A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
232 pág.
Roteiro de Estudos Logística Reversa Aulas 1 a 6

Pré-visualização | Página 6 de 21

o material é 
primeiramente reprocessado para depois se tornar uma nova matéria-prima. 
Canais de distribuição reversos de ciclo fechado 
São constituídos por bens de pós-consumo em que os materiais constituintes de determinado 
produto descartado são extraídos seletivamente e aproveitados na fabricação de um produto similar ao 
de origem. Das baterias de veículos descartadas, por exemplo, podem ser extraídas a liga de chumbo e 
a carcaça de plástico, materiais que são reutilizados na fabricação de uma nova bateria. 
No canal de ciclo fechado, após seleção, o material classificado como aproveitável é separado e 
colocado em um novo produto similar, que poderá ser novamente disponibilizado no mercado. 
 
 
No entanto, sob o aspecto econômico e ambiental, ainda é válida a redução de consumo. O mais 
comum é as pessoas associarem consumo às compras, o que está correto, mas incompleto, pois não 
engloba todo o sentido do verbo. 
A compra é apenas uma etapa do consumo. Antes dela, temos que decidir o que consumir, por 
que consumir, como consumir e de quem consumir. Depois de refletir a respeito desses pontos é que 
partimos para a compra. E, após a compra, existe o uso e o descarte do que foi adquirido. 
Considerando todos esses aspectos do consumo, percebe-se que ele está presente praticamente 
o tempo todo. Quer um exemplo? 
 Ao acordar, utiliza-se o banheiro e consome-se água, eletricidade, pasta de dente e sabonete. 
Depois toma-se o café da manhã com café, pão, manteiga, geleia, frutas, água, eletricidade e água 
para fazer o café e para lavar a louça. Quando saímos para o trabalho, a menos que se vá a pé ou de 
bicicleta, consumimos combustível, mesmo que seja do ônibus, e no caso do metrô, energia elétrica. 
Dependendo da ocupação de cada um, haverá diferentes tipos de consumo, mas é quase certo 
que haverá uso de eletricidade, papel e cafezinho, por exemplo. Portanto, mesmo que passe o dia todo 
sem sequer abrir a carteira, terá consumido muita coisa. 
Por isso, o consumo é algo muito importante e que provoca diversos impactos: 
 
 
 
O consumo é um dos nossos grandes instrumentos de bem-estar, mas precisamos aprender a 
produzir e consumir os bens e serviços de uma maneira diferente da atual, visto que o modelo de 
produção e consumo utilizado hoje contribuiu para aprofundar alguns aspectos da desigualdade social 
e do desequilíbrio ambiental. 
Agora que você já sabe que muitos dos nossos atos são atos de consumo e que eles impactam a 
sua vida e as condições da vida no planeta, chegou a hora de saber como é possível usar suas 
escolhas de consumo para ajudar a construir um mundo social e ambientalmente melhor. 
O caminho passa pela adoção do consumo consciente, que é consumir levando em 
consideração os impactos provocados pelo consumo. Explicando melhor: o consumidor pode, por meio 
de suas escolhas, buscar maximizar os impactos positivos e minimizar os negativos dos seus atos de 
consumo, e desta forma contribuir para construir um mundo melhor. Isso é consumo consciente. Em 
poucas palavras, é um consumo com consciência de seu impacto e voltado à sustentabilidade. 
O consumidor consciente: 
 Busca o equilíbrio entre a sua satisfação pessoal e a sustentabilidade do planeta, lembrando 
que a sustentabilidade implica um modelo ambientalmente correto, socialmente justo e 
economicamente viável; 
 Reflete a respeito de seus atos de consumo e como eles irão repercutir não só sobre si mesmo, 
mas também sobre as relações sociais, a economia e a natureza; 
 Busca disseminar o conceito e a prática do consumo consciente, fazendo com que pequenos 
gestos de consumo realizados por um número muito grande de pessoas promovam grandes 
transformações. 
 
