. 
 
Extrudar 100 mm 
para cima (mesmo 
lado em que se 
encontra a 
superfície) a parte 
central do esboço. 
 
Não é necessário se 
preocupar com os 
furos. Podemos 
fechá-los agora e, 
nas etapas finais de 
construção, realizar a 
furação. 
 
 
 
 
Treinamentos Abertos SKA 
www.ska.com.br • treinamentos@ska.com.br • 0800 510 2900 
 
 
Agora, extrudar o 
restante dos contornos 
70 mm para cima. 
 
Novamente, não 
iremos nos preocupar 
com os furos. 
 
Para facilitar a 
visualização, a 
superfície foi 
temporariamente 
escondida. 
 
 
 
 
 
 
Acrescentar o raio de 50 
mm às arestas, conforme 
imagem ao lado. 
 
 
 
 
Podemos, então, extrudar 
todas as regiões do Esboço 
1 contra a superfície. 
 
Na caixa de seleção: 
 
 
Selecionar a superfície, 
conforme indicado. 
 
 
 
 
 
Treinamentos Abertos SKA 
www.ska.com.br • treinamentos@ska.com.br • 0800 510 2900 
Conforme a imagem abaixo, teremos a união do raio de 50 mm com o raio de 160 mm (da superfície): 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Agora, faremos um Corte 
extrudado, selecionando 
somente a região em 
vermelho. 
 
 
 
 
Treinamentos Abertos SKA 
www.ska.com.br • treinamentos@ska.com.br • 0800 510 2900 
Este corte extrudado 
tem características 
especiais. Primeiro, um 
Offset de 19 mm. 
 
Depois, um Offset de 
superfície, também de 
19 mm. 
 
 
 
 
 
 
 
 
Podemos ocultar a superfície. Ao lado, o 
resultado das extrusões e o corte. 
 
 
 
 
 
Treinamentos Abertos SKA 
www.ska.com.br • treinamentos@ska.com.br • 0800 510 2900 
 
 
 
 
 
 
Perto de 
concluir a 
peça, 
podemos 
extrudar os 
reforços, 5 
mm para 
baixo e 75 
mm para 
cima. 
 
 
 
 
 
E, então, realizar o corte 
das furações, corte do furo 
central, que é em grau (2 
graus) e, por último, 
colocar um raio de dois 
para arredondar os cantos. 
 
 
 
 
Treinamentos Abertos SKA 
www.ska.com.br • treinamentos@ska.com.br • 0800 510 2900 
 
 
 
Temos uma peça que, com a ajuda de 
superfícies, foi otimizada em sua forma 
construtiva e teve o seu tempo de 
reconstrução reduzindo drasticamente. 
 
Em virtude do tempo de que dispomos, não 
iremos construir a peça utilizando a 
sistemática sem superfície, entretanto, a 
peça esta disponível para comparação. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Treinamentos Abertos SKA 
www.ska.com.br • treinamentos@ska.com.br • 0800 510 2900 
Construção de peças com superfície 
 
Agora, vamos construir peças utilizando somente superfícies para gerar a geometria e, no final do processo, 
transformar essas superfícies em sólidos. 
 
No plano frontal, desenhar o seguinte esboço: 
 
 
No plano superior, um novo esboço, conforme imagem abaixo: 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Treinamentos Abertos SKA 
www.ska.com.br • treinamentos@ska.com.br • 0800 510 2900 
Usaremos agora o comando Superfície Extrudada: 
 
 
 
 
 
 
 
 
A primeira extrusão 
pode ser feita até o 
vértice (ponto final da 
linha de construção). 
 
 
 
 
 
 
 
A segunda extrusão, 60 mm para 
cima com 5 graus de inclinação 
para dentro. 
 
O resultado pode ser observado 
na imagem ao lado. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Treinamentos Abertos SKA 
www.ska.com.br • treinamentos@ska.com.br • 0800 510 2900 
 
Antes de transformarmos as superfícies em sólidos, precisamos eliminar superfícies desnecessárias, 
tornando-as uma única superfície. 
Para cortar, usaremos o comando Aparar superfície: 
 
 
 
 
Olhando a peça 
por baixo, 
selecionar o 
comando Aparar 
superfície. 
 
Existem duas 
formas de aparar, 
Padrão, que é 
similar a um “Trim 
normal”, ou seja 
uma superfície é o 
limite, e a outra, 
onde selecionada, 
é cortada. 
 
Todavia, usaremos 
Mútua, que permite 
selecionar as duas 
superfícies e cortá-
las ao mesmo 
tempo, evitando 
assim a repetição 
de um comando. 
 
Podemos Manter 
as seleções, ou 
Remover as 
seleções, que na 
imagem ao lado 
aparecem na cor 
roxa. 
 
Confirmar o comando. 
 
 
 
Treinamentos Abertos SKA 
www.ska.com.br • treinamentos@ska.com.br • 0800 510 2900 
 
Agora, colocar um raio de 4 mm 
na aresta indicada ao lado. 
Observar que, após o corte, as 
superfícies ficaram 
automaticamente unidas. 
 
Haverá casos em que isto não 
ocorrerá, e teremos que usar 
então o comando Costurar 
Superfície para obter a união. 
 
 
Através do comando Espessar, 
podemos converter a superfície em 
sólido, colocando uma espessura 
para esta (2 mm). 
 
 
 
Na imagem abaixo, a superfície 
selecionada e o valor de 2 mm. O 
sentido de espessura (dentro, fora, 
metade para cada lado) é de livre 
escolha. 
 
Na imagem ao lado, a peça pronta, 
como sólido.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.