A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
38 pág.
ROTEIRO EXAME FÍSICO - COMPLETO (RESUMO)

Pré-visualização | Página 1 de 13

ROTEIRO EXAME FÍSICO
INSTRUMENTOS E APARELHOS DE USO ROTINEIRO: 
Balança; 
Haste milimetrada para medir altura; 
Fita métrica; 
Abaixador de língua; 
Lanterna; 
Martelo de reflexos; 
Estetoscópio; 
Esfigmomanômetro; 
Termômetro clínico; 
Lupa; 
Agulha e algodão; 
Diapasão; 
Instrumento de endoscopia simples 
CONSIDERAÇÕES:
1. Ambiente Adequado: boa iluminação, ausência de ruídos, climatização
2. Oferecer privacidade e respeito ao pudor do paciente
3. Posição do examinador: à direita do paciente
4. Respeitar autonomia do paciente com relação a sua colaboração para o exame físico
5. Correlacionar o exame físico com dados coletados da Anamnese
6. Realizar o exame crânio – caudal
7. Etapas: 	1ª Parte – Ectoscopia ou Exame Físico Geral
2ª Parte – Sinais Vitais e Dados Antropométricos
3ª Parte – Específico ou Segmentar
8. Lavagem das mãos antes e após cada exame; aquecer as mãos antes de tocar no paciente
9. Uso obrigatório do jaleco em todas as práticas e uso de Equipamento(s) de Proteção Individual (EPI), conforme patologia
10. Registro dos dados coletados em ficha própria, com termos técnicos ou siglas permitidas pela medicina
INSPEÇÃO GERAL
SINAIS VITAIS 
Temperatura: três minutos na fossa axilar (Normal = 35,5 a 37,0 ºC). 
Pulso: aferir bilateralmente (Normal = 60 a 100 BPM). 
Freqüência respiratória (FR): (Normal = 14 a 20 RPM). 
Pressão Arterial (PA): atentar para o hiato auscultatório !!! 
PELE
Coloração: normocorada, palidez localizada (isquemia), palidez generalizada, eritrose, fenômeno de Raynaud, cianose, icterícia, albinismo, bronzeamento da pele e dermatografismo.
Umidade: avaliada através da inspeção e palpação através da sensação tátil.
Umidade normal.
Pele seca: mixedema, idosos, IRC, desidratação.
Umidade aumentada (pele sudorenta).
Textura: avaliada deslizando-se as polpas digitais sobre a superfície.
Normal
Pele lisa: idosos, hipertireoidismo e regiões recentemente edemaciadas.
Pele áspera: mixedemas e dermatopatias crônicas.
Pele enrugada: pessoas idosas e após eliminação de edema.
Espessura: faz-se o pinçamento de uma dobra cutânea. Ter o cuidado para não englobar o tecido subcutâneo.
Pele de espessura normal
Pele atrófica: acompanhada de translucidez que permite ver a rede venosa superficial. Idosos, RN e algumas dermatoses.
Pele hipertrófica (ou espessa): indivíduos que trabalham ao sol e ao vendo e esclerodermia.
Temperatura: examinada com a face dorsal das mãos comparando-se o lado homologo de cada segmento examinado.
Temperatura normal
Temperatura aumentada: geral (febre) ou localizada (inflamação).
Temperatura diminuída: generalizada (hipotermia) ou localizada (diminuição do fluxo sanguíneo – oclusão arterial)
Elasticidade: pinça-se uma prega cutânea fazendo a seguir uma certa tração. Avaliar a facilidade com que a pele de destaca.
Elasticidade normal
Elasticidade aumentada: síndrome de Ehlers-Danlos.
Elasticidade diminuída: ao ser tracionada a pele volta vagarosamente. Idosos, desnutridos, abdome de multíparas.
Turgor: avaliado ao soltar-se a pinca feita para avaliar a elasticidade. Velocidade na qual a pele volta ao lugar.
Turgor normal: pele hidratada.
Turgor diminuído: desidratação.
Mobilidade: pousa-se a palma da mao firmemente sobre a superfície que se quer examinar e movimenta-se a mão para todos os lados, fazendo-a deslizar sobre as estruturas adjacentes
Mobilidade normal
Mobilidade aumentada: idosos e síndrome de Ehlers-Danlos.
Mobilidade diminuída ou ausente: área em processo cicatricial, esclerodermia, elefantíase e infiltrações neoplásicas próximas a pele.
Sensibilidade:
Sensibilidade dolorosa: analgesia (hanseníase), hipoalgesia e hiperalgesia (no abdome agudo, IAM, vasculopatias periféricas).
