A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Redação e edição

Pré-visualização | Página 1 de 1

REDAÇÃO JORNALÍSTICA III
REDAÇÃO JORNALÍSTICA III
PROFESSORA DANIELLA BRITO
REDAÇÃO JORNALÍSTICA III
Edição:
Case: Cobertura do assalto ao ônibus 174, Rio de Janeiro, 12 de junho de 2000.
 O assaltante Sandro do Nascimento manteve 11 reféns. 
 Dois mortos, o próprio assaltante e uma refém, a professora Geisa Gonçalves.
REDAÇÃO JORNALÍSTICA III
Planejamento O Globo:
Capa
O ponto de vista dos reféns (durante o assalto).
O ponto de vista dos reféns (antes do assalto e passo a passo visual).
Os erros policiais.
A repercussão (fontes oficiais e poder público).
A repercussão (população e sociedade civil).
Fonte: JUNIOR, Luis Costa Pereira. Guia para a edição jornalística. Petrópolis, 
Rio de Janeiro: Vozes 2006.
REDAÇÃO JORNALÍSTICA III
Importância do relato do fato sob vários pontos de vista.
Imprevisibildade do fato – tentativa de controle do tempo e do espaço.
Gaye Tuchman – três estratégias:
Territorialidade geográfica.
Especialização temática(editorias, seções, cadernos).
Especialização organizacional(sucursais, correspondentes). 
REDAÇÃO JORNALÍSTICA III
Tempo e Espaço. Procedimentos editoriais:
Rotinização de atividades (newsmaking).
Cobertura de rotina.
Cobertura de fatos inesperados.
Demandas para o editor na cobertura de rotina:
Edição do dia – Conhecimento das notícias do dia. A escolha do melhor ângulo, importância do que está sendo destacado.
Edição do dia seguinte – o que já está pautado para as próximas edições? Infraestrutura para novas coberturas. 
REDAÇÃO JORNALÍSTICA III
O editor e a cobertura do inesperado:
Planejamento e gerenciamento.
Resposta imediata. Agenda interna.Identificar fontes e dotar equipe de infraestrutura, apoio operacional, logística.
Editor – planejamento, horizonte da cobertura e ponto de vista.
Análise das consequências da abordagem jornalística sobre o real.