A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
CAVIDADE_BUCAL

Pré-visualização | Página 2 de 2

pelos m.m. palatoglosso
 à faringe pelo m. constritor superior da 
faringe
02/05/2007
8
Ápice da língua:
 Porção fina e estreita que se relaciona com 
a face lingual dos incisivos inferiores.
Superfície inferior da língua:
 Está conectada à mandíbula pelo m. 
genioglosso.
 É revestida pela membrana mucosa que 
reveste a superfície inferior da cavidade 
bucal.
 Presa ao soalho da cav. bucal pelo freio 
lingual
 Prega franjada
Superfície inferior da língua:
 Mucosa simples e indiferenciada;
 Firmemente aderida a musculatura da língua;
 Epitélio não queratinizado;
 Freio lingual;
 Pregas franjada;
 Veia lingual.
 À frente do sulco 
terminal - sulco raso 
em forma de V;
 Papilas linguais;
 Sulco mediano;
 Forame cego - ponto 
de desenvolvimento 
da glândula tireóide 
(ducto tireoglosso).
Superfície dorsal da língua: GUSTAÇÃO
 Arco da superfície 
dorsal no segmento 
anterior - maior 
local da sensação 
gustativa.
 Arcos palatolosso, 
palato mole, 
epiglote e parede 
posterior da 
orofarínge -
suplemento.
 Superfície central 
do corpo e raiz -
não gustativo.
 O receptor gustatório é o botão 
gustatório;
 O paladar é uma sensação subjetiva
causada quando um composto 
químico encontra uma célula 
receptora no botão gustatório.
 Papilas filiformes;
 Papilas fungiformes;
 Papilas foliáceas;
 Papilas valadas.
Papilas linguais:
02/05/2007
9
Papilas filiformes
 Cone central de tecido conjuntivo coberta por 
grossa camada de epitélio queratinizado.
 Distribuídas por toda a superfície dorsal da língua.
 Aspecto aveludado.
Papilas fungiformes
 Irregularmente distribuídas entre as 
filiformes;
 São pequenas, forma de cogumelo, cor 
vermelho escuro.
 Recobertas por fino epitélio.
 Botões gustativos em número variável.
Papilas foliáceas
 Parte posterior da 
borda lateral da 
língua.
 Pouco 
desenvolvida nos 
humanos;
 Botões 
gustatórios.
Papilas valadas (circunvaladas)
 Dispostas em V, imediatamente a frente do sulco 
terminal;
 Forma de cogumelo circundado por sulco circular 
profundo; 
 Paredes do sulco contém numerosos botões 
gustatórios;
 Glândulas serosas na parte mais profunda do 
sulco.
 Posterior ao sulco terminal;
1. Tonsilas linguais;
2. Glândulas linguais;
3. Epiglote;
4. Prega glossoepiglótica;
5. Valéculas epiglóticas.
Superfície faríngea da língua:
1
2
3
45
MÚSCULOS DA LÍNGUA
 MÚSCULOS EXTRÍNSECOS (origem externa 
à língua) 
 MÚSCULOS INTRÍNSECOS (internos na 
estrutura da língua)
 N. hipoglosso
M.M. EXTRÍNSECOS
 Genioglosso
 Estiloglosso
 Palatoglosso
 Hioglosso
(N. Hipoglosso)
M. Genioglosso
 Parte da espinha mentoniana superior 
(acima do geniohióide);
 Os músculos de cada lado são separados 
por um septo fibroso.
 Fibras anteriores: ponta e terço médio da 
língua (retraem a língua);
 Fibras intermediárias: entre as margens;
 Fibras posteriores: terço posterior da língua 
(protruem a língua)
 Ação de todo o músculo: abaixam a língua e a 
tornam côncava.
 Inferiormente vai ao hióide.
02/05/2007
10
M. Estiloglosso
 Do processo estilóide até a língua entre o 
terço médio e posterior.
 Divide-se em três segmentos;
 Retrai e eleva a língua.
M. Palatoglosso
 Da superfície inferior da 
aponeurose palatina;
 Arco palatoglosso;
 Até a curvatura da língua;
 As fibras dos músculo de 
cada lado, tanto na 
aponeurose palatina 
como na língua, podem 
se encontrar - esfíncter 
separando cav. bucal e 
orofaringe.
 Traciona a raiz da língua 
para cima.
 N. vago.
M. Hioglosso
 Do o. hióide até as fibras do 2º segmento do m. 
estiloglosso;
 Placa fina;
 Algumas fibras que partem do corno menor - m. 
condroglosso;
 Depressor da língua e abaixa os lados;
 Relaciona-se com a. lingual.
