A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Aula_02_AT

Pré-visualização | Página 3 de 4

neologismos e à ausência de outros, fica comprovada a força das criações neológicas diante de números tão expressivos.”
 (André Valente – A produtividade lexical em diferentes linguagens
 em Língua Portuguesa em debate, Petrópolis: Vozes, 1999, p. 42)
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
ESTRANGEIRISMOS
 
Não poderíamos deixar de lado os estrangeirismos. Sabemos que, principalmente com a globalização, as culturas e, consequentemente, as línguas ganharam um maior contato. Dessa forma, temos várias palavras estrangeiras em nossa língua, como:
 
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
Shopping
Show 
 
Só precisamos ter dois cuidados:
 
Verificar se há um correspondente aceito pela maioria dos falantes em nossa língua;
Perceber se houve mudanças na grafia quando da passagem para o Português, como é o caso de ESLIDE (do inglês, SLIDE).
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
- identificar e analisar as classes de palavras (classes gramaticais) que compõem o sintagma verbal;
- compreender o papel dos verbos no uso da língua:
- discutir a classificação das interjeições como uma classe de palavras.
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
Segundo Ilari e Basso ( 2006), 
“[...] os romanos quiseram dizer que o verbo é a palavra por excelência, a mais rica, a de morfologia mais farta. O verbo continua sendo em português a classe de palavras que assume o maior número de formas flexionadas [...] O que é menos evidente é que essa riqueza morfológica tem forte contrapartida semântica: ela faz com que, em qualquer sentença, seja reservada ao verbo a tarefa de prestar uma série de informações [...]”(p. 112).
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
Ao estudarmos os verbos, devemos observar que, em uma oração, ele nos transmite muitas informações: (a) em relação ao tempo em que algo ocorre (presente, passado, futuro); (b) em relação ao mundo real ou da fantasia, quando, por exemplo, uma criança nos conta uma história; (c) em relação à atitude do falante que pode afirmar algo, mas pode, também, modalizar seu discurso usando uma oração como “Ele estaria no local do crime.” Todas essas informações que o verbo nos dá contribuem para a compreensão acerca das intenções do autor de um texto. 
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
Se observarmos a classe dos nomes substantivos e a classe dos verbos, perceberemos que o substantivo é o núcleo do sintagma nominal. Esse sintagma nominal pode funcionar, sintaticamente, como sujeito, objeto direto, predicativo do sujeito etc. No entanto, o verbo é o núcleo do sintagma verbal. O sintagma verbal sempre exerce a função sintática de predicado. Vale lembrar que substantivos e verbos são variáveis; a diferença está no fato de os verbos apresentarem flexão de tempo (+aspecto), modo e pessoa (+número), enquanto os substantivos apresentam flexão de gênero e número. 
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
A FUNÇÃO DOS MODOS E TEMPOS VERBAIS
Modo indicativo. Marca a realidade do fato expresso: há certeza na afirmação. Esse tempo é usado quando consideramos como certo, real ou verdadeiro o conteúdo daquilo que é dito ou está escrito. 
Exemplo: Caminho pela manhã para emagrecer.
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
Modo subjuntivo. Marca a incerteza do fato expresso: não se sabe se o fato expresso pelo verbo ocorre, ocorreu ou ocorrerá. Esse modo é usado quando se dá como possível, duvidoso ou hipotético o conteúdo daquilo que está escrito ou é dito. 
Exemplo: Se eu caminhasse pela manhã, talvez emagrecesse.
Modo imperativo. Marca pedido, ordem, súplica, conselho. 
Exemplo: Caminhe pela manhã e emagrecerá.
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
A FORMAÇÃO DO IMPERATIVO.
O MODO DAS ORDENS, DOS PEDIDOS E DOS COMANDOS
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
Emprego dos tempos verbais
1. Tempo presente. O tempo presente do indicativo é usado para indicar: 
a) um fato atual. 
Exemplo: Estamos na praia.
b) algo que acontece habitualmente. 
Exemplo: Sempre tomo café após o almoço. 
c) algo que representa uma verdade universal. 
Exemplo: O sol nasce todas as manhãs.
d) um fato futuro próximo a acontecer e de realização considerada certa. 
Exemplo: Amanhã, viajamos para Paris.
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
e) o presente histórico, ou seja, aparece na narração de um fato passado, como forma de realçar esse acontecimento. 
Exemplo: Em 22 de abril de 1500, chega ao Brasil a nau de Cabral.
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
2. Pretérito perfeito. Esse tempo verbal é usado quando estabelecemos limites na duração da fala, representando um fato concluído. Chama-se ‘perfeito’ porque, ao usá-lo, acredita-se que a ação tenha sido levada até o fim. 
 
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
3. Pretérito imperfeito. O pretérito imperfeito do indicativo caracteriza-se por expressar uma ação prolongada, não sendo possível esclarecer sobre a ocasião em que ela terminou ou teve início. Esse tempo verbal também é conhecido como o ‘tempo das fábulas’: ao dizer “Era uma vez” a pessoa que emite essa fala, faz-nos passar do mundo real ao mundo da fantasia. 
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
Travaglia (2001:212) comenta que é comum crianças, brincando de casinha, utilizarem o pretérito imperfeito como uma forma de marcar a irrealidade usando sentenças do tipo “Vamos brincar de casinha? Eu era a mãe, você era a filha e ela era a prima que vinha fazer uma visita.”
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
Observemos mais dois exemplos.
 
c. Quando o encontrava, conversávamos muito. 
d. Quando o encontrei, conversamos muito. 
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
Pretérito mais-que-perfeito. Embora seja também um tempo indicativo de passado, seu uso mostra que o processo em questão, ainda que tenha ocorrido no passado, o fez de forma anterior ao que é indicado pelo pretérito perfeito. Além desse significado, segundo Garcia (1997:71), esse tempo também indica desejo ou esperança. Exemplos:
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
Atualmente, o uso desse tempo verbal está vinculado a ambientes de uso formal da língua. Em ambientes escritos de menor formalidade e na fala é mais comum o emprego da forma composta: ‘eu tinha viajado’ em lugar de ‘viajara’.
Exemplos: 
Ele trabalhara mais do que devia.
Quem me dera eu ganhasse na loto!
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
5. Futuro do presente. Representa o fato como não concluído e o situa num tempo posterior ao presente. Esse tempo indicativo de futuro atua, basicamente, para mostrar um fato provável de ocorrer. 
Exemplo: 
Amanhã, irei à praia.
ANÁLISE TEXTUAL
AULA 2: ADEQUAÇÃO VOCABULAR, VARIAÇÃO LINGUÍSTICA, TEXTO E HIPERTEXTO
*
*
6. Futuro do pretérito. Representa o fato como não-concluído e o situa num intervalo de tempo no passado. Exprime um fato futuro tomado em relação ao passado, sendo também usado para indicar dúvida em relação a algo. Usar o futuro do pretérito demonstra