A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
77 pág.
apostiladecontabilidadeavanada-prof-150211113910-conversion-gate02

Pré-visualização | Página 13 de 23

de cisão parcial a diferença entre o valor 
 para outras sociedades corresponde à redu
 lançamento será: crédito de Conta Cisão e 
 nesse caso, recomenda-se efetuar, primeiro, a a
capitalizando todas as reservas) 
sociedades que receberem parcelas do patrim
ntas patrimoniais ativas pelo valor dos respecti
 creditar as contas patrimoniais passivas pelo v
artida de uma conta transitória: Conta Cisão. 
o da Conta Cisão, corresponde à diferença entre
rovenientes da empresa extinta, que será o
ra (no caso de empresa nova, isto é, constituída
apital (no caso de empresa já existente). De
erá: débito da Conta Cisão e crédito da cont
ue os administradores da Cia Júpiter decidiram
ão vão criar duas novas sociedades, a Cia Terra
 
 - 31 - 
 
tuações: 
istentes; 
sa(s) nova(s) e parte para 
vas; 
 existentes; 
mpresa(s) nova(s) e parte 
isão são: 
cisão total), creditando 
tas patrimoniais passivas, 
 conta transitória: Conta 
alor dos ativos e das 
 redução de capital da 
e débito à conta de 
o, a atualização do capital 
patrimônio da sociedade 
ectivos bens e direitos 
elo valor das obrigações 
 entre o valor dos ativos 
erá o Capital Social da 
tituída para esse fim), ou 
). De qualquer forma o 
 conta Capital Social da 
diram cindir a empresa e 
Terra e a Cia Marte, para 
UNIPAC – Curso de Ciências Contábeis – Disciplina de Contabilidade Avançada 
Profª. Núbia Rodrigues - 32 - 
receber o patrimônio vertido. A Cia Terra ficará com 60% e a Cia Marte com 40% do 
patrimônio da Cia Júpiter, que após a cisão será extinta, uma vez que todo o seu patrimônio 
será transferido para as novas sociedades, portanto trata-se de cisão total. Veja o balanço 
da Cia Júpiter, os lançamentos nas novas sociedades e, em seguida os Balanços da Cia 
Terra e Cia Marte: 
 
CIA JÚPTER 
BALANÇO PATRIMONIAL 
ATIVO PASSIVO 
Ativo Circulante Passivo Circulante 
Caixa e Bancos 3.000 Fornecedores 12.000 
Contas a Receber 20.000 Empréstimos 8.000 
Estoques 32.000 
Ativo Não Circulante Patrimônio Líquido 
Investimentos Capital Social 70.000 
Móveis e Utensílios 5.000 Reservas de Lucros 10.000 
Máquinas e Eqptos 40.000 
TOTAL 100.000 TOTAL 100.000 
 
 
Os lançamentos necessários para a cisão total da Cia Júpiter são: 
 
CIA JÚPTER (cindida) 
ATIVO 
 DÉBITO CRÉDITO 
Caixa e Bancos 3.000 
Contas a Receber 20.000 
Estoques 32.000 
Móveis e utensílios 5.000 
Máquinas e Eqptos 40.000 
Conta Cisão 100.000 
PASSIVO E PL 
Fornecedores 12.000 
Empréstimos 8.000 
Capital Social 70.000 
Reservas 10.000 
Conta Cisão 100.000 
TOTAL 200.000 200.000 
 
CIA TERRA (sociedade nova) 
ATIVO 
 DÉBITO CRÉDITO 
Caixa e Bancos 1.800 
Contas a Receber 12.000 
Estoques 19.200 
Móveis e utensílios 3.000 
Máquinas e Eqptos 24.000 
Conta Cisão 60.000 
PASSIVO E PL 
Fornecedores 7.200 
Empréstimos 4.800 
Conta Cisão 12.000 
 
Conta Cisão 48.000 
Capital Social 48.000 
TOTAL 120.000 120.000 
 
UNIPAC – Curso de Ciências Contábeis – Disciplina de Contabilidade Avançada 
Profª. Núbia Rodrigues - 33 - 
CIA MARTE (sociedade nova) 
ATIVO 
 DÉBITO CRÉDITO 
Caixa e Bancos 1.200 
Contas a Receber 8.000 
Estoques 12.800 
Móveis e utensílios 2.000 
Máquinas e Eqptos 16.000 
Conta Cisão 40.000 
PASSIVO E PL 
Fornecedores 4.800 
Empréstimos 3.200 
Conta Cisão 8.000 
 
Conta Cisão 32.000 
Capital Social 32.000 
TOTAL 80.000 80.000 
 
Veja como ficou os Balanços das sociedades novas criadas para receber o 
patrimônio vertido da Cia Júpter: 
 