Sensibilidade tátil: para pesquisa-la usa-se fricção com um pedaço de algodão.
Sensibilidade térmica
Presença de lesões elementares:
Distribuição das lesões
Lesões localizada
Lesões disseminadas: lesões numerosas individuais em varias regiões cutâneas.
Lesões generalizadas: erupção difusa e uniforme, atinge varias regiões cutâneas
Lesões universais: comprometimento total da pele, inclusive couro cabeludo.
ABCDE do melanoma:
- assimetria.	
- bordos irregulares.
- coloração varia com o tempo.
- diâmetro maior que 6 cm
- espessura maior que outras manchas.
Alterações de Cor
Mancha ou Mácula
Alterações na cor da pele sem relevo ou depressão.
Manchas Vásculo-sanguíneas
Ocorrem por vasodilatação, constrição, ou pelo extravasamento de hemácias.
Eritema: Mancha vermelha por vasodilatação, que desaparece com digito ou vitropressão.
Púrpura: Mancha vermelha por extravasamento de hemácias, não desaparece com vitropressão. Muda de coloração de acordo com o tempo por alteração da hemoglobina tornando-se e depois verde-amarelada. É chamada de petéquia quando possui até1cm e de equimose quando possui mais de 1cm.
Manchas Pigmentares
Manchas pigmentares ou discromias resultam de diminuição ou aumento de melanina ou depósitos de outros pigmentos e substâncias na derme.
Leucodermia: mancha branca por diminuição ou ausência de melanina.
Hipocromia: redução da pigmentação.
Acromia: ausência completa de pigmentação.
Hipercromia: Cor variável por aumento de melanina ou outros pigmentos como sais biliares e carotenóides.
Elevações edematosas
São elevações circunscritas causadas por edema na derme ou hipoderme.
Urtica: elevação efêmera, irregular, de tamanho e cor variável do branco-róseo ao vermelho pruriginosa, resulta do extravasamento de plasma com formação de edema dérmico.
Angioedema: área de edema circunscrito, que pode ocorrer no subcutâneo, causando tumefação.
Formações Sólidas
Resultam de processo inflamatório ou neoplásico, atinge isoladamente ou conjuntamente epiderme, derme e hipoderme.
Pápula: lesão sólida, circunscrita, elevada e menor que 1 cm.
Placa: lesão elevada, de superfície geralmente plana, maior que 1 cm, pode apresentar superfície descamativa, crostosa ou queratinizada, pode ser formada pela confluência de pápulas.
Nódulo: lesão sólida, circunscrita, saliente ou não de 1 a 3 cm de tamanho.
Nodosidade ou tumor: lesão sólida, circunscrita e maior que 3 cm, o termo tumor é utilizado preferencialmente para neoplasia.
Goma: nódulo ou nodosidade que se liquefaz na porção central, podendo ulcerar e eliminar material necrótico.
Vegetação: Lesão sólida e pedunculada, com aspecto de couve-flor e superfície friável.
Verrucosidade: Lesão sólida, elevada, de superfície dura e inelástica, formada por hiperqueratose.
Coleções Líquidas
Lesões de conteúdo líquido que pode ser serosidade, sangue ou pus.
Vesícula: elevação circunscrita de até 1cm, com conteúdo claro (seroso) que pode se tornar turvo (purulento) ou rubro (hemorrágico).
Bolha ou Flictena: difere-se da vesícula apenas pelo tamanho, que é maior que 1 cm.
Pústula: elevação de até 1cm e de conteúdo purulento.
Abscesso: possui tamanho variável, é formado por coleção purulenta da pele ou tecidos subjacentes. Sinais flogísticos podem estar presentes: edema, dor, rubor, calor.
Hematoma: formada por derrame de sangue na pele ou tecidos subjacentes, difere-se da equimose por haver alteração de espessura. Pode infectar e haver presença de sinais flogísticos, e o conteúdo hemorrágico pode tornar-se purulento.
Alterações de Espessura
Queratose: espessamento da pele por aumento da camada córnea, tornando-se áspera e com a superfície amarelada.
Liquenificação: espessamento da pele com acentuação dos sulcos e da cor própria, apresentando aspecto quadriculado.
Edema: aumento de espessura, depressível, cor da própria pele ou rósea-avermelhada por extravasamento de plasma.
Esclerose: alteração da espessura com aumento da consistência da pele, tornando-se lardácea ou coriácea. A pele pode estar espessada ou adelgaçada, havendo hiper ou hipocromia associadas. Resulta de fibrose do colágeno.
Atrofia: diminuição da espessura da pele. Ocorre redução do número e volume dos constituintes teciduais.
Perdas e Reparações