A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
89 pág.
Tecnologia de Solda

Pré-visualização | Página 1 de 12

SENAI-PE 
 
 2 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Tecnologia de Solda 
Processo Eletrodo Revestido 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SENAI-PE 
 
 3 
Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco 
Presidente 
Jorge Wicks Côrte Real 
 
 
Departamento Regional do SENAI de Pernambuco 
Diretor Regional 
Antônio Carlos Maranhão de Aguiar 
 
 
Diretor Técnico 
Uaci Edvaldo Matias 
 
 
Diretor Administrativo e Financeiro 
Heinz Dieter Loges 
 
 
 
Ficha Catalográfica 
 
621.791.05 
S474t 
SENAI. DR. PE. Tecnologia de Solda – Processo Eletrodo 
Revestido. Recife, SENAI.PE/DITEC/DET, 1998. 
 
 1. SOLDA – ELETRODO REVESTIDO 
 2. MATERIAL DIDÁTICO - SOLDA 
 I. Título 
 
 
 
Direitos autorais de propriedade exclusiva do SENAI. Proibida a reprodução parcial ou total, fora 
do Sistema, sem a expressa autorização do seu Departamento Regional. 
 
 
 
 
 
 
 
 
SENAI - Departamento Regional de Pernambuco 
Rua Frei Cassimiro, 88 - Santo Amaro 
50l00-260 - Recife - PE 
Tel.: (081) 3416-9300 
Fax: (081) 3222-3837 
 
 
 
 
 
 
 
 
SENAI-PE 
 
 4 
SUMÁRIO
 
 
 
 
 
Noções de Eletricidade Aplicada a Soldagem 05 
Segurança e Equipamentod e Proteção Individual (EPI) 14 
Equipamentos e Ferramentas 23 
Máquinas para Soldagem 29 
Variáveis que influenciam nas Soldagens 36 
Fatores a serem considerados para uma Boa Soldagem 40 
Posições de Soldagem 46 
Juntas 52 
Eletrodos para Soldagem Manual a Arco 60 
Noções de Metalurgia 81 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SENAI-PE 
 
 5 
NOÇÕES DE ELETRICIDADE APLICADA A SOLDAGEM 
 
 
 
 
Corrente Elétrica 
 
Chamamos de corrente elétrica ao movimento ordenado de cargas elétricas 
através de um corpo. 
 
 
Tipos de Corrente Elétrica 
 
Corrente Contínua ( ==== ) 
 
É aquela que circula sempre no mesmo sentido. A fonte fornecedora de 
corrente (figuras abaixo) mantém constante sua polaridade, ou seja: 
a) o borne negativo sempre será negativo; 
b) o borne positivo sempre será positivo. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Gerador de solda 
 
SENAI-PE 
 
 6 
Corrente Alternada ( ≈≈≈≈ ) 
 
É aquela que passa através de um corpo 
sofrendo inversão de sentido em intervalos 
regulares de tempo, caminhando primeiro num 
sentido e depois no outro. Cada borne, ora será 
negativo, ora será positivo. 
 
 
 
 
Vemos nas figuras abaixo, o sentido da corrente em um transformador. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Intensidade da Corrente Elétrica 
 
A corrente elétrica, seja ela alternada ou contínua pode ter sua intensidade 
medida. Para medir a intensidade da corrente usa-se a unidade de medida 
chamada ampère, que é representada pela letra A. 
 
Portanto, é correto dizer que num determinado instante a intensidade da 
corrente circulante pelo eletrodo é de 200 A. 
 
Tensão Elétrica 
 
Já foi visto que corrente elétrica é um 
movimento ordenado de cargas elétricas 
através de um corpo. Estas cargas 
porém, não se movem sem que haja uma 
força atuando sobre elas, fazendo-as 
circular. 
 
 
 
 
 
 
SENAI-PE 
 
 7 
 
 
Ligações soltas 
A essa força atuante dá-se o nome de tensão elétrica. 
Portanto, tensão elétrica é a força que movimenta as cargas elétricas através 
de um corpo e que tem como unidade de medida o volt., que é representado 
pela letra V. 
 