CIA TERRA 
BALANÇO PATRIMONIAL 
ATIVO PASSIVO 
Ativo Circulante Passivo Circulante 
Caixa e Bancos 1.800 Fornecedores 7.200 
Contas a Receber 12.000 Empréstimos 4.800 
Estoques 19.200 
Ativo não circulante Patrimônio Líquido 
Imobilizado Capital Social 48.000 
Móveis e Utensílios 3.000 
Máquinas e Eqptos 24.000 
TOTAL 60.000 TOTAL 60.000 
 
CIA MARTE 
BALANÇO PATRIMONIAL 
ATIVO PASSIVO 
Ativo Circulante Passivo Circulante 
Caixa e Bancos 1.200 Fornecedores 4.800 
Contas a Receber 8.000 Empréstimos 3.200 
Estoques 12.800 
Ativo não circulante Patrimônio Líquido 
Imobilizado Capital Social 32.000 
Móveis e Utensílios 2.000 
Máquinas e Eqptos 16.000 
TOTAL 40.000 TOTAL 40.000 
 
Nota 9: 
1. Caso as Cias Terra e Marte fossem empresas já existentes, o valor levado a capital 
seria o aumento de capital correspondente à diferença dos ativos e passivos 
assumidos por cada uma. 
2. Nos casos de cisão total (ou parcial), nem sempre os valores são definidos com 
facilidade, tal qual se apresenta nesse exemplo, uma vez que nem sempre os ativos e 
passivos são fracionáveis, isto é, divisíveis na proporção que se deseja; na realidade os 
sócios ou acionistas normalmente definem em acordo prévio (protocolo) quais os ativos e 
quais os passivos irão receber pelas suas quotas partes ou ações de capital, os quais 
irão compor o patrimônio da(s) sociedade(s) nova(s) ou serão agregados ao patrimônio 
da empresa(s) já existente(s). 
UNIPAC – Curso de Ciências Contábeis – Disciplina de Contabilidade Avançada 
Profª. Núbia Rodrigues - 34 - 
 
 
3.4. TRANSFORMAÇÃO DE SOCIEDADES 
 
A transformação é outra possibilidade de reorganização societária que é a 
operação pela qual uma sociedade passa, independentemente de dissolução e liquidação, 
de um tipo para outro. Por exemplo, uma sociedade pode transformar-se em limitada para 
sociedade anônima e vive-versa, sem, contudo sofrer qualquer descontinuidade. 
A transformação obedecerá aos preceitos que regulam a constituição e o registro 
do tipo de sociedade a ser adotado e exige o consentimento unânime dos sócios ou 
acionistas, salvo previsto em estatuto ou contrato social, caso em que o sócio ou acionista 
dissidente terá o direito de retirar-se da sociedade. 
Os credores não serão prejudicados nos casos de transformação de sociedades, 
cujos direitos serão exigíveis com as mesmas garantias que o tipo anterior lhe oferecia. 
Sendo a transformação uma alteração apenas jurídica na organização societária 
e não envolvendo qualquer alteração no patrimônio da sociedade, não há necessidade de 
se fazer qualquer registro contábil. Contudo, em alguns casos, há a necessidade de se 
adaptar o plano de contas, principalmente no grupo do patrimônio líquido, a fim de atender 
melhor às necessidades informacionais das demonstrações contábeis próprias dos tipos de 
sociedade. 
 
 
3.5. DISSOLUÇÃO, LIQUIDAÇÃO E EXTINÇÃO DE SOCIEDADES 
 
Almeida (2010, p. 153) diz que nos processos de encerramento das atividades 
empresariais, “a sociedade, inicialmente entra em dissolução, passa por processo de 
liquidação e finaliza com sua extinção”. E define, ainda, as três fases do encerramento: 
 
Dissolução – ato de formalizar o encerramento da existência da pessoa 
jurídica. Tal ato pode ser voluntário (deliberação dos sócios, fim do prazo 
contratual de duração da sociedade, nos casos previstos no estatuto etc.) 
ou por decisão judicial (falência, etc.) 
Liquidação – ato de realizar os ativos, pagar os passivos e destinar o saldo 
restante, se houver, para reembolso aos sócios. A liquidação antecede a 
extinção da sociedade. 
Extinção – é o ato de conclusão do término da existência da sociedade, por 
meio da baixa dos respectivos registros, inscrições e matrículas nos órgãos 
competentes. 
 
 
3.5.1. Dissolução 
 
As sociedades podem ser dissolvidas: 
 
I – de pleno direito: 
a) Pelo término do prazo de duração; 
b) Nos casos previstos no estatuto; 
c) Por deliberação da assembléia geral; 
d) Pela existência de um único acionista; 
e) Pela extinção, na forma da lei, da autorização para funcionar. 
 
II – por decisão judicial: 
a) Quando anulada a sua constituição, em proposta por qualquer acionista; 
b) Quando provado que não pode preencher