Técnicas de Construção Civil e Construção de Edifícios - José Antonio de Milito
303 pág.

Técnicas de Construção Civil e Construção de Edifícios - José Antonio de Milito


DisciplinaConstrução de Edifícios169 materiais607 seguidores
Pré-visualização49 páginas
TÉCNICAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL E 
CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS 
 
 
 
 
 
 
PREFÁCIO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Estas anotações de aulas, compiladas em forma de apostila, tem o intuito de facilitar a 
consulta e o acompanhamento da disciplina de Técnicas das Construções Civis e Construções 
de Edifícios da Faculdade de Ciências Tecnológicas da P.U.C. Campinas e Faculdade de 
Engenharia de Sorocaba. 
 Não houve pretensão de escrevê-la para ser publicada como livro, mas sim reuniram 
coletânea, conhecimentos extraídos de livros, catálogos, informativos, pesquisas, palestras, 
seminários, etc... constantes da bibliografia final. 
 Contém um bom número de exemplos e informações gerais úteis para que, ao projetar 
ou edificar, se esteja atento para não cometer os erros mais graves, que são encontrados em 
grande quantidade, principalmente nas habitações. 
 Espera-se que, de alguma forma, se contribua para acrescentar algo de novo aos não 
iniciados e se mostre a importância do assunto, para que nos futuros projetos, seja dedicado 
algum tempo, com cuidados necessários às técnicas das edificações, contribuindo para tornar 
melhor e mais amena a vida, o que constitui o principal objetivo da ciência. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 JOSÉ ANTONIO DE MILITO 
 
 
SUMÁRIO 
 
1 ESTUDOS PRELIMINARES 
1.1 Estudo com o cliente ... 2 
1.2.Exame local do terreno ... 4 
1.3 Limpeza do terreno ... 5 
1.4 Levantamento topográfico de lotes urbanos ... 5 
1.5 Nivelamento ... 7 
 
2 TRABALHOS PRELIMINARES 
2.1 Terraplenagem ... 15 
2.2 Instalação da obra ... 17 
2.3 Locação da obra ...20 
2.4 Traçado ...22 
2.4.1 Traçado de ângulos retos e paralelas ...22 
2.4.2 Traçado de curvas ...23 
2.4.3 Locação de estacas ...25 
2.4.4 Locação da fôrma de fundação ...26 
 
3 FUNDAÇÕES 
3.1 Sondagem ...30 
3.2 Escolha de fundações ...35 
3.3 Fundação direta ou rasa ...37 
3.4 Fundação indireta ou profunda ...43 
3.5 Impermeabilização ...51 
3.6 Drenos ...55 
 
4 ALVENARIA 
4.1 Elementos de alvenaria ...59 
4.2 Elevação das paredes ...65 
4.2.1 Paredes de tijolos maciços ...65 
4.2.2 Paredes com blocos de concreto ...73 
4.2.3 Paredes com tijolos furados e baianos ...74 
4.3 Vãos em paredes de alvenaria ...78 
4.4 Outros tipos de reforços em paredes de alvenaria ...78 
4.5 Muros ...80 
4.6 Argamassa - Preparo e aplicação ...83 
 
5 FORROS 
5.1 Forro de madeira ...89 
5.2 Lajes pré-fabricada ...90 
5.2.1 Generalidades sobre a Laje Pré-Fabricada "comum" ...90 
5.2.2 Generalidades sobre laje treliça ...94 
5.2.3 Montagem e execução de lajes pré-fabricadas ...99 
 
6 COBERTURA 
6.1 Estrutura de madeira ...105 
6.1.4 Telhado pontaletado ...115 
6.2 Cobertura ...118 
6.3 Condutores ...124 
6.4 Dimensionamento das calhas ...127 
6.5 Formas dos telhados ...129 
6.6 Regra geral para desenho das linhas dos telhados ...133 
6.6.1 Exercícios para desenho de telhados ...134 
 
7 ESQUADRIAS 
7.1 Esquadrias de madeira ...137 
7.1.1 Portas ...137 
7.1.3 Janelas ...142 
7.1.4 Tipos de janelas de madeira ...143 
7.2 Esquadrias de metal ...147 
7.3 Representação gráfica ...151 
7.4 Dimensões comerciais ...154 
 
8 REVESTIMENTO 
8.1 Argamassas ...159 
8.2 Gesso ...165 
8.3 Azulejos ...167 
8.4 Pastilhas ...170 
8.5 Revestimento de pisos ...170 
8.5.1 Preparo do piso ...170 
8.5.2 Piso cimentado ...172 
8.5.3 Pisos de madeira ...172 
8.5.4 Pisos cerâmicos ...176 
8.5.5 Porcelanato ...181 
8.5.6 Carpete ...181 
8.5.7 Granilite ...182 
8.5.8 Pedras decorativas ...182 
8.5.9 Pedras brutas ...184 
8.5.10 Pisos vinílicos ...186 
8.5.11 Pisos de borracha ...187 
8.5.12 Pisos laminados ...189 
8.5.13 Piso de Concreto ...190 
 
