A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
334 pág.
Arthur Bragança de Vasconcellos Weintraub - Previdência Privada - Ano 2005

Pré-visualização | Página 1 de 50

Arthur Bragança de Vasconcellos Weintrauh
Prev idênc ia Privada
Doutrina e Jurisprudência
Obras 
Quartier Latin
www.quartierlatin.art.br
Direito Previdenciário - 5“ Edição 
Miguel I lorvath Júnior
NoçAei Preliminares de 
Direito Previdenciário
Wagner Balem
Com entários à Lei de 
Previdência Privada
Coordenaçíio: Wagner Batera
Curso de Direito 
Tributário Brasileiro - vol. 1 
Coordenação:
Marcus Lívio Gomes 
l.eonanh Pietro Antonelli
Curso de Direito 
Tributário Brasileiro - vol. 2 
Coordenação:
Marcus Lívio Gomes 
Leonardo Pietro Antonelli
Curso de Direito 
Tributário Brasileiro - vol. 3 
Coordenação:
Marcus Lívio Gomes 
Leonardo Pietro Antonelli
U c N i n n o Jurídico de 
Direito Previdenciário 
Volume 17 - !•' Edição
/I liguei I lorvath Júnior 
Priscila 'Panaca
Teoria Geral da Previdência Social
habio Lopes Vilela Berbel
Mamnil de Previdência Social
. li tbur Bragança de Vasconcellos Weint
Previdência Privada
Doutrina e Jurisprudência
Quartier Latin
E dito ra Q u artie r L atin do Brasil
Rua Santo Amaro, 349 - C EP 01315-001 
Vendas: Fone (11) 3101-5780 
Email: vendas@quartierlatin.art.br 
Site: www.quartierlatin.art.br
l '( ) l)O S OS D IR E IT O S RESERVADOS. Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, 
'itpreial mente por sistemas gráficos, microfílmicos, fotográficos, reprográficos, fonográficos, videográficos. Vedada a 
nemorização e/ou a recuperação total ou parcial, bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema 
Ir processamento de dados. Essas proibições aplicam-se também às características gráficas da obra e à sua editoração. A 
luhiçitn dos direitos autorais é punível como crime (art. 184 e parágrafos do Código Penal), com pena de prisão e multa, 
mui ;i r apreensão e indenizações diversas (arts. 101 a 110 da Lei 9.610, de 19.02.1998, Lei dos Direitos Autorais).
AK I I IUR BRAGANÇA DE VASCONCELLOS 
WEINTRAUB
Bacharel, Mestre e Doutor em Direito Previdenciário pela Facul­
dade de Direito da USP 
Pesquisador Convidado pela Faculdade de Direito de Harvard 
Professor e Advogado em São Paulo
Previdência Privada
Doutrina e Jurisprudência
Editora Quartier Latin do Brasil 
São Paulo, primavera de 2005 
quartierlatin@quartierlatin.art.br 
www.quartierlatin.art.br
íd i to ra Q uart ie r La Fin do Bras i l
Kua Sanlo Amaro, :i49 - Centro - São Paulo
Editor: Vinícius Vieira
Formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas — FGV-SP
Editora deTexto: PriscilaTanaca
Mestranda em Direito na PUC-SP
Produção Editorial: M ônica A. Guedes 
Formada em Letras pela FFLCH- USP 
Capa: Studio Quartier - Thiago Kazuo M u n iz de Souza
W eintrauh, A rthur Bragança de Vasconcellos - Previdência 
Privada- D o u trina e Jurisprudência da - São Paulo : 
Q uartier Latin, 2005.
