A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
AV2 - História da Mídia

Pré-visualização | Página 2 de 6

oFacebook
	
	o cinema
	
	a TV
	
	o rádio
	 
	as mídias digitais
	 1a Questão (Ref.: 201401751294)
	Pontos: 0,5  / 1,5
	Explique de que forma as revoluções políticas contribuíram para o desenvolvimento e a consolidação da imprensa, não somente como espaço de comunicação de massa, mas como quarto poder?
	
Gabarito: Os alunos devem de forma bem resumida remontar através dos principais eventos revolucionários, a contribuição das revoluções políticas para o desenvolvimento da imprensa. As grandes revoluções políticas, em destaque a revolução francesa aguçaram a curiosidade de um público cada vez maior. A partir desse impulso, e das novas necessidades administrativas, políticas e econômicas, havia a necessidade de se desenvolver um veículo de comunicação que atendesse a demanda cada vez maior por informação em todas as esferas da vida social. Assim, a imprensa foi se transformando em um veículo de comunicação de massa, e mais do que isso um quarto poder, dada a sua capacidade de interação e manipulação da opinião pública.
	
 2a Questão (Ref.: 201401207411)
	Pontos: 0,5  / 1,5
	Arlindo Machado afirma: "É preciso, em todo caso, quando se fala de televisão, saber exatamente o que cada um está entendendo por esse termo, ou seja, o que o analista efetivamente viu na televisão, que conjunto de experiências audiovisual ele conhece, qual é a sua 'Cultura' audiovisual" (Machado, Arlindo. A televisão levada a sério. São Paulo: Senac, 2000, p. 19). Neste sentido, explique as expressões usadas peloa autor:"televisão de qualidade" e a "televisão levada à sério".
	
Gabarito: a) Um conceito puramente técnico, a capacidade de usar bem os recursos expressivos do meio, ou seja: a boa fotografia, o roteiro coerente, a boa interpretação dos atores, a indumentária de época convincente, etc. (Visão dos profissionais que fazem TV); b) A capacidade de detectar as demandas da audiência (análise de recepção) ou as demandas da sociedade (análise de conjuntura) e transformá-la em produto (Visão dos comunicólogos e dos estrategistas de marketing); c) uma particular competência para explorar os recursos de linguagem numa direção inovadora (Perspectiva que os educadores e religiosos preferem privilegiar); d) Aspectos pedagógicos, os valores morais, os modelos construtivos de conduta que a TV está potencialmente apta a promover; e) Encarando a TV como um ritual coletivo, a qualidade pode estar no seu poder de gerar mobilização, participação, comoção nacional em torno de grandes temas de interesse coletivo; f) Também encontramos qualidade em programas e fluxos televisivos que valorizem as diferenças, as individualidades, as minorias, os excluídos, em vez de integração nacional e estímulo ao consumo e finalmente g) a qualidade pode estar simplesmente na diversidade, o que significa dizer que a melhor TV seria aquela que abrisse oportunidades para o mais amplo leque de experiências diferenciadas.
	
 3a Questão (Ref.: 201401175268)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Segundo o pesquisador D´angelo, os sinos se popularizaram como meio de comunicação levando informações sobre religião e sobre o cotidiano. Sobre essa dupla envergadura desse meio de comunicação podemos concluir que:
		
	
	Os sinos incorporaram-se à sede da administração municipal sem ter vínculo com os poderes
	
	Os sinos incorporaram-se à sede da administração municipal, mas não de forma oficial
	
	Os sinos não incorporaram-se à sede da administração municipal e era um meio clandestino
	
	Os sinos traduziam mal as informações e foram logo substituídos
	 
	Os sinos incorporaram-se à sede da administração municipal, oficializando o sino como meio
	
 4a Questão (Ref.: 201401751369)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Nos anos que antecederam a chamada "era moderna" européia - num período que se estende desde meados do século XV a fins do século XVII - podemos localizar a época aproximada da concepção da prensa gráfica. Com base nesse contexto podemos afirmar que:
		
	
	O ano de 1430 é a data aproximada para a invenção da imprensa, na Europa, por Henry Oldenburg.
	
