A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
43 pág.
Concurseiro Social - Código de Ética Comentado - Decreto nº 1171 de 1994

Pré-visualização | Página 7 de 13

mister. 
Art. 24. As normas do Código de 
Conduta da Alta Administração 
Federal, do Código de Ética Profissional 
do Servidor Público Civil do Poder 
Executivo Federal e do Código de Ética 
do órgão ou entidade aplicam-se, no 
que couber, às autoridades e agentes 
públicos neles referidos, mesmo 
quando em gozo de licença. 
Art. 25. Ficam revogados os incisos 
XVII, XIX, XX, XXI, XXIII e XXV do 
Código de Ética Profissional do Servidor 
Público Civil do Poder Executivo Federal, 
aprovado pelo Decreto no 1.171, de 22 
de junho de 1994, os arts. 2o e 3o do 
Decreto de 26 de maio de 1999, que 
cria a Comissão de Ética Pública, e os 
Decretos de 30 de agosto de 2000 e de 
18 de maio de 2001, que dispõem sobre 
a Comissão de Ética Pública. 
Art. 26. Este Decreto entra em vigor 
na data da sua publicação. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
www.concurseirosocial.com.br
18
 
EXERCÍCIOS – BATERIA I 
PREPARATÓRIO INSS 
ÉTICA PROFISSIONAL 
PROFª. MARTHA MESSERSCHMIDT 
E-MAIL: marthamesserschmidt@hotmail.com 
 
QUESTÃO 01 – Com relação ao Código de Ética Profissional do Servidor 
Público, julgue os itens que se seguem. 
 
1. Em todos os órgãos e entidades da administração pública federal direta, deve 
existir uma comissão de ética encarregada de orientar e aconselhar sobre a ética 
profissional do servidor, no tratamento com o patrimônio público; de julgar infrações 
e determinar punições, advertências e censuras administrativas cabíveis; bem como 
de aplicar multas e de executar a liquidação extrajudicial do patrimônio particular dos 
indiciados. 
 
2. É vedado ao servidor público receber qualquer tipo de ajuda financeira, 
gratificação, prêmio, comissão, doação ou vantagem de qualquer espécie, para o 
cumprimento da sua missão ou para, com a mesma finalidade, influenciar outro 
servidor. 
 
QUESTÃO 02 – Age contra a ética ou pratica ato de desumanidade o servidor 
público que deixa, de forma injustificada, uma pessoa à espera de solução cuja 
competência é do setor em que exerça suas funções, permitindo a formação de 
longas filas, ou qualquer outra espécie de atraso na prestação do serviço. 
 
QUESTÃO 03 – Uma ética deontológica é aquela construída sobre o princípio do 
dever. 
 
QUESTÃO 04 – A ética ocupa-se basicamente de questões subjetivas, abstratas e 
essencialmente de interesse particular do indivíduo. 
 
QUESTÃO 05 – A habilidade de prestar um bom atendimento é atributo inerente a 
quem presta o serviço, não podendo, portanto, ser adquirida em ações de 
treinamento. 
 
QUESTÃO 06 – Quando a organização tem credibilidade no serviço público, sua 
imagem independe da qualidade do atendimento prestado por seus empregados. 
 
QUESTÃO 07 – A qualidade do atendimento ao público fundamenta-se na prestação 
da informação correta, na cortesia do atendimento, na brevidade da resposta e no 
ambiente adequado para a realização desse atendimento. 
 
QUESTÃO 08 – O atendimento ao público, para que seja considerado de qualidade, 
implica a satisfação de todas as necessidades do usuário. 
 
www.concurseirosocial.com.br
19
 
QUESTÃO 09 – A ação de um gestor público que habitualmente tenha atitudes de 
menosprezo pelo trabalho de seus colaboradores e lhes atribua tarefas com prazos 
inviáveis caracteriza falta de ética no trabalho. 
 
QUESTÃO 10 – O servidor público não pode desprezar o elemento ético de sua 
conduta. Assim, o servidor público tem que decidir entre o legal e o ilegal, o 
conveniente e o inconveniente, o oportuno e o inoportuno, bem como entre o 
honesto e o desonesto. 
 