1. Previdenciário 2. Previdência Privada
■
í n d i c e p a r a c a tá lo g o s i s t e m á t i c o :
1. Brasil: Direito Previdenciário
2. Brasil: Previdência Privada
Contato: editora@quartiertatin.art.br 
www. quartiertatin. art. br
S u m á r io
I n t r o d u ç ã o . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ............................................................ 13
1. P r e v id ê n c ia c o m p l em e n t a r pr iv a d a e
A SEGURIDADE SOCIAL ............................. .......................... . 1 5
2. Â EVOLUÇÃO DA SEGURIDADE SOCIAL ............................ 15
2 .1 . R iscos s o c ia is ...................................................................... 17
2.2 . O CONTRATO SOCIAL ........ .................................................. 18
2 .3 . O SEGURO SOCIAL................................................................ 19
2 .4 ."CONSTITUCIONALISMO SOCIAL ............................................. 24
2 .5 . O IT E O RISCO SOCIAL .................. 25
2 .6 . SOCIAL SECURITY ACT ............................................................... 31
2 .7 . O PLANO BEVERIDGE................................. .......................... 32
3. O s e g u r o s o c ia l n o B r a s i l ............ ............... . 33
3 .1 . C o n s t it u iç ã o F ed eral de 1988 .................................... 37
3.2 . P r in c íp io s c o n s t it u c io n a is d a s e g u r id a d e s o c ia l .... 39
3.3 . P r in c íp io s d a P r e v id ê n c ia S o c i a l .................................. 43
3 .4 . C u s t e io d a P r e v id ê n c ia S o c ia i........................................... 44
3 .5 . S e g u r a d o s e c o n t r ib u in t e s d a p r e v id ê n c ia s o c ia l ... 45
4 . O REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL, A
REPARTIÇÃO SIMPLES E A SOLIDARIEDADE INTERGERAÇÕES .. 48
4 .1 . D if er en ç a entre repart iç ão s im ples , repa rt iç ã o d e capital de
COBERTURA E CAPITALIZAÇÃO ..... ................................................. 50
4 .2 .R eg im e de c apita liza ção esc r itura l e r eg im e de ca pita liza ç ã o
f in a n c e ir a ............................................................... ...................... 52
4 .3 .0 MUTUALISMO E A PROTOCOOPERAÇÃO ........................... 53
4.4 . M ü iu a i is m o na p k iv i i>t n < ia p r iv a d a ............................ 56
1.5. ( ) 1)11 FMA DA Kl PARIIÇAo SIMIM I.S COMO MODF.I.C)
i'KI Vii )l N( IÁRIO E A CAPITALIZAÇÃO ............................................ 57
!>. SFGURIDADE SOCIAL E DIREITOS FUNDAMENTAIS........... 63
(». CONTEXTO HISTÓRICO DA PREVIDÊNCIA PRIVADA
NO BRASIL .................. .......................... ................................. 66
7. D ife re n ç a entre previdência p rivada, previdência 
OFICIAL E SEGURO PRIVADO.................................................. 71
7.1. T er m o s " c o m p lem en t a r " e " su plem en t a r " ................... 77
Jí. C o n t e x t o ju r íd ic o atu a l da p r e v id ê n c ia
COMPLEMENTAR PRIVADA NO BRASIL ................................. 78
d. I . P r ev id ên c ia pr iva d a e o s istem a f in a n c e ir o n a c io n a l 81
d .2. A u t o n o m ia da p r ev id ên c ia p r iv a d a .............................. 84
8 .3 . F ac u ltat iv id a d e d e in g r esso n a p r ev id ên c ia pr iv a d a 86
8 .4 . T r a n spa r ên c ia n a pr ev id ên c ia p r iv a d a .......................... 86
8 .5 . S e g u r a n ç a n a pr ev id ên c ia p r iv a d a ............................... 87
8 .6 . F lex ib il id a d e n a pr ev id ên c ia p r iv a d a ............................ 89
8.7 . P art ic ipa n te e a ss ist id o da pr ev id ên c ia p r iv a d a ........ 90
9. P r e v id ê n c ia P r iv a d a a berta e f e c h a d a .................. 91
9.1. R e s s e g u r o ............................................................................ 95
9 .2 . P la n o DE BENEFÍCIO DEFINIDO.......................................... 98
9.3. PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA.................................. 98
9.4 . PLANO DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL.................................. 99
9.5. E n t id a d es a b e r t a s .............................................................. 99
9 .5 .1 . S u pe r in t e n d ên c ia de seg u r o s pr iv a d o s ( S U S E P ) .. 103
9.6. PLANOS DA PREVIDÊNCIA PRIVADA ABERTA.......................... 1 04
9.6.1 P G B L .................................................................................. 104
PCiHI. c o m p o s io ................................................................ 108
9.6.3. P G B I OF KFNDA I IXA ........................................................ 108
9.6.4. G B L so b er a n o .................................................................. 108
9.6.5. V G B L .................................................................................