A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Diagnóstico

Pré-visualização | Página 3 de 3

podem-se analisar:
quantos e quais são;
qual a tecnologia básica que cada concorrente utiliza;
qual a participação de cada concorrente no mercado;
qual seu faturamento, volume de vendas, lucro e tendências;
qual o tipo e nível de promoção dos concorrentes, verificando o orçamento global, o orçamento de publicidade e o orçamento de pesquisa de mercado;
qual o tipo e nível da força de vendas dos concorrentes, verifi​cando o processo e os critérios de seleção, treinamento, super​visão, salários e prémios, capacitação, desempenho, e o nível de motivação e reputação de seus vendedores, promotores e distri​buidores; e
qual sua linha de produtos, analisando seus tipos, vendas e participação no mercado, preços, qualidades e as respectivas ten​dências.
e)	Quanto aos fornecedores, alguns dos aspectos a serem analisados
são:
quem são;
quantos são;
onde estão localizados;
qual a oferta total;
seus preços de venda;
seus prazos de venda e de entrega; e
a qualidade de seus produtos.
2.2.2 Análise interna da empresa
Além da análise externa da empresa, o diagnóstico estratégico também sresenta a análise interna.
A análise interna tem por finalidade colocar em evidência as deficiências e lalidades da empresa que está sendo analisada, ou seja, os pontos fortes e fracos da empresa deverão ser determinados diante de sua atual posição produto versus mercado. Essa análise deve tomar como perspectiva para comparação as outras empresas de seu setor de atuação, sejam elas concorrentes diretas ou apenas concorrentes potenciais.
Além dos pontos fortes e fracos da empresa, devem-se considerar, também, os pontos neutros, que são aqueles que, em determinado momento ou situação, não estão sendo considera​dos nem como deficiências nem como qualidades da empresa. 
Como o planejamento é um processo dinâmico, esses pontos neutros vão sendo enquadrados como pontos fortes ou pontos fracos ao longo do tempo.
Considerando aspectos já abordados anteriormente, a determinação de pontos neutros é muito importante por duas razões:
O planejamento estratégico é um sistema que considera a empresa como um todo. E, como tal, deve considerar todos seus componentes e partes (subsistemas) visando formar o todo unitário. Portanto, não se podem deixar de fora partes do sistema. E, às vezes, temos dificulda​des de saber se determinado fator, variável, componente ou item é um ponto forte ou fraco da empresa.
O aspecto do período de tempo do planejamento. E quanto a esse as​sunto já se verificou que é uma consequência da consideração e alocação de todas as variáveis, componentes e itens que compõem esse sis​tema. Portanto, mais uma vez fica realçado o aspecto de não se poder desconsiderar algum aspecto do planejamento estratégico.