QUESTÃO 11 – No âmbito das regras deontológicas do Código de Ética do 
Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, assinale a afirmativa 
falsa. 
a) Toda ausência injustificada do servidor de seu local de trabalho é fator de 
desmoralização do serviço público, o que quase sempre conduz à desordem nas 
relações humanas. 
b) O servidor deve prestar toda a sua atenção às ordens legais de seus superiores, 
velando atentamente por seu cumprimento e, assim, evitando, a conduta negligente. 
c) A cortesia, a boa vontade, o cuidado e o tempo dedicados ao serviço público 
caracterizam o esforço pela disciplina. 
d) O equilíbrio entre a legalidade e a finalidade, na conduta do servidor público, é 
que poderá consolidar a moralidade do ato administrativo. 
e) A função pública deve ser tida como exercício profissional e, portanto, não se 
integra na vida particular de cada servidor público. 
 
QUESTÃO 12 – Entre os seguintes princípios constitucionais da 
Administração Pública, assinale aquele que é mais diretamente vinculado 
aos costumes, reconhecidos também como fonte de Direito: 
a) moralidade 
b) eficiência 
c) publicidade 
d) legalidade 
e) impessoalidade 
 
QUESTÃO 13 – Considere a seguinte situação hipotética: Natália e sua 
equipe de servidores do setor de comunicação de um ministério foram 
encarregadas de preparar folheto destinado a divulgar as atividades da 
Comissão de Ética Pública (CEP) e de explicar, em particular, as relações 
entre o presidente da República, os ministros de Estado e a referida 
Comissão. 
 A partir dessa situação, julgue os próximos itens, de acordo com o 
disposto nos decretos n.os 6.029/2007 e 1.171/1994. 
 
1. Suponha-se ter havido um episódio, largamente noticiado pela imprensa, em que 
a votação de matéria polêmica houvesse terminado empatada e o presidente da CEP 
houvesse desempatado em favor de uma das partes. Nessa situação, seria correto a 
equipe de Natália explicar que o presidente da CEP tem voto de qualidade nas 
deliberações do colegiado. 
www.concurseirosocial.com.br
20
 
2. Considere-se que, durante os trabalhos, Natália tenha orientado sua equipe para 
traçar um perfil do público que iria receber o folheto e, depois, selecionar diagramas 
e fotografias adequados para esse público. Considere-se, ainda, que um colega da 
equipe tenha argumentado, em conversa com Natália, que a equipe não deveria 
gastar tempo e recursos nessa tarefa, a seu ver desnecessária. Nesse caso, a decisão 
de Natália é a mais adequada, pois é dever do servidor público ter cuidado ao tratar 
os usuários do serviço, aperfeiçoando os processos de comunicação e contato com o 
público. 
 
3. Considere-se que a versão inicial do folheto preparado pela equipe de Natália 
contivesse diagrama no qual a CEP e sua Secretaria-Executiva estivessem 
diretamente ligadas ao ministro da Justiça, por ser esse ministério o mais antigo. 
Nesse caso, o folheto deveria ser corrigido, pois a CEP e sua Secretaria-Executiva são 
vinculadas diretamente ao presidente da República. 
 
4. Suponha-se que o folheto preparado pela equipe de Natália explicasse que as 
decisões tomadas pela CEP não precisariam ser, necessariamente, seguidas pelo 
presidente da República, visto que a Comissão se caracteriza apenas como um órgão 
de aconselhamento. Nesse caso, a informação do folheto estaria correta, pois, em 
matéria de ética pública, a CEP é, de fato, instância consultiva do presidente da 
República e dos ministros de Estado. 
 
QUESTÃO 14 – Ao se reportar aos principais deveres do servidor público, o 
Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo 
Federal relaciona, entre outros, os seguintes: desempenhar, a tempo, as 
atribuições do cargo, função ou emprego público de que seja titular; 
exercer suas atribuições com rapidez, perfeição e rendimento; ser cortês, 
ter urbanidade, disponibilidade e atenção; respeitar a hierarquia; ser 
assíduo e freqüente ao serviço; manter limpo e em perfeita ordem o local 
de trabalho; manter-se atualizado e facilitar a fiscalização de todos atos ou 
serviços por quem de direito. 
 Considerando esses dispositivos, bem como o espírito que norteia o 
referido