M.M. INTRÍNSECOS
 Feixes longitudinais
 Feixes verticais
 Feixes transversos
 Mudam o contorno da 
massa lingual e contribui 
para sua grande 
versatilidade de postura e 
movimentos.
M.M. INTRÍNSECOS
 Feixes longitudinais
 Encurtam a língua.
 Levantam/abaixam a 
ponta e as margens da 
língua (dorso 
côncavo/convexo)
M.M. INTRÍNSECOS
 Feixes verticais
 Afina a alarga a língua.
M.M. INTRÍNSECOS
 Feixes transversos
 Afina e alonga a língua. GLÂNDULAS SALIVARES
02/05/2007
11
GLÂNDULAS SALIVARES
 Glândulas salivares menores: localizadas 
na camada submucosa, abrem-se em 
numerosos ductos na superfície da 
mucosa.
 Glândulas salivares maiores: Distantes do 
revestimento interno da cavidade bucal, 
abrem-se em ductos bem distintos.
SALIVA
 Umidece e lubrifica o bolo alimentar;
 Inicia o processo digestivo;
 Ação antibacteriana;
 Efeito tampão.
TIPO DE SECREÇÃO
 Serosas: Parótida.
 Mucosas: labiais, bucais, palatinas e 
linguais.
 Mistas: Sublingual e submandibular.
GLÂNDULA PARÓTIDA
PORÇÃO PROFUNDA
 Localiza-se na fossa 
retromandibular;
 Medial: com processo 
estilóide; 
 Superior: meato acústico 
externo;
 Posterior: processo 
mastóide e m. 
esternocleidomastóide;
 Anterior: borda posterior 
do ramo ascendente da 
mandíbula, m. masséter e 
m. pt. medial;
PORÇÃO SUPERFICIAL
 Recobre parte do m. 
masséter, à da ATM e 
abaixo do arco 
zigomático.
 Inferior: Entre o 
ângulo da mandíbula 
e o m. 
esternocleidomastóide
.
 Superfície externa:
fáscia parotídea, fáscia 
superficial e pele.
 Ramos do nervo facial;
 Ducto parotídeo 
(ducto de Stensen) 
cruza o massérter, 
perfura o bucinador e 
abre-se na papila 
parotídea;
 Parótida acessória;
 Revestida por cápsula 
(derivada da fáscia 
profunda) - firmemente 
aderida aos septos;
 A. carótida externa, v. 
retromandibular.
GLÂNDULA SUBMANDIBULAR
 Arredondada, 
localizada no triângulo 
submandibular;
 Pólo superior - fóvea 
submandibular;
 Pólo inferior - recobre 
tendão intermediário 
do digástrico;
 Relaciona-se com a 
borda posterior do m. 
milohióide;
 O ducto 
submandibular 
(Wharton) parte do 
pólo superior, cruza 
a n. lingual e abre-
se na carúncula 
sublingual;
 Revestida por 
cápsula 
frouxamente 
aderida aos septos;
 Relaciona-se com a 
artéria facial;
02/05/2007
12
GLÂNDULA SUBMANDIBULAR
 Alongada, 
localizada 
próxima à 
fóvea 
sublingual;
 Superiormente 
é recoberta 
apenas por 
mucosa;
 Não existe um 
ducto comum;
 A maior parte 
(lateral e inferior) -
ducto sublingual 
(Bartholin) -
carúncula 
sublingual;
 Do restante, parte 
drena para o ducto 
submandibular e 
parte (porção 
superior) abre-se 
em pequenos 
ductos (5 a 15) no 
assoalho da 
cavidade bucal 
(Rivinus).
GLÂNDULAS SALIVARES 
MENORES
 Labiais: submucosa dos lábios;
 Bucais: mais numerosas posteriormente;
 Palatinas: palato duro e mole;
 Linguais: na parte anterior da língua (perto 
da superfície inferior) e na base da língua 
(perto da superfície dorsal).
 Incisivas: atrás dos incisivos inferiores no 
assoalho da cavidade bucal.
MUCOSA BUCAL
 Mucosa mastigatória:
gengiva e palato duro. 
Epitélio queratinizado.
 Mucosa de 
revestimento: lábios, 
bochechas, fundo do 
vestíbulo, mucosa 
alveolar, assoalho, 
superfície inferior da 
língua e palato mole. 
Epitélio não 
queratinizado.
 Mucosa especializada:
Dorso da língua.