9 MANIFESTAÇÕES, ASPECTOS, CAUSAS PROVÁVEIS 
E REPAROS EM REVESTIMENTO 
9.1 Análise das causas ...195 
9.1.1 Causas decorrentes da qualidade dos materiais utilizados ...195 
9.1.2 Causas decorrentes do traço da argamassa ...197 
9.1.3 Causa decorrente do modo de aplicação do revestimento ...198 
9.1.4 Causa decorrente do tipo de pintura ...200 
9.1.5 Causas externas ao revestimento ...200 
9.2 Reparos ...203 
 
10 TINTAS E VIDROS 
10 1 Seus tipos ...207 
10.1.2 Sua qualidade ...208 
10.1.3 Preparação da superfície ...209 
10.1.4 Esquema de pintura ...209 
10.1.5 Cuidado na aplicação das tintas ...211 
10.1.6 Condições ambientais durante a aplicação ...214 
10.1.7 Material de trabalho ...215 
10.1.8 Rendimentos ...217 
10.2 Vidro ...217 
10.2.1 Vidro temperado ...218 
 
11 DETALHES DE OBRAS COM CONCRETO ARMADO 
11.1 Materiais empregados em concreto armado ...223 
11.2 Sistemas de fôrmas e escoramentos convencionais ...229 
11.3 Recomendações quanto ao manuseio e colocação das barras de 
aço 
...245 
11.4 Como se prepara em bom concreto ...248 
11.4.4 Aplicação do concreto em estruturas ...253 
11.4.6 Cura ...259 
11.4.7 Desforma ...260 
11.4.8 Consertos de falhas ...260 
 
12 ESCADAS 
12.1 Condições gerais, normas e terminologia ...265 
12.2 Cálculos e desenhos práticos de escadas ...270 
12.3 Escadas com seções em curva ...273 
12.4 Escadas de segurança ...274 
12.5 Como executar as escadas na obra ...275 
 
ANEXOS 
Ferramentas ...279 
EPI - Equipamentos de proteção individual ...281 
Pregos na escala 1:1 ...282 
Tabelas para obras em concreto armado ...285 
Tabelas de pesos específicos de materiais usuais ...288 
Tabelas para caibros e terças ...292 
Referências Bibliográficas ...295 
 
TÉCNICAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL E 
CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS 
 
 
 2 
 
1 - PROJETO - ESTUDOS PRELIMINARES 
 
 
APÓS ESTUDAR ESTE CAPÍTULO; VOCÊ DEVERÁ SER CAPAZ DE: 
· Elaborar um bom projeto arquitetónico; 
· Utilizando métodos simples, definir a planimetria e a altimetria de um terreno; 
· Analisar a topografia de um terreno; 
· Utilizar melhor a topografia dos terrenos. 
 
 
1.1 - ESTUDO COM O CLIENTE 
 
Sabemos que para se executar qualquer projeto devemos antes de mais nada, realizar 
uma entrevista com o interessado em executar qualquer tipo de construção. No nosso caso, 
será o cliente, juntamente com os seus familiares, pois vamos nos ater a pequenas obras 
(residências unifamiliares). 
Devemos considerar que geralmente o cliente é praticamente leigo, cabendo então ao 
profissional orientar esta entrevista, para obter o maior número possível de dados. 
Para nos auxiliar na objetividade da entrevista inicial com o cliente, damos abaixo um 
possível modelo de questionário (Tabela 1,.1), que tem a função de orientar evitando 
esquecimentos. 
 
Tabela 1.1 - Modelo de questionário 
 PROJETO RESIDENCIAL nº _______ 
I Dados do cliente: 
 Nome:________________________________________________________________________ 
 End. Res.:____________________________________CEP _____________ Fone ___________ 
 End. Com.:___________________________________CEP _____________ Fone ___________ 
 CPF: ________________________________RG: _____________________________________ 
 Nome Esp.:____________________________________________________________________ 
 End. Com.:____________________________________________________________________ 
 Prof. Ele: _______________________________ Ela __________________________________ 
II Dados do Terreno 
 Localização: 
 Medidas: Frente _____________ LE _____________ LD ____________ Fundo ____________ 
 Rua: ________________________________ CEP ____________Bairro: __________________ 
 Lote: _______________ Quadra: ________________ Quarteirão: ________________________ 
 Larg. da rua: ____________ Tipo de Pav.: _______________ nº casas Viz. ________________ 
 Largura do passeio:__________________ 
 Inclinação do Terreno: 
 Plano