A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
#ECA AVALIANDO APRENDIZADO

Pré-visualização | Página 2 de 7

e pós-natal, como forma de prevenir ou minorar as conseqüências do estado puerperal. III - Inexiste a previsão legal de assistência psicológica para gestantes ou mães que manifestem interesse em entregar seus filhos para adoção.
		
	
	
	
	 
	Está correta somente a alternativa III.
	
	
	Estão corretas as alternativas I, II e III.
	
	
	Está correta somente a alternativa I.
	
	
	Estão corretas as alternativas I e III.
	
	 
	Estão corretas as alternativas I e II.
	
	
	
	
		4.
		Como forma de proteção à criança, o ECA estabeleceu normas de proteção à gestante e à nutriz. No que concerne a essas normas, assinale a opção correta.
		
	
	
	
	 
	O poder público, as instituições e os empregadores propiciarão condições adequadas ao aleitamento materno, inclusive para as penitenciárias femininas.
	
	
	O poder público não tem o dever de propiciar apoio alimentar à gestante que dele necessite.
	
	 
	Apenas os hospitais particulares são obrigados a manter alojamento conjunto, que possibilite a permanência do neonato junto à mãe, em razão da precariedade do serviço público.
	
	
	A parturiente pode ser atendida, preferencialmente, pelo mesmo médico que a acompanhou na fase pré-natal.
	
	
	A gestante tem direito, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), apenas ao atendimento perinatal, não incluindo o prénatal.
	
	
	
		5.
		PUC-PR - 2011 - TJ-RO - Juiz - Adaptada: Sobre os direitos da criança previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente, avalie as afirmativas que se seguem: I) Na interpretação do Estatuto da Criança e do Adolescente serão levados em conta os fins sociais a que ele se dirige, as exigências do bem comum, os direitos e deveres individuais e coletivos e a condição peculiar da criança e do adolescente como pessoas em desenvolvimento. II) É assegurado atendimento integral à saúde da criança e do adolescente, por intermédio do Sistema Único de Saúde, garantido o acesso universal e igualitário às ações e serviços para promoção, proteção e recuperação da saúde. A criança e o adolescente portadores de deficiência receberão atendimento especializado. III) A criança e o adolescente têm direito à proteção à vida e à saúde, mediante a efetivação de políticas sociais públicas que permitam o nascimento e o desenvolvimento sadio e harmonioso, em condições dignas de existência. IV) Os estabelecimentos de atendimento à saúde deverão proporcionar condições para a permanência em tempo integral de um dos pais ou responsável, nos casos de internação de criança ou adolescente; e, nos casos de suspeita ou confirmação de maus-tratos, serão obrigatoriamente comunicados ao Conselho Tutelar. V) O poder público, as instituições e os empregadores propiciarão condições adequadas ao aleitamento materno, inclusive aos filhos de mães submetidas à medida privativa de liberdade. Estão CORRETAS:
		
	
	
	
	 
	Apenas as afirmativas I e IV.
	
	
	Apenas as afirmativas III e V.
	
	
	Apenas as afirmativas I e II.
	
	 
	Todas as afirmativas.
	
	
	Apenas as afirmativas I e III.
	
	
	
	
		6.
		De acordo com o que dispõe o Estatuto da Criança e do Adolescente, acerca do direito à vida e à saúde, assinale a alternativa CORRETA:
		
	
	
	
	
	Os estabelecimentos de atendimento à saúde deverão proporcionar condições para a permanência de ambos os pais ou do responsável, nos casos de internação de criança ou adolescente, obrigatoriamente durante o período noturno e preferencialmente durante período integral.
	
	 
	As parturientes que manifestem interesse em entregar seus filhos para adoção serão obrigatoriamente encaminhadas ao Conselho Tutelar.
	
	
	Os hospitais e demais estabelecimentos de atenção à saúde de gestantes, públicos e particulares, são obrigados a manter registro das atividades desenvolvidas, através de prontuários individuais, pelo prazo de doze anos.
	
