Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
instrumentos de registros1

Pré-visualização | Página 1 de 5

Revista Virtual Textos & Contextos, nº 7, jul. 2007 
 
Textos & Contextos 
Revista Virtual Textos & Contextos. Nº 7, ano VI, jul. 2007 
A documentação no cotidiano da intervenção dos assistentes sociais: 
algumas considerações acerca do diário de campo 
 
Telma Cristiane Sasso de Lima 
Regina Célia Tamaso Mioto 
Keli Regina Dal Prá* 
 
 
Resumo – Este artigo chama a atenção para a importância da documentação no cotidiano da 
intervenção profissional e destaca o registro em diário de campo das ações profissionais. 
Assume-se como pressuposto que a documentação é fundamental no processo de obtenção e 
análise de dados, pois permite a sistematização da intervenção desenvolvida pelos Assistentes 
Sociais e estudantes tanto nos processos investigativos sobre a realidade social, os sujeitos e o 
processo de intervenção profissional, quanto de marcos orientadores para as suas ações 
quando articuladas em diferentes processos de intervenção. Apesar disso, observa-se que a 
documentação como um instrumento que permite qualificar as ações profissionais é pouco 
explorada pelos Assistentes Sociais, sobretudo em se tratando do diário de campo cuja 
utilização tem ficado restrita às descrições, observações pontuais e a meros agendamentos de 
tarefas cotidianas. Insiste-se, portanto, na importância das análises e/ou diagnósticos sobre a 
realidade social e as demandas singulares da população atendida, dando visibilidade às formas 
de planejar e executar as ações profissionais, de modo a identificar os limites e as 
possibilidades contidos no processo de atendimento às demandas. Por fim, considera-se a 
documentação como elemento constitutivo da ação profissional porque pode incidir 
positivamente nos processos de planejamento e avaliação no sentindo de facilitar a sua 
realização. O diário de campo, mais do que apenas guardar informações, pode conter 
reflexões cotidianas que, quando relidas teoricamente, são portadoras de avanços tanto no 
âmbito da intervenção, quanto da teoria. 
 
Palavras-chave – Documentação. Diário de campo. Serviço Social. Intervenção profissional. 
 
 
Abstract – The article draws attention to the importance of documentation in the daily 
professional interventions and focuses on the recording of professional actions in the field 
diary. It is assumed that documentation is crucial in the process of data gathering and analysis, 
since it makes it possible to systematize the intervention developed by social workers and 
social work students both in order to investigate social reality, the people involved and the 
process of professional intervention and to find orientation for their actions when they are 
articulated in different intervention processes. Nonetheless, one sees that documentation as an 
instrument that improves the quality of professional actions is little explored by social 
workers. This applies particularly to the field diary, which is usually restricted to descriptions, 
occasional observations and mere scheduling of daily tasks. Hence the article’s insistence on 
the importance of analyses and/or diagnoses of the social reality and the unique demands of 
 
* Telma Cristiane Sasso de Lima – Assistente Social; Mestre em Serviço Social pelo Programa de Pós-
Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); contato eletrônico: 
penotc@hotmail.com. Regina Célia Tamaso Mioto – Professora Doutora do Departamento de Serviço Social 
(DSS) e do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina 
(UFSC). Keli Regina Dal Pra – Doutoranda em Serviço Social pelo Programa de Pós-Graduação em Serviço 
Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS); bolsista CNPq; contato 
eletrônico: keliregina@yahoo.com. 
Revista Virtual Textos & Contextos, nº 7, jul. 2007 
 
Textos & Contextos 
Revista Virtual Textos & Contextos. Nº 7, ano VI, jul. 2007 
2 
the people served by social workers, as this gives visibility to the forms of planning and 
carrying out professional actions and helps to identify limits and possibilities in the process of 
meeting the demands. Documentation is considered a constitutive element of professional 
action because it can positively influence the processes of planning and evaluation by making 
their execution easier. The field diary contains not only information, but may contain daily 
reflections that, when theoretically interpreted, foster progress both in the area of intervention 
and of theory. 
 
Key words – Documentation. Field diary. Social work. Professional intervention. 
 
 
 
Introdução 
 
O presente texto procura traçar considerações iniciais sobre o momento de 
documentação da ação profissional dos Assistentes Sociais. O que motivou a sua realização 
foi a constatação da dificuldade dos estudantes de Serviço Social e mesmo dos profissionais 
de realizarem registros consistentes sobre a intervenção profissional e a realidade social, de 
modo a se obter dados traduzíveis em avanços tanto no momento no qual se analisa a 
intervenção, procurando estabelecer novas prioridades e reconhecer as demandas, quanto no 
momento de refletir criticamente sobre a realidade e os processos interventivos. 
Espera-se iniciar um diálogo acerca do tema que possa caminhar na superação da 
despreocupação, ainda vigente entre os Assistentes Sociais, com a documentação, bem como 
a superação do caráter eminentemente descritivo dos registros realizados. 
As reflexões realizadas têm como cenário a preocupação com o debate de uma 
profissão, cuja dimensão técnico-operativa é definidora de sua própria identidade. Nesse 
sentido, a documentação não pode ser negligenciada no contexto do exercício profissional, 
considerando a sua relevância para o processo de conhecimento e sistematização da realidade, 
do planejamento, da qualificação das ações profissionais, bem como da sua importância ao 
alicerçar a produção de conhecimento. Desse modo urge a necessidade de incorporá-la no 
cotidiano profissional, nos mais diferentes momentos do processo interventivo. 
Tais reflexões são frutos da interlocução com os sujeitos que estão preocupados com a 
qualificação profissional, ou seja, alunos e profissionais que enfrentam dificuldades frente à 
exigência de registros sobre a sua intervenção. Essas reflexões se desenvolveram 
particularmente a partir do diário de campo, por isso essa forma de registro tem destaque no 
presente texto. 
Revista Virtual Textos & Contextos, nº 7, jul. 2007 
 
Textos & Contextos 
Revista Virtual Textos & Contextos. Nº 7, ano VI, jul. 2007 
3 
Pelas observações efetuadas, o diário de campo tem uma larga utilização entre os 
Assistentes Sociais e é exigido para os estudantes de Serviço Social que estão em estágio 
curricular; sua utilização, no entanto, está muito aquém das possibilidades que a produção de 
um diário de campo pode oferecer para a intervenção profissional. Na maioria das vezes, ele 
se restringe ao agendamento de tarefas, a observações e relatos pontuais dos atendimentos 
individuais, ou ainda, à mera descrição da intervenção e da realidade. 
 
 
1 Entre a importância da documentação e a realidade do exercício profissional 
 
O princípio do qual se parte considera que a marca da contemporaneidade está no 
papel desempenhado pelo conhecimento e, particularmente, naquele referente ao 
direcionamento e à sobrevivência das profissões, uma vez que estas repousam, entre outros 
fatores, no “corpus teórico” que funda a habilidade e a autoridade profissional. Assim, é 
fundamental a documentação do exercício profissional de uma profissão que se define por seu 
caráter interventivo. 
É através da sistematização da intervenção que se desenvolvem tanto os processos 
investigativos sobre
Página12345