	O ano de 1989 é a data aproximada para a invenção da impressão em bloco, na Europa, por Johann Gutenberg de Mainz.
	 
	O ano de 1850 é a data aproximada para a invenção da prensa gráfica, na Europa, por Johann Gutenberg de Mainz.
	 
	O ano de 1450 é a data aproximada para a invenção da prensa gráfica, na Europa, por Johann Gutenberg de Mainz.
	
	O ano de 1450 é a data aproximada para a invenção da prensa gráfica, na Europa, por Henri-Jean Martin.
	 5a Questão (Ref.: 201401420867)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	A imprensa moderna confunde-se com a história do sensacionalismo. Os jornais perdiam seu caráter mais opinativo em nome da Notícia, do fato. Surgiam as as agências de publicidade que tinham em que tipo de imprensa importante contribuição?
		
	
	Imprensa sindical
	 
	Assessoria de Imprensa
	 
	Penny press
	
	Imprensa alternativa
	
	Imprensa revolucionária
	 6a Questão (Ref.: 201401183667)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	(Furnas-2009) A II Grande Guerra expôs a potencialidade e o alcance da comunicação, por meio dos programas empreendidos pela Alemanha nazista, como o uso da propaganda enquanto mecanismo de controle e manipulação político-ideológica, sob a inspiração de:
		
	
	Ribbentrop.
	 
	Goebbels.
	
	Speer.
	
	Himmler.
	 
	Bormann.
	 7a Questão (Ref.: 201401174851)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Os exibidores adentravam lugarejos distantes dos grandes centros urbanos e armavam o seu circo. A principal atração era o espetáculo das "imagens em movimento". Alugavam salões ou estruturas similares e projetavam os filmes. Nessa situação o exibidor era também o bilheteiro, o operador do projetor e, muitas vezes, até o narrador da história. Os "filmetes" eram exibidos segundo a ordem por ele escolhida. Podia mudar planos de lugar. Acelerar, retardar ou suprimir uma ação. Pode ter tido início assim o grande poder do exibidor no cinema brasileiro. O tipo de exibidor, discriminado no trecho acima, desempenhou um papel importantíssimo na difusão do cinema nos primórdios da sétima arte. Que exibidor era esse?
		
	
	Exibidor de grandes corporações.
	
	Exibidor dos trustes hollywoodianos.
	 
	Exibidor itinerante independente.
	
	Exibidor de shopping Center.
	
	Exibidor de cidades litorâneas.
	 8a Questão (Ref.: 201401324987)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	"Fixar as aparências carnais do ser é salvá-lo da correnteza da duração". Qual importante teórico nos apresenta essa ideia da fotografia como algo que nos salva do tempo
		
	
	Benjamin
	
	McLuhan
	
	Burke
	 
	Bazin
	
	Kossoy
	 9a Questão (Ref.: 201401380611)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Na primeira fase da TV, ela estava voltada para...
		
	
	as instituições de pesquisa.
	
	o povo.
	
	os amantes da arte cinematográfica.
	 
	a elite.
	
	a classe média.
	 10a Questão (Ref.: 201401267952)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Sobre a história da implantação da TV Digital no Brasil, é incorreto afirmar que:
		
	
	(A) No dia 29 de junho de 2006, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou o decreto n° 5.820, que estabeleceu as diretrizes para a digitalização da TV brasileira.
	
	(B) O decreto 5.820 definiu o padrão Brasileiro de Televisão Digital Terrestre (SBTVD-T), com a incorporação de inovações tecnológicas locais.
	
	(E) No Rio de Janeiro, a estréia foi no dia 08 de abril de 2008, com transmissão pela Rede TV!.
	 
	(D) A primeira emissora a transmitir sinais em alta definição para o Brasil foi a Bandeirantes, numa cerimônia na qual estiveram presentes o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro das Comunicações Hélio Costa.
	
	(C) A primeira transmissão da TV digital no Brasil ocorreu no dia 02 de dezembro de 2007 em São Paulo.
HISTÓRIA DA MÍDIA

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.