 
O consumo consciente pode ser praticado no dia a dia, por meio de gestos simples que levem em 
conta os impactos da compra, do uso e do descarte de produtos ou serviços. Tais gestos incluem: 
 O uso e descarte de recursos naturais como a água; 
 A compra, uso e descarte dos diversos produtos ou serviços; 
 A escolha das empresas das quais comprar, em função de sua responsabilidade socioambiental. 
Assim, o consumo consciente é uma contribuição voluntária, cotidiana e solidária para garantir a 
sustentabilidade da vida no planeta. 
E aí, você é um consumidor consciente? Quer tal avaliar seus hábitos de consumo? 
A seguir serão apresentados alguns exemplos dos tipos de canais reversos de bens de pós-
consumo mais frequentes no ambiente organizacional. Confira com atenção! 
Reuso 
São os canais em que se tem a extensão do uso de um produto de pós-consumo ou de seu 
componente, com a mesma função para a qual foi originalmente concebido, ou seja, sem nenhum tipo 
de remanufatura. Pós-consumo, neste caso, é adotado como sinônimo de bem usado. Veículos, 
eletrodomésticos, produtos de informática, vestuário são alguns exemplos. 
Possuem mercados de segunda mão instituídos em todas as regiões do planeta. Após os bens 
atingirem seu fim efetivo de vida útil, passam por um fluxo reverso por meio de dois grandes sistemas 
de canais reversos de revalorização: o de remanufatura e o de reciclagem. Na impossibilidade dessas 
revalorizações, os bens de pós-consumo encontram a disposição final em aterros sanitários ou são 
incinerados. 
 
 
Desmanche 
É um processo industrial no qual um produto durável de pós-consumo é desmontado em seus 
componentes. Os componentes em condições de uso ou de remanufatura são separados e destinados 
à remanufatura industrial e os materiais para os quais não existem condições de revalorização são 
enviados para a reciclagem industrial. 
Os componentes em condições de uso são enviados, diretamente ou após a remanufatura, ao 
mercado de peças usadas, enquanto os materiais inservíveis são destinados a aterros sanitários ou são 
incinerados. 
 
Remanufatura 
Em geral, algumas condições devem ser cumpridas para que um bem seja considerado 
remanufaturado: 
 Os componentes primários deverão ser advindos de um produto usado; 
 O produto usado deverá ser desmontado na extensão necessária para se determinar as 
condições de seus componentes; 
 Os componentes do produto usado deverão ser completamente limpos e livres de ferrugem e 
corrosão; 
 Todas as peças faltantes, defeituosas, quebradas ou desgastadas deverão ser restauradas, 
substituídas por novas ou usadas de forma que apresentem boas condições de funcionamento; 
 
 
 O produto deverá passar por operações como usinagem, rebobinagem, acabamento entre outras 
para chegar a plenas condições de funcionamento; 
 O produto deverá ser remontado e operar com a mesma segurança e eficiência de um produto 
novo. 
Para alguns segmentos da indústria, outros termos são sinônimos de remanufaturado, desde que 
sejam satisfeitos os requisitos mínimos acima. Deve-se ter em mente que se trata de um processo 
industrial específico, por isso a definição irá variar dependendo do tipo de produto. Atualmente, há 
diversos termos correlatos aos bens remanufaturados. Na próxima página você vai conhecer alguns: 
 
 Bem reconstruído (rebuilt): é sinônimo de remanufaturado quando aplicado a peças de 
motores e a sistemas automotivos, mas não ao veículo todo. 
 Bem recarregado (recharged): também é sinônimo de remanufaturado, geralmente aplicado 
a produtos de imagem, como cartuchos de tinta. 
 Bem recondicionado (refurbished): esse termo se refere sobretudo àqueles produtos que 
apresentaram defeito ainda dentro da fábrica e são ali mesmo reparados. Tal termo é utilizado 
principalmente para artigos eletrônicos. 
 
No material on-line você tem acesso a um vídeo complementar, confira!

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.