Custos
9 pág.

Custos


DisciplinaAdministração Rural285 materiais4.700 seguidores
Pré-visualização2 páginas
1
ProfªProfª Noemi BoninaNoemi Bonina
Custos de Produção
Renda bruta:
É o valor monetário da produção.
O valor da renda bruta é calculado com base no
preço mínimo estabelecido pelo governo federal
para a safra que o custo representa.
Para os produtos que não têm preço mínimo
estabelecido, pode ser utilizado o preço médio
recebido pelos agricultores nas principais regiões
produtoras do estado
Administração rural
Área de Produção
A renda bruta compreende a soma dos valores dos
seguintes itens:
(a) receitas de produtos animais e vegetais vendidos
durante o ano,
(b) produtos produzidos e consumidos na propriedade,
armazenados ou utilizados para efetuar pagamentos em
espécie, avaliados pelos preços de mercado ou outro
critério escolhido,
(c) receitas financeiras e as provenientes de
arrendamentos, aluguel de máquinas e etc., e
(d) variação do estoque de animais.
(Hoffmann et al., 1987, p. 59).
Administração rural
2
Numa análise de desempenho econômico, quando ocorrem
receitas indiretas que são comuns a mais de uma atividade de
produção e que, portanto, não podem ser apropriadas
diretamente a uma só atividade produtiva, elas devem ser
rateadas entre as atividades responsáveis pela sua geração.
Para tal, dever-se-á utilizar um critério de rateio que permita
alocar essas receitas da melhor forma possível, de modo a
diminuir a possibilidade de ocorrência de erro. No item anterior
são apresentados alguns critérios de rateio de custos indiretos
que também podem ser utilizados para o rateio de receitas.
Como exemplo de receitas indiretas, pode-se citar as receitas
financeiras e as provenientes de arrendamento e da venda ou
aluguel de máquinas.
Administração rural
Receita
A receita (R) representa o resultado da atividade em valores
monetários ou seja, as receitas representam tudo o que é
vendido, transferido ou consumido dentro de uma empresa
agrícola.
Em sua expressão mais simples, é a multiplicação do preço
unitário (Pu) pela quantidade produzida (Q), portanto:
R = Pu.Q
Administração rural
EXEMPLO 1:
De acordo com as informações da tabela abaixo calcule:
a) O preço unitário (Pu) de cada espécie
b) Qual a contribuição, em termos percentuais, de cada espécie para
a constituição da receita total?
Administração rural
ESPÉCIE ÁREA QUANTIDADE RECEITA
Leite 36.000 Lit. 9.360,00
Suínos 14.000 Kg 11.200,00
Milho 8 ha 38.400 Kg 5.440,00
Sorgo 4 ha 9.000 Kg 900,00
Total 26.900,00
3
Resolução:
A)
Se considerarmos que os grãos são vendidos por saco e que, em
média um saco tem 60 Kg, qual o preço por saco de produto agrícola?
Administração rural
ESPÉCIE ÁREA QUANTIDADE RECEITA Pu (R = Pu.Q) Pu(saco)
Leite 36.000 Lit. 9.360,00 R$ 0,26 -
Suínos 14.000 Kg 11.200,00 R$ 0,80 -
Milho 8 ha 38.400 Kg 5.440,00 R$ 0,14 R$8,50
Sorgo 4 ha 9.000 Kg 900,00 R$ 0,10 R$ 6,00
Total 26.900,00
1 saco \u2013 60Kg
x - 38.400 Kg 
= 640 sacos/milho
B)
Administração rural
ESPÉCIE ÁREA QUANTIDADE RECEITA Rateio (%)
Leite 36.000 Lit. 9.360,00 34,8%
Suínos 14.000 Kg 11.200,00 41,6%
Milho 8 ha 38.400 Kg 5.440,00 20,2%
Sorgo 4 ha 9.000 Kg 900,00 3,3%
Total 26.900,00 100%
26.900 \u2013 100%
9.360 - x
Exemplo: Atividade leiteira
Administração rural
1. Renda bruta anual da atividade
Venda de leite: 182.500L . R$ 0,26 = R$ 47.450,00
Venda de animais: R$ 11.862,00
Total R$ 59.312,00
2. Custo anual da atividade: R$ 51.100,00
3. Cálculo
3.1 Composição percentual da renda bruta anual:
Leite: (R$ 47.450,00 / R$ 59.312,00) .100 = 80%
Animais: (R$ 11.862,00 / R$ 59.312,00) .100 = 20%
3.4 Custo do leite
Custo total: R$ 51.100,00 . 80% = R$ 40.880,00
Custo por litro: R$ 40.880,00 / 182.500L = R$ 0,22
3.2 Renda bruta da atividade leiteira por litro: R$ 59.312,00 / 182.500L = 0,32
3.3 Custo da atividade por litro: R$ 51.100,00 / 182.500L = 0,28
4
Os dados apresentados no exemplo acima permitem
concluir que: (a) o preço do leite (R$ 0,26) é comparável
com o custo do leite (R$ 0,22) e não com o custo da
atividade leiteira (0,28), (b) o custo da atividade leiteira
(R$ 0,28) é comparável com a renda bruta da atividade
leiteira (R$ 0,32).
