A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
87 pág.
relação solo-planta - 17- 22-08-13

Pré-visualização | Página 1 de 3

Relação solo-planta 
 
 
 
 
Prof. Marcelo Barcelo Gomes 
 
 
Nova Xavantina-MT, 17/08/13 
1 
Universidade do Estado de Mato Grosso 
Campus Universitário de Nova Xavantina 
Departamento de Agronomia 
 Química e Fertilidade do Solo 
 
 
 
 
 
2 
Relação solo-planta 
. 
. . . 
H 
H 
H 
H Ca 
Mg 
Mg 
H 
Al H 
Argila 
- - 
- - - - 
- 
- - 
Material de origem 
Colóide do solo 
Solução do solo 
Absorção pelas raízes 
Relação solo-planta 
 
 
 
 
4 
Relação solo-planta 
5 
Relação solo-planta 
SOLO 
Sólida 
Componente 
mineral 
Areia 
Silte 
Argila 
Matéria 
orgânica 
Não 
humificada 
Humus 
Poros 
Macroporos 
Microporos 
6 
Relação solo-planta 
Limites de tamanho definem as partículas como pertencentes 
a diferentes frações 
7 
Relação solo-planta 
Textura: representa a distribuição quantitativa das partículas 
do solo; 
 
 É uma característica mais estável; 
 
 Grande importância: 
 
 Fertilidade do solo 
 
 Descrição, identificação e classificação 
 
 Relações entre as características químicas e biológicas 
8 
Relação solo-planta 
 Fração Areia: 
 
• Solta 
• Não plástica 
• Não pegajosa 
• Não higroscópica 
• Pequena 
superfície 
específica 
• Poros grandes 
• CTC ausente 
 Fração Silte: 
 
• Sedosa ao tato 
• Ligeira coesão 
• Poros 
intermediários 
• CTC baixa 
 Fração Argila: 
 
• Plástica e 
pegajosa 
• Muito coesa 
• Alta 
higroscopicidade 
• Elevada 
superfície 
específica 
• Microporos 
• Contração e 
expansão 
• Agregados 
 
 
 
 
9 
Relação solo-planta 
 Portanto, o solo pode ser considerado como um sistema 
disperso; 
 
 Uma vez que é constituído por mais de uma fase, estando a 
fase sólida em estado de acentuada subdivisão: 
 
 
 
 
 
Sistema coloidal 
 
 
 
 
10 
Relação solo-planta 
 Os colóides do solo são compostos principalmente 
pelas argilas do solo e pela fração mais reativa da matéria 
orgânica (ácidos húmicos e fúlvicos). 
 
 
 
 
11 
Relação solo-planta 
Nesse sistema, ocorrem reações químicas, físico-
químicas e microbianas da maior importância da 
para a vida das plantas. 
 
 
 
 
 
12 
Relação solo-planta 
 As partículas do sistema coloidal apresentam as seguintes 
propriedades: 
 
a) GRANDE SUPERFÍCIE ESPECÍFICA 
 
• É definida como sendo a razão entre a área de superfície 
total das partículas do solo por unidade de massa ou 
volume destas partículas. 
 
 
 
 
13 
Relação solo-planta 
• A área superficial específica (ASE) de uma massa de 
partículas aumenta proporcionalmente com a 
diminuição do diâmetro dela. 
 
 
 
 
14 
Relação solo-planta 
• Cubo maior cada lado possui 25 cm² de área 
superficial (5 x 5 cm); 
 
• Cubo tem 6 lados: área superficial total de 150 cm² 
(6 lados x 25 cm²) 
 
 
 
 
15 
Relação solo-planta 
• Sendo este cubo dividido em cubos menores, de modo que 
cada um tenha 1 cm de lado: 
 
• Teremos 125 cubos (5 x 5 x 5) 
 
• Cada lado do cubo pequeno terá 1 cm² de área superficial; 
 
• Cubo tem 6 lados: área superficial será de 6 cm² (6 lados x 1 
cm²) 
 
 
 
 
16 
Relação solo-planta 
• Área de superfície total será de 750 cm² (125 cubos x 6 cm²) 
ASE = 750 cm² ASE = 150 cm² 
5 vezes maior a 
ASE 
 
 
 
 
17 
Relação solo-planta 
 Quanto maior a ASE, maior será a reatividade das 
partículas de solo devido à sua maior área de contato 
com a fase líquida do solo. 
 
