FILO CNIDARIA

@zoologia-dos-invertebrados-i UPE
#Zoologia dos Invertebrados#cnidaria#cnidarios

Pré-visualização

São os hidrozoários mais complexos e especializados. As colônias flutuantes 

com alto grau de polimorfismo desenvolvem-se por brotamento, se constituído 

de indivíduos polipóides e medusóide diferenciados. 

Medusóide função de locomoção e flutuação  

Polipóides função alimentação, defesa, captura de presa e reprodução. 

Morfologia Externa 

A forma medusóide é o pneumatóforo ou flutuador, semelhante a uma bexiga 

com uma crista superior que funciona como uma vela de embarcação. 

Os polipóides encontram-se agrupados nos cormídios que reúnem os 

gastrozoóides com boca e sem tentáculos (alimentação), os dactilozoóides, com 

largo tentáculo armado com baterias de nematocistos e sem boca (defesa e 



captura de presa) e os gonozoóides  ramificados, onde se formam os gonóforos 

masculinos e femininos (reprodução). 

 

 



 
 

Hidrocorais - corais-de-fogo  (Millepora alcicornis) 

São colônias ramificadas de hidrozoários com esqueleto (perissarco) de 

carbonato de cálcio. O nome popular advém da forte queimadura causada pelos 

seus nematocistos. Podem atingir mais de 1m de altura e largura, tem coloração 



castanho-amarelada (zooxantelas – algas simbiontes na gastroderme). Somente a 

camada superficial é viva (cenossarco).  

Morfologia Externa 

- esqueleto com inúmeros orifícios, que abrigam os pólipos. Orifícios maiores 

são os gastróporos abrigam os gastrozoóides e os menores e mais numerosos, 

os dactilóporos, abrigam os dactilozoóides. 

 



 



CLASSE SCYPHOZOA (água-viva ou mãe-d’água) 

Ordem Rhizostoneae 

Família Lychnochizidae 

Lichnorhiza lucerna 

 

 

Água-viva muito comum na costa oeste do Oceano Atlântico ela está 

distribuída desde o Caribe até o Sul do Brasil. 

 

 

 

 



 
Ordem Semeaostomeae 

Família Cyaneidae 

Cyanea capillata 
 

 
 

Espécie de água –viva gigante é o maior organismo do plâncton a umbrela mede 
3m e os tentáculos chegam a 49m, ela vive no Ártico e Atlântico Norte. 

 

-são medusas maiores do que as hidromedusas e com consistência gelatinosas. 

Existem umas 200 espécies descritas, são exclusivamente marinhas; 

-alternam as formas polipóides e medusóides em seu ciclo de vida. A medusa é 

a fase conspícua; 

-cifopólipos diminutos (cifístoma) são pouco conhecidos 

Morfologia Externa 

-a cifomedusa típica tem uma umbrela em forma de pires com margem 

recortada em lobos marginais. A umbrela divide-se na exumbrela  e subumbrela 

Tentáculos marginais com nematocistos (captura de alimento) podem estar 

presentes ou ausentes. Algumas espécies podem causar acidentes com humanos: 



 “O veneno é uma mistura de vários polipeptídeos, produzindo ações tóxicas e 

enzimáticas na pele humana 7;  contém fosfolipases A e B, enzimas proteolíticas 

e lipídios neutrosdiversas toxinas na vítima, podendo causar problemas 

neurológicos, cardiológicos e cutâneos . Além disso, a ação do veneno pode 

causar efeitos tóxicos e alérgicos, e até mesmo a morte. Outros sintomas são 

manifestações locais de placas e pápulas urticariformes lineares, bolhas e 

necrose, além de diversas manifestações sistêmicas que evoluem em casos de 

grande gravidade, como cefaléia, mal-estar, náusea, vômito, espasmos 

musculares, febre, palidez, arritmias cardíacas, choque, desconforto respiratório 

que pode evoluir para edema pulmonar e insuficiência vasomotora e respiratória. 