 
Resistência Elétrica 
 
É a dificuldade que um corpo oferece à passagem da corrente elétrica e sua 
unidade de medida é o ohm, que é representado pela letra grega Ω. 
 
A corrente elétrica ao atravessar um corpo encontra dificuldade e gera calor. 
Este calor pode ser desejável, como no caso do chuveiro elétrico, ou 
indesejável como no caso de um mau contato numa conexão elétrica. 
 
Na soldagem elétrica devemos evitar o aquecimento indesejável em: 
• mau contato entre o grampo terra e massa. 
 
 
 
 
 
 
 
• mau contato entre o cabo elétrico e o porta-eletrodo. 
 
 
 
 
 
 
• mau contato entre os terminais do cabo 
 elétrico e os bornes da máquina. 
 
 
 
 
 
• seccionamento parcial dos cabos elétricos. 
 
 
 
 
 
Porta eletrodo danificado ou com mau contato no cabo 
 
 
Cabo danificado 
SENAI-PE 
 
 8 
• grampo terra danificado. 
 
 
 
 
 
 
Observação: 
Ao fazer uma conexão elétrica deve-se tomar o cuidado de fazê-la 
corretamente para que não ocorra mau contato e a conseqüente perda de 
energia elétrica em geração de aquecimento indesejável. 
 
 
Materiais Condutores 
 
São corpos que permitem a passagem da corrente elétrica com relativa 
facilidade. 
 
Materiais Isolantes 
 
São corpos que, dentro de uma determinada faixa de tensão, não permitem a 
passagem da corrente elétrica (fig. abaixo). Os mais usados são a borracha, a 
mica, a porcelana e a baquelita. 
 
 
 
 
 
 
Arco Elétrico 
 
É a passagem da corrente elétrica de um polo (peça) para o outro (eletrodo), 
desde que seja mantido entre eles um afastamento conveniente. Esse 
afastamento é chamado de comprimento do arco. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Grampo terra danificado 
 
 
Diâmetro do núcleo = afastamento 
SENAI-PE 
 
 9 
Observação: 
O comprimento do arco deve ter aproximadamente o diâmetro do núcleo do 
eletrodo. 
 
O arco elétrico produz calor intenso que funde a ponta do eletrodo e parte da 
peça tocada por este, formando a solda. 
 
 
 
 
 
 
 
Observação: 
Além do seu papel de fonte de calor, o arco elétrico ainda conduz as gotas de 
metal, depositando-as de encontro à peça, o que permite executar soldas 
sobre cabeça. 
 
 
 
 
 
 
 
Obtenção da Corrente Elétrica na Soldagem 
 
Nas soldagens, a corrente elétrica pode ser obtida por meio de: 
 
- máquina de solda geradora. 
 
 
 
 
 
 
- máquina de solda transformadora. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SENAI-PE 
 
 10 
 - máquina de solda retificadora. 
 
 
 
 
 
 
Efeito da Tensão Elétrica na Soldagem 
 
A tensão faz com que a corrente elétrica prossiga circulando, mesmo depois 
que o eletrodo é afastado da peça, fazendo com que o arco elétrico se 
mantenha. O arco produz alta temperatura, fundindo o material do eletrodo e 
da peça, formando a solda. 
 
 
 
 
 
 
Sentido de Circulação da Corrente Elétrica 
 
A corrente sempre circula do polo negativo (-) para o polo positivo (+). 
 
 
Polaridades 
 
No processo de soldagem, quando a máquina de solda está operando, a 
corrente elétrica sai pelo borne A; desloca-se pelo cabo até a peça que está 
sendo soldada, provoca a fusão do material da peça com o material do 
eletrodo através do arco elétrico; passa pelo eletrodo e retorna ao borne B 
através do cabo; entra novamente na máquina e, pelo circuito interno, torna a 
sair pelo borne A . 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SENAI-PE 
 
 11 
Sopro Magnético 
 
Nas soldagens, quando trabalhamos com altas amperagens em corrente 
contínua, ocorre o efeito chamado de sopro magnético. 
Este