	 
	Os estabelecimentos de atendimento à saúde deverão proporcionar condições para a permanência integral de um dos pais ou do responsável, durante a internação de criança ou adolescente.
	
	
	As parturientes que manifestem interesse em entregar seus filhos para adoção serão obrigatoriamente encaminhadas à autoridade policial.
	 Gabarito Comentado
	
		1.
		A colocação em família substituta estrangeira somente é admissível na modalidade de:
		
	
	
	
	
	estágio de convivência
	
	
	guarda provisória
	
	 
	adoção
	
	
	tutela
	
	
	guarda
	
	
		2.
		Analise as assertivas abaixo:
I - a tutela pressupõe, necessariamente, a perda ou a suspensão do poder familiar;
II - a guarda não coexiste com o poder familiar;
III - a tutela implica, necessariamente, no dever de guarda.
Assinale a a opção correta:
		
	
	
	
	
	todas as afirmativas estão corretas
	
	 
	somente estão corretas as afirmativas I e III
	
	 
	somente a afirmativa I está correta
	
	
	somente a afirmativa III está correta
	
	
	somente a afirmativa II está correta
	
	
	
	
		3.
		Felipe, órfão de mãe e com 12 anos, está em acolhimento institucional, há mais de 2 anos tendo em vista que seu tem pai, não tem qualquer familiar ou vizinho que pudesse cuidar do filho, solicitou ao Juiz da Infância e da Juventude tal medida protetiva, pois necessitava de uma intervenção cirúrgica de urgência. E, desde então não há qualquer notícia de seu paradeiro. Agora, visando atender os termos do ECA, o qual estabelece prazo máximo de permanência em acolhimento institucional, o Ministério Público propõe destituição do poder familiar do genitor, por descumprimento dos deveres inerentes ao poder familiar. Juarez, já habilitado para a adoção tem interesse de adotar Felipe, pois quando ia à instituição sempre conversavam amigavelmente e até marcavam novos dias de visita. Assim, Juarez ajuizou o pedido de adoção de Felipe para lhe fazer uma surpresa de aniversário. Entretanto, em audiência do processo de adoção, Felipe recusa-se em ser adotado. Tendo em vista a recusa o Juiz poderá:
		
	
	
	
	
	Julgar improcedente o pedido de Juarez pois já atingira 60 anos.
	
	 
	julgar procedente em parte o pedido, haja vista que Felipe não pode permanecer por mais de 2 (dois ) anos em acolhimento institucional e concede a guarda provisória;
	
	
	julgar procedente o pedido de adoção haja vista a destituição do poder familiar de seu pai por estar em local incerto e não sabido e mãe já ser falecida;
	
	 
	julgar improcedente o pedido de adoção de Juarez haja vista a ausência de requisito para a concessão do pedido, face ao não consentimento de Felipe;
	
	
	julgar suspenso o pedido de adoçãoaté que Felipe atinja a idade de 16 anos e então poderá manifestar-se quanto à adoção, por ser relativamente capaz;
	
	
	
		4.
		Assinale a alternativa correta e indique o fundamento legal do ECA: Sobre a possibilidade de colocação da criança em família substituta, é possível afirmar que:
		
	
	
	
	
	Trata-se de medida excepcional que só pode ocorrer na modalidade de adoção;
	
	 
	Dentre os critérios para colocação da criança em família substituta, não deve ser considerada a opinião da criança;
	
	 
	É possível a colocação da criança em família substituta através da adoção;
	
	
	Não é possível a colocação da criança em família substituta.
	
	
	O estado de miserabilidade dos pais é suficiente para destituição do poder familiar;
	
	
	
		5.
		Segundo o que prevê o ECA, constitui requisito legal para o deferimento da adoção pelo juiz:
		
	
	
	
	 
	Em caso de falecimento no curso do procedimento, deve ter o adotante manifestado de forma inequívoca

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.