A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
151 pág.
Ítalo Romano Eduardo - Pacote de 275 Questões Comentadas

Pré-visualização | Página 26 de 46

Nessa situação, Carmen também tem direito de receber o salário-
família pago diretamente pela previdência social. ( ) 
 
Comentário: O salário-família será pago mensalmente ao empregado e trabalhador avulso 
aposentados por invalidez ou em gozo de auxílio-doença, diretamente pelo Instituto Nacional do 
Seguro Social, juntamente com o benefício. Entretanto, a assertiva omitiu informação fundamental, 
pois um requisito imprescindível para o segurado ter direito ao benefício salário-família é ser 
enquadrado como de baixa renda. Esta explicação busca respaldo legal no art.82, inciso II do 
Decreto nº 3.048/99 e no art. 201, inciso IV da nossa Constituição Federal. (Assertiva Anulada). 
 
150. (Técnico INSS/2008) Renato era servidor municipal vinculado a regime próprio de 
previdência social havia 16 anos, quando resolveu trabalhar na iniciativa privada, em 1999. 
Nessa situação, o tempo de serviço prestado por Renato em outro regime é contado como 
tempo de contribuição, desde que haja a devida comprovação, certificada pelo ente público 
instituidor do regime próprio. ( ) 
 
Comentário: Para efeito de contagem recíproca, hipótese em que os diferentes sistemas de 
previdência social compensar-se-ão financeiramente, é assegurado o cômputo do tempo de 
contribuição na administração pública, para fins de concessão de benefícios previstos no Regime 
Geral de Previdência Social, além disso, o tempo de contribuição para regime próprio de previdência 
social será provado através de certidão fornecida pelo setor competente da administração municipal 
relativamente ao tempo de contribuição para o respectivo regime próprio de previdência social por 
parte de Renato. (Assertiva correta). 
Vejamos os seguintes dispositivos legais: art. 125, inciso I art. 130, inciso I do Decreto nº 3.048/99: 
www.concurseirosocial.com.br
 275 Questões de Concursos Anteriores - Comentadas 
Preparação Concurso INSS – Prof. Ítalo Romano Eduardo 
 
Preparação para o concurso INSS – Uso individual!!!! Página 83 
 
 
 Art. 125. Para efeito de contagem recíproca, hipótese em que os diferentes sistemas de 
previdência social compensar-se-ão financeiramente, é assegurado: 
 I - o cômputo do tempo de contribuição na administração pública, para fins de concessão de 
benefícios previstos no Regime Geral de Previdência Social, inclusive de aposentadoria em 
decorrência de tratado, convenção ou acordo internacional; 
 Art. 130. O tempo de contribuição para regime próprio de previdência social ou para o Regime 
Geral de Previdência Social pode ser provado com certidão fornecida: 
 I - pelo setor competente da administração federal, estadual, do Distrito Federal e municipal, 
suas autarquias e fundações, relativamente ao tempo de contribuição para o respectivo regime 
próprio de previdência social; ou 
 
151. (Técnico INSS/2008) Durval, inscrito na previdência social na qualidade de contribuinte 
individual, trabalha por conta própria, recolhendo 11% do valor mínimo mensal do salário de 
contribuição. Nessa situação, para Durval fazer jus ao benefício de aposentadoria por tempo 
de contribuição, deverá recolher mais 9% daquele valor, acrescidos de juros. ( ) 
 
Comentário: A questão trata de recente alteração na legislação previdenciária que impactou na 
inclusão do art. 199-A no Decreto nº 3.048/99. Analisemos a situação, Durval contribui na qualidade 
de segurado contribuinte individual que presta serviços por conta própria. Nesse caso a alíquota normal 
para contribuição é de 20% sobre o seu salário-de-contribuição, entretanto ele optou por utilizar a alíquota 
reduzida de 11%. A primeira consequência direta é que ele obrigatoriamente abdica do benefício 
aposentadoria por tempo de contribuição. Caso no futuro Durval se arrependa e pretenda contar o tempo 
de contribuição correspondente, para fins de obtenção da aposentadoria por tempo de contribuição, 
deverá complementar a contribuição mensal mediante o recolhimento de mais 9%, acrescido de juros. 
Assim ordena o parágrafo 1º do art. 199 – A do referido diploma legal. (Assertiva correta). 
 
