A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Roteiro_Estudo_UndIII_2011 - 3

Pré-visualização | Página 2 de 3

proteoglicanos, elastina e glicosaminoglicanas. 
 
18) Onde se localiza a lâmina basal? Que função desempenha? 
R: Pode ser localizada entre as células epiteliais e o tecido conjuntivo adjacente, ao redor das células e vasos 
sanguíneos e linfáticos. Tem função estrutural; barreira seletiva; regeneração tecidual; determina a 
polaridade das células; influencia no metabolismo celular; induz a diferenciação celular; atua como 
‘estradas’ específicas para a migração celular e organiza as proteínas nas membranas plasmáticas 
adjacentes. 
Função: Fornecer suporte mecânico as células aderidas, servem como um substrato para a migração 
celular e atuam como uma barreira à passagem de moléculas. 
 
19) Que é integrina? Qual a sua função? 
R: É uma proteína transmembrana, com uma extremidade externa que se prende a componentes da matriz; 
Pertence a uma família de receptores, localizados na membrana plasmática, que se ligam a vários 
componentes da matriz, entre os quais o colágeno e a laminina. 
Função: Adesão de células ao seu substrato e transmissão de sinais do meio externo ao interno da célula, 
um fenômeno conhecido como sinalização “de fora para dentro”. 
 
20) Qual a constituição do gel hidratado da matriz extracelular? Qual a sua importância? 
R: As glicosaminoglicanas e proteoglicanas formam um gel na matriz, no qual estão imersos os outros 
componentes. É importante no desenvolvimento embrionário, regeneração dos tecidos, cicatrização e 
interação com o colágeno. 
 
F - COMUNICAÇÃO CELULAR 
 
21) Quais são os mecanismos básicos utilizados na comunicação entre células? Caracterize-os. 
R: A célula comunica-se de três formas: *Comunicação parácrina: Sinais liberados para células-alvo. Quando 
ela envia os sinais químicos para ela mesma denomina-se sinalização autócrina.*Comunicação sináptica: 
Secreção de neurotransmissores.*Comunicação endócrina: Secreção de hormônios. 
 
22) Como ocorre a sinalização química entre células? 
R: Esta sinalização pode ser feita através de quatro tipos de substâncias: *Aminas: ex: epinefrina ou 
adrenalina; *Peptideos: ex: angiotensina II, insulina, hormônio da paratireóide; *Esteróides: ex: aldosterona, 
estrógenos, ácido retinóico; *Pequenas moléculas: ex: aminoácidos, nucleotídeos, íons, gases (NO). 
 
23) Como funciona o processo de sinalização feito pela insulina nas células musculares? 
R: Com o aumento da concentração de glicose no sangue,estimula as células B do pâncreas endócrino a 
secretarem insulina, ela em pouco tempo se distribui pelo corpo, estimulando a captação de glicose, células 
musculares, fazendo cair para níveis normais a concentração de glicose no sangue. 
 
24) Qual a principal diferença no modo de atuação existente entre hormônios hidrossolúveis e lipossolúveis. Dê 
exemplos. 
R: A principal diferença é o tempo de permanência no sangue e nos tecidos. Os hidrossolúveis são eliminados 
pouco tempo após serem secretados, e os lipossolúveis ficam no plasma sanguíneo durante horas. 
*Hidrossolúveis:forma rápida (adrenalina); *Lipossolúveis:forma lenta (ciclo menstrual, progesterona) 
 
G - DIFERENCIAÇÃO CELULAR 
 
25) Compare o zigoto e o neurônio quanto à potencialidade e à especificidade. 
R: O zigoto é uma célula 100% potencial, pois é 0% diferenciada, já o neurônio é uma célula sem potencial, 
pois é 100% diferenciada e tais exemplos são os extremos da potencialidade e da especificidade. 
 
26) Quais mecanismos moleculares, envolvendo DNA e RNA, são responsáveis pelo processo de 
diferenciação celular? 
R: O s mecanismos moleculares são: o Transcricional que é exercido no DNA , regulando a intensidade da 
transcrição da maioria dos genes, determinando portanto, a atividade gênica e o Pós-Transcricional que 
agem entre a transcrição de mRNA e a tradução. 
 
