A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
A ESCRITA DO CORDEL E AS CONTRIBUIÇÕES SEMÂNTICAS UMA REFLEXÃO LINGUÍSTICA SOCIAL.

Pré-visualização | Página 1 de 3

FACULDADE ZACARIAS DE GÓES
WAGNER SOUSA NASCIMENTO
A ESCRITA DO CORDEL E AS CONTRIBUIÇÕES SEMÂNTICAS: UMA REFLEXÃO LINGUÍSTICA/SOCIAL.
VALENÇA-BA
2014
WAGNER SOUSA NASCIMENTO
A ESCRITA DO CORDEL E AS CONTRIBUIÇÕES SEMÂNTICAS: UMA REFLEXÃO LINGUÍSTICA/SOCIAL.
Artigo científico apresentado como requisito parcial, ao Curso de Licenciatura em Letras, da Faculdade Zacarias de Góes - FAZAG, sob a orientação, da professora Vanessa Feitosa.
VALENÇA-BA
2014
A ESCRITA DO CORDEL E AS CONTRIBUIÇÕES SEMÂNTICAS: UMA REFLEXÃO LINGUÍSTICA/SOCIAL.
Wagner Sousa Nascimento [1: Graduando em Letras Vernáculas e suas Literaturas - Faculdade Zacarias de Góes.]
 
