A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Avaliação final osm

Pré-visualização | Página 1 de 2

���TRABALHO�FINAL ��CURSO���DISCIPLINA�Organização Sistemas e Métodos��PROFESSOR���PERÍODO��TURMA��ETAPA� �VALOR���NOME DO ALUNO: ��ASSINATURA:�DATA�NOTA���
�26.08.2013����
Instruções Para o Aluno: 
ESTE TRABALHO DEVE SER RESPONDIDO INDIVIDUALMENTE, IMPRESSO E ENTREGUE AO PROFESSOR DA DISCIPLINA PESSOALMENTE OU DEIXADO EM SEU ESCANINHO NO DAE - DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO E ECONOMIA, ATE 28.08.2013. NÃO SERÁ ACEITA ENTREGA APÓS ESSA DATA. CABERÁ AO PROFESSOR A ATRIBUIÇÃO DA NOTA A PARTIR DA AVALIAÇÃO INDIVIDUAL DAS RESPOSTAS OFERECIDAS POR CADA ALUNO, TENDO COMO REFERENCIA OS TEXTOS ESTUDADOS. CADA ALUNO DEVE EXPRESSAR INDIVIDUALMENTE SUA POSIÇÃO SOBRE OS TEMAS QUESTIONADOS. CADA ALUNO DEVE LER OS TEXTOS INDICADOS E RESPONDER OS QUESTIONAMENTOS AS SEGUIR. UTILIZE OS ESPAÇOS INDICADOS PARA RESPOSTA. 
BOA SORTE E MUITO SUCESSO!!! PROF. ANDRÉ MOREIRA
	Explique o que é Arquitetura Organizacional e como você percebe sua importância para os estudos do seu curso de gradução.
	