”(Neves; Amaral; Steiner, 2007) 

-não possuem véu; 

-estruturas sensoriais agrupam-se na margem umbrelar (ropálios) que contem 

um estatocisto; 

-no centro da subumbrela há o manúbrio com a boca, rodeada por quatro 

braços orais (prolongamentos do manúbrio) que contêm muitos nematocistos e 

são utilizados na captura de alimento 

Morfologia Interna 

-sistema gastrovascular consiste de um estômago central e amplo e uma região 

periférica dividida em bolsas gástricas ou canais radiais; 

-no interior do estão as gônodas e os filamentos gástricos; 

-a pulsação da umbrela é efetuada pelas fibras estriadas da epiderme 

subumbrelar dispostas em circunferências formando a musculatura circular e 

os músculos radiais; 



-o sistema nervoso consiste de duas redes epidérmicas que interagem com 

gânglios junto dos ropálios. Uma rede motora com fibras grandes conduzem os 

estímulos dos gânglios às fibras estriadas (musculatura). A rede difusa é 

sensorial e  se distribui por toda a umbrela, tentáculos e manúbrio, conduzindo 

estímulos até os gânglios. 

 



 
 

 

 



CLASSE CUBOZOA (cubomedusas ou vespas-do-mar) 

Ordem Cubomedusea 

Família Carybdeidae 

Tamoya halonema 

 

Tripedalia cystophora 

 



Ordem Chirodropida 

Família Chirodropidae 

Chiropsalmus quadrimanus 

 

 

-apenas 16 espécies em mares tropicais e subtropicais. Os cubopólipos das 

espécies com ciclos de vida conhecidos habitam estuários e manguezais; 

-a cubomedusa mais perigosa aos seres humanos é encontrada na Austrália. No 

Brasil apenas um registro em 1997 em São Sebastião; 

-as sinapomorfias da classe são: forma  cubóide da medusa, presença de 

velário (dobra da subumbrela, semelhante ao véu da hidromesas, mas 

posicionado mais internamente e apresenta canais gastrovasculares); 

Morfologia Externa 



-medusa é cubóide, com face aboral e arestas levemente arredondada; 

-no lado interno da margem umbrelar, observa-se o velário com canais do 

sistema gastrovascular conectados com as bolsas gástricas; 

-quatro ropálios com estatocisto, um par de ocelos simples ou olhos 

complexos (cristalino, córnea e retina); 

-quatro pedálios (expansões de mesogléia rígida próximos à margem umbrelar); 

-em cada pedálio insere-se um ou vários tentáculos com anéis de nematocistos; 

-o manúbrio no centro da cavidade subumbrelar não se estende em braços orais. 

Também existem quatro pares de projeções cônicas mesogleais de função 

desconhecida. 

Morfologia Interna 

-a boca na extremidade do manúbrio contornada por quatro lábios triangulares; 

-O estômago abre-se em quatro bolsas gátricas, separadas por septos onde se 

inserem as gônadas; 

-no interior do pedálio existe um canal gastrovascular que se ramifica para 

cada lobo e tentáculos; 

-o sistema nervoso é bem definido, com um anel nervoso marginal, nervos 

radiais  e um plexo subumbrelar com oito gânglios (provável centro nervoso). 

 



 
 

 

CLASSE ANTHOZOA (anêmonas-do-mar, gorgônias, corais pétreos e 

renila) 

-aproximadamente 6.500 espécies marinhas sésseis; é a maior classe de Cnidaria; 

-exclusivamente polipóide; as anêmonas são solitárias, porém nos Anthozoa 

predominam as formas coloniais e fixas; 

-pólipos de Anthozoa diferem dos pólipos de outras classes de Cnidaria em 

várias características: 

a superfície oral expande-se em um disco oral, com boca oval ou em forma de 

fenda no centro, e tentáculos periféricos ocos; 

a boca conduz a uma faringe em forma de tubo. Em um ou dois ângulos da boca 

e da faringe, forma-se um sulco densamente ciliado o sifonóglifo, que direciona 

a corrente de água para a cavidade gastrovascular; 

-são carnívoros, mas muitos são suspensívoros; 



-a epiderme contém células secretoras de muco usado na alimentação, limpeza 

e proteção contra dessecação; 

-a cavidade gastrovascular é dividida em câmaras radiais por septos ou 

mesentérios longitudinais (dobras da gastroderme e mesogléia da face interna 

da parede do corpo), no sentido oral aboral; 

-há mensentérios completos  ou perfeitos (se unem à faringe)  e outros 

incompletos ou imperfeitos; 

-cada câmara radial  prolonga-se  em um tentáculo do disco oral e a cavidade 

gastrovascular; 

-a disposição, número e tipo  dos mesentérios e, consequentemente dos 

tentáculos, são as principais características