27) Que tipos de fatores controlam os processos de diferenciação celular? Exemplifique. 
R: Fatores Intrínsecos: requerem intensa comunicação entre célula-célula, pois esses fatores se encontram nas 
próprias células em diferenciação. Fatores Extrínsecos: requerem intensa comunicação entre célula-
ambiente, pois esses resultam de sinais provenientes de outras células, da matriz extracelular do organismo 
em diferenciação (os fatores locais) ou de agentes provenientes do meio ambiente (fatores ambientais). Os 
fatores locais resultam da ação de células que agem enviando, por meio de moléculas os sinais. Os fatores 
ambientais podem ser origem física (raio-x, radioatividade e temperatura), química (medicamentos, drogas e 
substâncias poluentes) e biológica (infecções virais). 
 
28) Compare as células-tronco da medula óssea vermelha e as do embrião, quanto às suas potencialidades. 
R: As células-tronco da medula óssea vermelha possuem potencialidade inferior se relacionadas cm as células-
tronco embrionárias, pois podem dar origem somente a células relacionadas ao sangue, enquanto as 
embrionárias possuem o total potencial para gerar qualquer tipo celular existente no organismo. 
 
H - CICLO CELULAR, MITOSE, MEIOSE E APOPTOSE 
 
29) Quais as fases do ciclo celular? Caracterize-as. 
R: Ele tem duas principais fases: a Intérfase (G0, G1, S e G2) e a Mitose. Na primeira ocorre a duplicação do 
DNA e a preparação para a fase seguinte, a mitose, na qual ocorre a divisão celular propriamente dita e que 
apesar de ocupar apenas uma pequena parte do ciclo é crucial para o crescimento e diferenciação do 
organismo. 
 
30) Como se classificam as células animais em relação às variações apresentadas quanto à proliferação? Dê 
exemplos. 
R: - As que se dividem continuamente: células embrionárias, as do sistema linfático... – As que se dividem em 
resposta de estímulos: células renais, do pâncreas, do ovário... – As células altamente diferenciadas: 
neurônios, células musculares esqueléticas e cardíacas. 
 
31) Como é feito o controle do ciclo celular? 
R: Existem controladores positivos e negativos do ciclo celular, positivos que estimulam a progressão da célula 
no ciclo celular e negativos que atuam inativando as funções dos controladores positivos. 
Positivos: -CDKs (Cinases Dependente de Ciclina), -Ciclinas. 
Negativos: -CKIs (Inibidores de Cinase dependente de Ciclina), -Complexo Ubiquitina, -Fosfatases 
 
32) Qual a importância da meiose para o processo de evolução das espécies? Relacione a importância à etapa 
do processo. 
R: Manter constante o número de cromossomos de geração em geração. 
 
I - A CÉLULA CANCEROSA 
 
33) Que tipos de genes estão relacionados ao câncer. Explique. 
R: Os Principais segmentos de DNA que participam do aparecimento de tumores são os genes 
supressores de tumores e os oncogenes. Os primeiros codificam proteínas que mantêm as células em G-zero 
e, portanto, fora do ciclo celular. Um exemplo é o gene RB, que, quando alterado, pode causar o 
retinublastoma, um tumor malígno da retina. Os oncogenes são derivados de genes normais denominados 
proto-oncogenes. A alteração do proto-oncogene faz aparecer o oncogene, que leva a célula a perder o 
controle sobre seu ciclo mitótico, dividindo-se continuamente. Dentre os oncogenes , um dos mais estudados é 
o oncogene de rãs, com suas variantes H-ras, K-ras e N-ras 
 
34) Quais as características de uma célula cancerosa. 
R: As células cancerosas geralmente são mais volumosas, com núcleos também maiores e muito irregulares, 
ocorrendo muitas mitoses, algumas anormais. Algumas dessas células podem ser aneuplóides, isto é, 
apresentam número de cromossomos que não é um múltiplo do número de cromossomos da célula 
diplóide. Como acontece com todas as células que se multiplicam com freqüência, geralmente, o citoplasma 
das células cancerosas é rico em ribossomos e, portanto, basófilo. 
Elas geralmente apresentam citoesqueleto desorganizado, com uma concentração perinuclear dos 
microtúbulos e filamentos intermediários, e concentraçao dos