Administração rural
O dados demonstram que a comparação do preço do leite com o 
seu custo indica lucro, enquanto a comparação do preço do leite 
com o custo da atividade leiteira indica prejuízo. 
Custos da produção
Entende-se por custo de produção a soma dos valores de
todos os recursos (insumos) e operações (serviços)
utilizados no processo produtivo de certa atividade
(produção de gado de corte, especificamente neste caso).
Para fins de análise econômica, custo de produção é a
compensação que os donos dos fatores de produção (terra,
trabalho e capital), utilizados por uma empresa para produzir
determinado bem, devem receber para que eles continuem
fornecendo esses fatores à mesma.
Para que o produtor rural passe a administrar o seu sistema de
produção como uma empresa, necessário se faz que ele
tenha conhecimento de quanto custa, para ele, produzir
aquele bem (carne, por exemplo), ou seja, ele tem que saber
qual o custo de produção.
Administração rural
Custos da produção
Em contabilidade, faz-se a separação entre custos e despesas.
No caso, todos os gastos relativos ao processo de produção
recebem a denominação de custo, que consiste na apropriação
de todos os gastos realizados na produção, aos produtos
produzidos.
Os gastos relacionados à administração, comercialização e aos
financiamentos contratados são apropriados como despesas,
pois são gastos não relacionados ao processo de produção
propriamente dito e, portanto, não incorporados ao estoque de
produtos acabados (ativo da empresa). (Figueiredo, 1997, p.373).
Administração rural
5
Custos da produção
Objeto de custeio
O objeto do qual se analisa o custo é denominado de
objeto de custeio.
Um objeto de custeio compreende qualquer
exploração, atividade ou operação para a qual se
deseja uma avaliação específica de seu custo.
Administração rural
Custos da produção
O objeto de custeio é o núcleo central do custo gerencial.
Pode ser uma operação, atividade ou conjunto de operações ou
atividades que consomem recursos, como por exemplo: aração,
preparo do solo, formação de pastagens e confinamento.
Pode ser um produto ou serviço, como: leite, ovos ou
atendimentos de clínica veterinária. Pode ser o projeto de uma
nova exploração agropecuária, ou um programa de treinamento
de pessoal.
Administração rural
O termo custo por si só não possui nenhum
significado se não fizer referência a algum objeto
de custeio.
Os custos são divididos em dois grandes grupos: Custos
Diretos e Custos Indiretos.
a) Custos diretos:
São aqueles que se identificam com o produto. São
apropriados diretamente ao produto. Conhece-se
exatamente quanto cada grupo absorveu de custos.
O caso mais simples é o insumo. Para uma determinada
área de soja, precisa-se de tantos quilos de semente, que
custam tantos reais. Portanto o valor dessa semente pode
ser atribuída diretamente a essa área de soja.
Administração rural
6
Outro Custo Direto é a mão-de-obra. Sabe-se exatamente
quanto tempo se demora para preparar, semear, tratar e
colher uma determinada área.
Basta calcular o custo de mão-de-obra, por hora, e atribui-
lo exatamente a essa área de soja. Este caso é
denominado mão-de-obra direta (MOD).
Administração rural
Os Custos Diretos são aqueles em que houve
diretamente o desembolso para efetivar a cultura.
São chamados também de custos desembolsados
\ufffd Custo na Mão de obra direta:
Mão de obra \u2013 entende-se que não se trata apenas do valor
contratual ou do valor nominal do salário, mas também a
inclusão dos encargos sociais.
Neste cálculo pode-se considerar a condição de mensalista ou
de diarista. Levando em conta a jornada desenvolvida neste
período, chegaremos ao custo de mão de obra por período de
tempo (horas, minutos, etc).
Após chegar ao custo, por período de tempo, e tendo o
conhecimento que determinado processo leva tanto tempo para
ser realizado, obtém-se o custo de mão de obra por operação
realizada durante uma safra.
Administração