A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
1. MHS e MHA-Relatório de Laboratório de Física Geral II

Pré-visualização | Página 3 de 3

como 
mas utilizaremos uma expressão para a função exponencial pois essa se encaixa melhor no comportamento do gráfico, então temos:
então, encontramos os seguintes valores para A e B (constantes experimentas), utilizando uma calculadora CASIO fx-82MS:
A equação da curva é:
Notemos que o valor é próximo do valor da maior amplitude do pendulo, 20°. E que o valor de faz com que a amplitude diminua exponencialmente com o tempo. Logo o B é uma constante que dificulta o movimento.
Se compararmos com a equação obtida teoricamente, temos que:
Portanto,
como foi definido anteriormente 
Já que a massa é , então a viscosidade do ar será:
podemos comparar com os resultados tabelados para a viscosidade do ar:
7. CONCLUSÕES
Concluímos por meio deste experimento que no MHS o período não é influenciado pela massa e pelo ângulo do pêndulo, apenas pelo comprimento do fio e pela gravidade.
	Já que, a aceleração da gravidade em Maringá é e o valor obtido pela equação (6.1.1) foi de: , para o grupo 1; , para o grupo 2; e para o grupo 3, podemos dizer que o desvio percentual do experimento de MHS de cada grupo equivale à: 
grupo 1: 13,5%
grupo 2: 12,9%
grupo 3: 8,9%
Concluímos que a massa influência no movimento harmônico apenas quando levamos em conta a força de atrito do ar, como no MHA.
8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
[1] Manual de Laboratório - Física Experimental I- Hatsumi Mukai e Paulo R.G. Fernandes - 2015.
[2] Fundamentos de Física II - Gravitação, Ondas e Termodinâmica - Halliday & Resnick - 8ª Edição
[3] Só física - http://www.sofisica.com.br/ Acessado no dia 08/11/2015.
[4] Curso de Física Básica- Mecânica- H. Moysés Nussenzveig- 3ª Edição.
2