 A arquitetura organizacional é o conjunto de politicas gerenciais, definindo os valores, as missões, as metas e objetivos a serem alcançados. Ela deve possuir uma forma que acompanhe a função da empresa, definindo o relacionamento com os clientes e com os fornecedores em seus aspectos internos e externos. O formato da estrutura organizacional de cada empresa é “único” já que cada uma se encontra em uma situação, assim imitar ou copiar a estrutura eficiente de uma empresa não é recomendado, já que o que da certo pra uma pode não dar para outra. A arquitetura organizacional molda a empresa e determina de que forma ela se relaciona com o mercado, entretanto é necessário ressaltar que o fator humano é de extrema importância ao contribuir diretamente para que esta mudança obtenha êxito. 
 Uma estrutura organizacional bem elaborada proporciona a empresa: identificar as tarefas para alcançar objetivos estabelecidos; maior organização de funções e responsabilidades; informação e possibilidade de feedback aos executivos e funcionários; melhores condições para alcançar os objetivos.
 O modelo estrela é um interessante desenho organizacional, ele foi proposto por GALBRAITH (1995), ele utiliza cinco categorias de elementos, são eles: a estratégia(é onde se estabelece os critérios para o desenho da organização, definindo os valores, as missões, as metas e objetivos a serem alcançados), a estrutura (as autoridades na organização e a localização do poder são analisadas e definidas, levando em conta a especialização, quantidade de pessoas, a distribuição do poder e a departamentalização), as pessoas(que consiste num conjunto de políticas que definem o tratamento de recursos humanos, abordando toda a parte de gestão de pessoas, com a finalidade de reunir e/ou construir o talento necessário para suprir as necessidades da estratégia e da estrutura
), as recompensas(alinham os interesses da organização com o dos empregados e vice-versa.) e os processos(determinam o fluxo de informações, de recursos e do trabalho).
 Como engenheira, é importante conhecer sobre arquitetura organizacional, pois isso facilita a interpretação de dados sobre a empresa, como é o relacionamento dela com os colaboradores, fornecedores e clientes, saber qual a melhor maneira de criar e implementar projetos e esse conhecimento também me proporciona maior envolvimento. 
	Qual o significado do vídeo A CORPORAÇÃO para a análise das empresas atuais e como ele pode ser referenciado na análise feita por você, em seu trabalho
	 A Corporação é um documentário que analisa a fundo o poder das grandes empresas, das grandes corporações. O filme fala desde o nascimento desse tipo de negócio até o predomínio de suas atividades no mundo atual, refletindo desde a Revolução Industrial até as vitórias legislativas que permitiram que empresas e cientistas chegassem a patentear boa parte da vida natural o documentário também fala da falta de ética existente na maioria das corporações. Muitos opinam que as empresas querem dominar o mundo e que a falha do capitalismo é a falha da cobiça. Uma das qualidades deste documentário é apresentar parte da lógica das corporações. O filme apresenta informações que reforçam a necessidade de repensarmos determinadas fórmulas e até quanto o “desenvolvimento” trazido pelas grandes corporações não é mais daninho, no conjunto de seus efeitos, do que benéfico. O importante é termos acesso a estas e outras informações e ficarmos atentos. Além disso, atuarmos. Afinal, as grandes corporações só são poderosas porque contribuímos, direta ou indiretamente, para que elas sejam assim.
 Ao realizar o trabalho a corporação escolhida foi a NESTLÉ , esta se mostra fora dos padrões da empresas que o documentário mostra, já que conseguimos destacar vários programas criados por ela, que ajudam a comunidade, mas ao descrever esse comportamento nos deparamos com uma critica do documentário: as empresas que desenvolvem ações sociais, não o fazem necessariamente por serem “boazinhas” e terem a vocação para ajudar as pessoas. Elas o fazem por vários motivos, dentre eles: isenção de impostos com projetos sociais, por haver demanda do mercado e das pessoas que muitas vezes optam por consumir produtos e serviços de empresas politicamente corretas, ou seja, dentro do contexto da responsabilidade social empresarial. Além das preocupações que são encontradas em seu código ético, em relação à cultura do local escolhido para a fundação de fábricas, o bom tratamento dos colaboradores além de preocupações com bem estar, entre outros.
Continua...
	Considerando que: 
As pessoas constituem importante elemento do modelo organizacional de Jay Galbraith. Para desenvolver as pessoas, modificar a cultura, aprimorar os processos, fomentar inovação, melhorar a informação e os dispositivos administrativos, financeiros e de relacionamento com clientes, é preciso estar em constante aprendizagem, tanto individual quanto organizacional. Inúmeros outros modelos de aprendizagem organizacional e individual encontram-se em Starkey (1997), Senge (1999) e Meister (1999). Porém, Nonaka e Takeuchi (1997) relacionam a criação do conhecimento com a inovação contínua e a vantagem competitiva, onde o processo de aprendizagem organizacional é realizado no decorrer do processo de geração do conhecimento, “girando” uma espiral de conhecimento. Eles afirmam que as empresas japonesas são peritas em fomentar a inovação de forma contínua, incremental e em espiral e que a chave disso é a criação do conhecimento organizacional, que é entendido como a capacidade de uma empresa de criar novo conhecimento, difundi-lo na organização como um todo e incorporá-lo a produtos, serviços e sistemas. Segundo eles, tal criação gera a inovação contínua que proporciona a vantagem competitiva.
Exponha a sua avaliação individual (não a do grupo) sobre a importância do papel das pessoas para a boa definição de uma Arquitetura Organizacional e para o funcionamento adequado das organizações e exemplifique isso na organização em que você realizou o seu trabalho com base no texto acima. 
	Toda organização é um reflexo das pessoas responsáveis pela elaboração e execução de suas tarefas. Além disso, a forma de como essas tarefas são realizadas e interligadas são fundamentais para a boa definição de uma Arquitetura Organizacional e, consequentemente, para a empresa estar sempre em vantagem no seu mercado de atuação.
Na organização em que foi realizado o trabalho do meu grupo, a questão de inovação e capacitação de pessoal é bem explorada pela empresa, já que esta consiste justamente em uma das principais formas de crescimento e melhoramento empresarial. Conforme dito no trabalho, essa parte de gestão de pessoas da empresa é muito bem estruturada, tornando o ambiente de trabalho organizado e de boa qualidade. Tal fator se dá principalmente pela presença de um