 Art. 199-A. A partir da competência em que o segurado fizer a opção pela exclusão do direito 
ao benefício de aposentadoria por tempo de contribuição, é de onze por cento, sobre o valor 
correspondente ao limite mínimo mensal do salário-de-contribuição, a alíquota de contribuição: 
 I - do segurado contribuinte individual, que trabalhe por conta própria, sem relação de 
trabalho com empresa ou equiparado; 
 II - do segurado facultativo; e 
 III - do MEI de que trata a alínea “p” do inciso V do art. 9o, cuja contribuição deverá ser 
recolhida na forma regulamentada pelo Comitê Gestor do Simples Nacional. 
www.concurseirosocial.com.br
 275 Questões de Concursos Anteriores - Comentadas 
Preparação Concurso INSS – Prof. Ítalo Romano Eduardo 
 
Preparação para o concurso INSS – Uso individual!!!! Página 84 
 
 § 1o O segurado que tenha contribuído na forma do caput e pretenda contar o tempo de 
contribuição correspondente, para fins de obtenção da aposentadoria por tempo de contribuição ou de 
contagem recíproca do tempo de contribuição, deverá complementar a contribuição mensal mediante o 
recolhimento de mais nove por cento, acrescido de juros de que trata o disposto no art. 239. 
152. (Técnico INSS/2008) Mário, segurado inscrito na previdência social desde 1972, requereu 
sua aposentadoria por tempo de contribuição. Nessa situação, a renda inicial da aposentadoria 
de Mário corresponderá à média aritmética simples dos salários-de-contribuição desde 1972, 
multiplicada pelo fator previdenciário. ( ) 
 
Comentário: Para os inscritos até 28.11.1999 o cálculo da renda mensal leva em conta somente as 
contribuições de 07.1994 para cá. Veja o que dispõe o art. 188-A do Decreto 3.048/99: 
 
 Art. 188-A. Para o segurado filiado à previdência social até 28 de novembro de 1999, 
inclusive o oriundo de regime próprio de previdência social, que vier a cumprir as condições 
exigidas para a concessão dos benefícios do Regime Geral de Previdência Social, no cálculo do 
salário-de-benefício será considerada a média aritmética simples dos maiores salários-de-
contribuição, correspondentes a, no mínimo, oitenta por cento de todo o período contributivo 
decorrido desde a competência julho de 1994, observado o disposto nos incisos I e II do caput e 
§ 14 do art. 32. 
(Assertiva errada). 
 
153. (Técnico INSS/2008) Leonardo, segurado empregado, trabalhou em uma empresa cujo 
prédio foi destruído por um incêndio na década de 80 do século XX, situação evidenciada por 
meio de registro junto à autoridade policial que acompanhou os fatos. Nessa situação, 
Leonardo poderá comprovar, com auxílio de testemunhas, o tempo trabalhado na empresa 
cujo prédio foi destruído, averbando esse período em pedido de aposentadoria por tempo de 
contribuição. ( ) 
 
Comentário: A comprovação ocorre através de um processo denominado justificação administrativa 
que utilizada para suprir a falta ou insuficiência de documento ou produzir prova de fato ou 
circunstância de interesse dos beneficiários, perante a previdência social. A legislação 
previdenciária, através do art. 143, parágrafo 1° do Decreto n° 3.048/99, dispensa o início de prova 
material quando houver ocorrência de motivo de força maior ou caso fortuito, como um incêndio, 
inundação ou desmoronamento, por exemplo. (Assertiva correta). 
 
www.concurseirosocial.com.br
 275 Questões de Concursos Anteriores - Comentadas 
Preparação Concurso INSS – Prof. Ítalo Romano Eduardo 
 
Preparação para o concurso INSS – Uso individual!!!! Página 85 
 
 Art. 143. A justificação administrativa ou judicial, no caso de prova exigida pelo art. 62, 
dependência econômica, identidade e de relação de parentesco, somente produzirá