RESUMO
O presente artigo com o seguinte tema: A escrita do cordel e as contribuições semânticas: uma reflexão linguística/social, aponta à uma construção dialógica entre as considerações abordadas e conceituadas através da análise do gênero textual do cordel. É importante salientar que tais discussões se agregam em uma linha lógica de desenvolvimento linguístico, sendo considerado diagnósticos e reflexões pertencentes ao estudo da linguagem e da comunicação, entrelaçando-os as variantes culturais e sociais, pois a linguagem não é uma estrutura simples, definida apenas como uma emissão de sons, mas carrega toda uma carga semântica e como originadora da comunicação, seria impossível desassocia-la em tese de uma análise reflexiva a respeito do modelo linguístico aqui analisado, correlacionando à questão da argumentação semântica pertencente ao gênero, foco da nossa pesquisa bibliográfica. 
Palavras chave: Semântica, literatura de cordel, linguagem, comunicação, reflexão linguística, social. 
THE WRITING OF THE STRING AND SEMANTIC CONTRIBUTIONS: A LINGUISTIC / SOCIAL REFLECTION.
Wagner Sousa Nascimento[2: ¹ Graduating in Vernacular Languages ​​and their Literatures - Faculty Zacarias de Goes.	]
ABSTRACT
This article with the following theme: writing string and semantic contributions: a linguistic / social reflection, pointing to a dialogic construction between addressed and conceptualized by examining the genre of the string considerations. It is important to note that these discussions are aggregated into one logical line of language development, considered reflections and diagnoses pertaining to the study of language and communication, linking them cultural and social variations, because language is not a simple framework defined only as an emission of sounds, but carries a whole semantic load and as originator of the communication would be impossible to dissociate her thesis in a reflective analysis about the linguistic model. Therefore an analysis of the question of semantic reasoning pertaining to gender focus of our literature search.
Keywords: methodology, didactic, psycho-social, technological advancement, teacher.
SUMÁRIO
 INTRODUÇÃO
Este estudo conduz a uma reflexão e uma plausível análise acerca dos fatores semânticos, cognitivos e sociais derivantes aos processos instituídos nas estrelinhas dos folhetos de cordéis. Vale salientar que tais considerações apontam diretamente à cogitações estratégicas, referentes a interação social e uso do gênero textual como ferramenta didática. 
Contudo para se entender a composição dos significados existentes nos versos, se faz necessário uma consideração acerca dos princípios fundamentais da comunicação e da linguagem, que se envasam cientificamente por meio de pesquisas e estudos derivantes desse ramo.
Nesse artigo, serão refletidas questões indicativas a historicidade da comunicação, abordando-se conceitos diacrônicos e sincrônicos em um enfoque contextual, anexando-a ao gênero do cordel. Ainda na mesma métrica de raciocínio, seria possível definir a comunicação, como um campo de conhecimento acadêmico que estuda os processos de comunicação humana, portanto se faz de extrema importância a análise desse contexto, pois a literatura de cordel intensifica-se como gênero literário comunicativo e dialógico. 
 Por relaciona-se diretamente a comunicação, a mesma pode ser associada espontaneamente a linguagem, pois as divergências entre os teóricos especialistas nessa área, ainda são amplas, e uma reflexão acerca desses fatores, tendem a considerar ambas as vertentes – comunicação e linguagem - paralelamente.
Envasado por pensamentos de autores renomados como: BORDENAVE, FREIRE, PINTO, et al. O Seguinte artigo buscará correlacionar através de reflexões, as ideologias presentes nos versos dos textos de cordéis, estabelecendo um elo ao quesito da carga cultural e social dos escritos, tecendo algumas abordagens e estratégias para a prática didática, e inclusão da sociedade e família em ambientes escolares.
Vale salientar, que tal artigo não pretende formular parâmetros e indicar estabeleceres acerca da prática e metodologia didática, mas sim propor reflexões, conceitos e princípios que em anexo aos fatores sociais, psicológicos e estruturais dos ambientes educacionais, possam ser analisados e justificados para uma possível abordagem ou utilização das estratégias reflexivas aqui propostas.[3: Entende-se por ambiente, quaisquer espaços nos quais seres, pessoas, natureza e/ou objetos técnicos estabeleçam uma relação.]
Dividido em três tópicos principais, será analisado a priori, conceitos referentes a comunicação, classificando-os através de pesquisas bibliográficas e considerações científicas, englobando alguns entre os principais fatores relacionados ao estudo da comunicação, tais como a sua origem básica, uma consideração remota desse fenômeno como fator social e algumas mudanças significativas ao longo dos séculos.
O segundo ponto discutido em tese, pretende analisar algumas, entre as muitas linhas cientificas acerca dos fatores voltados à linguagem. Obviamente se foi elaborado um contexto abrangente, que interliga-se diretamente a questão comunicativa, cultural e social, refletindo em critérios voltados aos campos linguísticos e estruturais.
Já o último ponto analisado pelo artigo, busca intercalar e socializar as ideologias discutidas sugestivamente nos dois primeiros, traçando algumas perspectivas e conceitos fundamentados em interpretações semânticas de estrofes cordelísticas, com o intuito de tecer algumas sugestões a respeito de influências e posturas voltadas à prática didática e inclusiva da participação familiar. 
2 DEFININDO COMUNICAÇÃO
Desde os primórdios, o homem vem se adaptando a busca de inúmeras formas de exercer e estabelecer parâmetros para se comunicar. Fundamentando-se em variadas concepções a humanidade se dispõe de um fenômeno de origem pré-histórica para em anexo as demais virtudes da humanidade, tentar preencher a lacuna do inacabamento. FREIRE, 1996.
Para uma definição objetiva, fechada e concreta, a COMUNICAÇÃO pode ser definida como um substantivo feminino que estabelece o ato de comunicar, informar; avisar: passagem, caminho, ligação. (Rocha 1997 apud João Batista Perles). Ou constata-se que a capacidade comunicativa não é apenas uma expressão de teor humano, mas reflete-se na vida animal em nível geral, sendo representada de várias formas. 
Como seres sociais e carentes de interação, a raça humana se utilizou de recursos expressivos como; símbolos, desenhos, imagens e pinturas nas paredes de cavernas para expressar suas opiniões, demonstrar suas ideologias e suas artes, em nota, se comunicar.
Por conta do processo evolutivo mediante a ampliação do cenário social, -já que a comunicação não é um fenômeno recente- como variante se expandiu, deixando de ser exclusiva ao visual, passando a ser um método de funcionamento ao cenário da linguagem escrita e oral. 
Referente a complexidade dessa vertente, não se é possível definir conclusivamente as informações alusivas ao início da