TIPOS DE PLANTA E SIMBOLOGIA

@projeto-arquitetonico UFRN
#plantas#SIMBOLOGIA

Pré-visualização

Planta baixa 

Corte longitudinal 

Corte transversal 

Fachada lateral direita 

Fachada Frontal 



Para que a representação do projeto de arquitetura seja completa precisamos de 

várias  que são chamadas de plantas, cortes e fachadas, são elas: 

PLANTA DE SITUAÇÃO   
 

Deve estar na primeira prancha do projeto.  
Apresenta a localização do terreno.  
Deve indicar a forma e as dimensões do 
terreno, os lotes e as quadras vizinhas, as 
ruas de acesso e sua orientação (NORTE). 



PLANTA DE LOCAÇÃO  
indica a posição da construção dentro do terreno. 
Esta planta não se limita a construção, ela deve 
mostrar os muros, os portões, árvores existentes, a 
calçada ou passeio, a rua e os acessos. 

PLANTA DE COBERTURA  
representa a cobertura da edificação, indicando 
principalmente o tipo de telhado, seu caimento 
e sua inclinação. 

Essas plantas podem ser representadas em um 
único desenho, geralmente desenhado nas 
escalas de 1:100 ou1:200.  
 
Quando há necessidade de maiores detalhes, 
pode-se usar a escala 1:50. 



 da  da edificação gerada pelo 

, localizado a, aproximadamente,  em referência.  

PLANO 

SECANTE 



A planta baixa apresenta, portanto, todas as divisões internas da edificação que 

se encontram abaixo do plano secante, assim como as esquadrias, bancadas, 

peças sanitárias, entre outros elementos. 

JANELAS 

PAREDES 

PISOS 

PORTAS 

DESNÍVEIS 



• Vedações (paredes) 
• Estrutura (pilares) 
• Aberturas (portas e janelas) 
• Circulação 
• Peças sanitárias 
• Projeções (beirais, caixas d’água etc) 
• Notações: 
 
• cotas 
 
• escala (preferir 1:50 / 1:100) 
 
• títulos e áreas dos compartimentos 
 
• hachuras do piso das áreas molhadas 
 
• equipamentos (fogão, geladeira, máq. lava- roupa) 
 
• indicação dos cortes 
 
•especificações de materiais 
 
• dimensões das aberturas e vãos (P1, P2...) 



Por que algumas linhas são grossas e outras mais finas ? 

Paredes  

0,6 mm 

Desníveis  

0,1 mm 

Portas 

0,3 mm 
(giro – 0.1mm) 

Cotas  

0,2 mm 
(linhas – 0.1mm) 

Mobília  

0,2 mm 

Janelas  

0,3 mm 
(peitoril – 0.2mm) 

Peças Sanit.  

0,2 mm 

OBS.: Para desenhos na escala de 1/50 



DETALHE DE 
BANHEIRO 



DETALHE DE COZINHA 





Portas normalmente têm  
0.03m de espessura,  
2.10m de altura e sua largura varia de acordo com o ambiente: 
 
Banheiros e despensa – 0.60m 
 
Dormitórios e escritórios – 0.70m 
 
Salas, cozinhas, áreas de serviço – 0.80m. 
 
Em alguns casos são utilizadas “bandeiras” que é um 
complemento fixo ou móvel sobre a porta. 







 
PORTA DE GIRO 
PORTA DE GIRO 
(EIXO CENTRAL) 





CÁLCULO DAS ÁREAS DE  JANELAS 
 
BANHEIRO :  
A ÁREA MÍNIMA INDICADA DE JANELA É DE 
1/6 DA ÁREA TOTAL DO AMBIENTE 
 
OUTROS AMBIENTES: 1/8 DA ÁREA TOTAL 
DO AMBIENTE 



COZINHA 

Fogão (4 BOCAS) Fogão (6 BOCAS) Geladeira 

Tanque Máq. De lavar 
Cuba 





SÍMBOLOS 

Orientação 

Cota de nível 

Chave de corte 



 São cotas altimétricas dos pisos, sempre em relação a 
uma determinada Referência de Nível pré-fixada pelo 
projetista e igual a zero 

 
 

Regras: 
• Indicar sempre em metros, na horizontal 
• Evitar repetição de níveis próximos em planta e não marcar 

sucessão de desníveis iguais (escada) 

NÍVEIS 



Em planta baixa, os pisos são apenas distintos em comuns ou impermeáveis 
 
• Os impermeáveis são representados apenas nas “áreas molhadas”, ou seja, 
áreas dotadas de equipamentos hidráulicos, sacadas, varandas, etc. 
 
• O tamanho do reticulado constitui uma simbologia, não tendo a ver 
necessariamente com o tamanho real das lajotas ou pisos cerâmicos. 

PISOS 



COTAS 

As cotas verticais 
devem acompanhar a 
linha de cota, como se 
o o observador 
estivesse à direita do 
desenho 
 

As oblíquas devem 
acompanhar as linhas de 
cotas e estas devem ser 
paralelas à face cotada 

Cotas horizontais 
devem ser paralelas à 
face cotada 



SEQÜÊNCIA BÁSICA PARA INICIAR O  DESENHO DA PLANTA BAIXA: 

1. Limpar a prancheta e a régua 

2. Fixar o papel ( com fita gomada nas diagonais) 

3. Diagramar:

4. Desenhar as paredes com traço fino (0.3 mm) 

5. Marcar a posição das portas e janelas 

6. Apagar o excesso de traços 

7. Desenhar as peças sanitárias, bancadas e mobiliário (se houver) 

8. Escrever os textos (nomes dos ambientes, áreas, cotas de nível, ident. das esquadrias) 

10.Desenhar hachuras nas áreas molhadas  

11.Colocar linhas de cotas e medidas 

12.Engrossar o traço das portas e janelas (0.5 mm) 

13.Engrossar os traços das paredes (0.7 mm) 

14.Colocar título do desenho e escala ( ABAIXO E À ESQUERDA DO DESENHO) 

15.Preencher Carimbo (projeto, assunto, escala, data, autor, endereço, turma, semestre etc.) 



A organização e limpeza do trabalho fazem parte da avaliação. 

As linhas tracejadas 

devem ser 

uniformes  (manter 

o mesmo 

espaçamento e 

tamanho entre os 

traços) 

Os textos e as cotas devem ser escritos de maneira 

legível com letras maiúsculas e medindo aprox. 3mm 

de altura em desenhos na escala de 1/50. 

Deve-se evitar, sempre que possível,  linhas de 

cotas nas áreas internas das plantas.  

 

Não se deve aproveitar linhas e hachuras 

existentes como linhas de cota. 

 

Iniciar o desenho da esquerda para direita e de cima para 

baixo. Isto evita o contato da mão com as áreas já 

desenhadas. 



DOBRAMENTO da folha formato A3 (42 x 29,7 cm) 

18,5 



INFORMAÇÕES DO PROJETO DO ALUNO: 

 

- UFRN- CT- Departamento de Engenharia 

Civil 

- Disciplina: Projeto Arquitetônico 

- Aluno:  

- Turma: XX 

- Período: 2013.2 

- Professor: Isaias Ribeiro 

-  Título: Projeto de residência unifamiliar 

- Descrição: Planta Baixa 

- Local: Endereço  

- Data: 

- Prancha: ( número identificador. Ex: 1/5) 

- Escala: 1: 50 

- Área total: XXX m2
André galdino fez um comentário
  • Muito bom
    • 0 aprovações
    Giulia Gottardello fez um comentário
  • Muito útil!!!
    • 0 aprovações
    Carregar mais