A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Anexo Aula6 - Diagrama de Casos de Uso-Paradigmas

Pré-visualização | Página 1 de 1

Aula 6 – Anexo – Diagramas de Caso de Uso 
 
Abaixo, através de um pequeno diagrama de caso de uso, vamos rever 
seus conceitos e principais elementos. 
 
Abaixo, ilustrado pela Figura 1 um exemplo de Diagrama de Caso de Uso. 
 
 
 
Figura 1: Diagrama de Caso de Uso 
Como já houve no curso a disciplina de Modelagem de Dados, onde esse 
diagrama foi devidamente explicado, vamos aplicá-lo dentro de práticas, abaixo 
especificadas. Todavia caso necessite de uma revisão, acesso o link 
Como elaborar o Diagrama de Caso de Uso? 
Resp: Uma forma que temos para descobrir as funcionalidades do sistema é 
através da Lista de Eventos (que aprendemos na técnica da Análise Essencial). Na 
coluna Funções, teremos as funcionalidades (representadas pelas elipses no diagrama) 
primárias do sistema.. 
As funcionalidades (casos de uso) primárias são aquelas que interagem 
diretamente com o ator e respondem por um evento que afeta o sistema. Os casos de 
uso secundários são os que se relacionam com o principal através dos relacionamentos 
de “Include” (execução obrigatória com chamada pelo caso de uso secundário em algum 
ponto do primário), “extends” (execução facultativa) ou especialização (funcionamento 
similar ao principal, porém com alguma variante). 
 
Quais os elementos do Diagrama de Casos de Uso? 
Os elementos do DFD são: Atores, Caso de Uso e Relacionamentos, conforme 
ilustrado pela figura 2 (Elementos do Diagrama de Casos de Uso). 
 
 
Figura 2: Elementos do Diagrama de Caso de Uso 
 
 
 
 
 
 
Abaixo, conforme ilustram as figuras 3,4,5 e 6, são apresentados os diferentes 
relacionamentos que podem existir entre os elementos de caso de uso. 
A figura 7 (Relacionamentos entre os elementos do diagrama de casos de uso) 
mostra o relacionamento de associação que associa caso de uso aos respectivos atores. 
Cabe salientar que tal associação ocorre nas duas direções (tanto de dados imputados 
pelo ator, como informações geradas pelo sistema para o ator). A mesma figura mostra 
também o relacionamento de generalização/especialização entre atores. 
 
 
Figura 3: Relacionamentos entre os elementos do Diagrama de Caso de Uso 
 
 
Vejamos no exemplo da figura 5 (Diagrama de Caso de Uso) os conceitos vistos 
acima. 
 São casos de uso primários: Cancelar Consulta, Marcar Consulta, Pedir 
Remédio e Pagar Conta 
 São caso de uso secundários do tipo Include: Procurar registro do 
Paciente. Repare que esse caso de uso se relaciona com dois outros 
(Marcar Consulta e Pedir Remédio). Isso significa que esse caso de uso é 
uma parte comum dos 2 casos que o utilizam. Obrigatoriamente o caso 
de uso Procurar Registro do Paciente será chamado p or cada um dos 
casos de uso que se relacionam com ele. O símbolo abaixo entre casos de 
uso mostra o relacionamento de Include, 
 
Figura 4: Esteriótipo do Relacionamento Include 
 
 São casos de uso secundários do tipo externds: Adiar Pagamento, que se 
relaciona com pagar conta. Pode ser que o caso de uso Adiar pagamento 
nem seja executado, pois está associado a ser executado somente se 
uma determinada condição for satisfeita. O símbolo abaixo caracteriza o 
símbolo do Extends 
 
 
Figura 5: Esteriótipo do Relacionamento Extend 
 
 São casos de uso secundários de especialização: Plano de Saúde. Esse 
caos de uso é parecido com Pagar Conta, porém tem comportamento um 
pouco diferente, daí a necessidade em modela-lo. Toda vez que o 
pagamento for de um plano de saúde esse caso especializado será 
executado. O símbolo abaixo indica o relacionamento de especialização. 
o 
 
Figura 6: Esteriótipo do Relacionamento Generalizaçã/Especialização 
 
Cabe ressaltar que o nome Plano de Saúde para caso de uso não é muito 
adequado. Recomendamos que o nome inicie sempre o um Verbo no imperativo, 
denotando uma ação. No caso, o nome poderia ser “Pagar com Plano de Saúde”, por 
exemplo.