SOLOS ARENOSOS 
 
• Área de superfície 
pequena; 
 
• Grandes espaços ou 
canais entre as partículas; 
 
• Água tende a drenar dos 
espaços. 
SOLOS ARGILOSOS 
 
• Área de superfície maior; 
 
• Pequenos espaços ou 
canais entre as partículas; 
 
• Água é retida mais 
firmemente. 
 
 
 
 
18 
 
 
 
 
19 
 
 
 
 
20 
 
 
 
 
21 
 
 
 
 
22 
 
 
 
 
23 
 
 
 
 
24 
Relação solo-planta 
 Variações: 
 
• Textura; 
 
• Tipos de minerais de argila; 
 
• Teor de matéria orgânica. 
ASE: 8 m²g-1 5,5% argila 
ASE: 63,8 m²g-1 42,4% argila 
CTC, retenção de água e 
nutrientes, expansão e 
contração e propriedades 
mecânicas do solo: 
resistência e plasticidade 
Caulinita: 10 a 30 m²g-1 
Óxidos de Fe: 100 a 400 m²g-1 
 Montmorilonita: 700 a 800 m²g-1 
Alto grau de subdivisão = solo com > teor de MO deverá ter 
maior superfície específica 
 
 
 
 
25 
Relação solo-planta 
b) CARGAS ELÉTRICAS 
 
 As partículas coloidais do solo, as argilas de modo geral, 
são eletronegativas; 
 
 Essas cargas elétricas proporcionam a adsorção de íons de 
cargas opostas, retendo-os no solo 
 
 
 
 
26 
 
 
 
 
27 
 
 
 
 
28 
Relação solo-planta 
c) CINÉTICA 
 
• Movimento Browniano: 
movimento brusco, irregular e em zigue-zague de partículas 
individuais no meio de dispersão; 
 
• Movimento de Difusão: 
consequência da migração de partículas de uma região de 
maior concentração para outra de menor concentração; 
 
• Movimento causado pela Força Gravitacional: 
responsável pela sedimentação de partículas 
 
 
 
 
 
29 
Relação solo-planta 
 MINERALOGIA DA FRAÇÃO ARGILA 
 
• ARGILAS SILICATADAS: 
 
 São os constituintes mais comuns em solos temperados; 
 
 São constituídas de duas unidades estruturais básicas: 
 
 
 
 
 
Tetraedro de sílica 
 
 
 
 
30 
Relação solo-planta 
Octaedro de alumina 
 Dentre as argilas silicatadas, destacam-se os principais 
grupos: caulinita, montmorilonita, ilita e outros 
 
 
 
 
31 
Relação solo-planta 
a) Caulinita 
 
• Grupo das argilas do tipo 1:1 
 
 
Estas ligações 
não permitem a 
expansão da 
argila 
 
 
 
 
32 
Relação solo-planta 
a) Montmorilonita 
 
• Grupo das argilas do tipo 2:1 
 
 
Estas ligações 
permitem a 
expansão e 
contração da 
argila 
 
 
 
 
33 
Relação solo-planta 
 
 
 
 
34 
Relação solo-planta 
 Como toda a sua superfície apresenta cargas negativas, 
esse colóide revela elevada capacidade de adsorção de 
cátions. 
 
c) Ilita 
 
 Também apresenta organização estrutural 2:1; 
 
 Apresenta íons de K, fortemente retidos entre as duas 
unidades; 
 
 Comuns em solos originários de rochas graníticas. 
 
 
 
 
 
35 
Relação solo-planta 
• ARGILAS NÃO SILICATADAS: 
 
 Este tipo material coloidal, predomina, frequentemente, 
em solos tropicais, misturados com argilas silicatadas 
(caulinita); 
 
 São: óxidos de Fe e Al; 
 
 A gibbsita e goethita são os óxidos hidratados de Al e de Fe 
de maior predominância na fração argila; 
 
 São os principais responsáveis pela adsorção aniônica: 
fosfatos. 
 
 
 
 
36 
Relação solo-planta 
 Goethita: é a mais freqüente forma 
de óxidos de ferro nos solos brasileiros. 
Ela ocorre em quase todos os tipos de 
solos e condições climáticas e é 
reponsável pelas cores amarelas e 
bruno-amareladas tão espalhadas em 
solos brasileiros. Juntamente com a 
hematita ela se faz presente em quase 
todos os solos das regiões tropicais e 
subtropicais mostrando uma estabilidade 
termodinâmica semelhante. 
 
 
 
 
 
37 
Relação solo-planta 
37 
 Gibbsita: 
dioctaédrica