A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
42 pág.
Direito Societário - meu material

Pré-visualização | Página 4 de 11

CC. Um sócio aparece a pratica todos os atos em nome prórpiso e tenho outro sócio oculto.
-Sociedade Cooperativa – surgiu inicialmente na iniciativa agrícola, mas hoje tem ampla utilização. Tem entrada e saida smples de sócis e possibilidade de capital variavel. Art 1094, CC>
Aula do dia 20/08/13: Não houve aula! Fórum de Teses.
Aula do dia 22/08/13: Não teve aula. Professor não foi.
Aula do dia 27/08/13: Aula e reposição
CLASSIFICAÇÃO DAS SOCIEDADES:
Personificadas x Despersonificadas:
1.Não há ato constitutivo escrito. A sociedade existe, mas o contrato social nunca foi escrito, logo, por essa razão estaremos diante de uma sociedade despersonificada.
2.Contrato social ter sido elaborado, mas não ter sido levado a registro.
Ex: Não existe contrato societário de gaveta = não ter contrato societário. Neste caso, também, a sociedade será igualmente despersonificada.
3.Mesmo quando a sociedade está regulamente constituida, o tipo societário não comporta a regulação, a natureza dessa sociedade é de ser despersonificada.
OBSERAÇÃO: CONTRATO SOCIAL PARA AS LIMITADAS; ESTATUTO SOCIAL PARA AS S/A.
Em uma sociedade despersonificada quando teremos hipótese de desconsideração da personalidade juridica?
NUNCA! Não há como despersonalizar algo que nunca existiu.
Responsabilidade pessoal dos sócios pelas obrigações da sociedade:
A PJ fez uma divida perante terceiro. Quando esse terceiro vier em busca do pagamento do seu crédito, ele ficará adstrito ao patrimonio da PJ ou poderá invadir o patrimônio dos sócios?
DEPENDE DO TIPO DE SOCIEDADE, se ela é LIMITADA ou ILIMITADA.
Para saber se os socios respondem pelas dividas da sociedade teremos que saber do tipo de sociedade que estamos falando.
A sociedade limitada: Não há a responsabilização dos sócios pelas dívidas da soceidade. O socio se limita a perder aquilo que já investiu na PJ.
A sociedade ilimitada: Há a responsabilidade dos sócios pelas dívidas da sociedade. O sócio pode perder aquilo que investiu na PJ e também o seu patrimônio pessoal.
Artigo 1024 do CC:
Responsalidade limitada não significa responsabilidade solidára. Esses são conceitos distintos.
Mesmo quando houver responsablidade ilimitada dos socios, ela será subsidiária em relação à sociedade. Ou seja, para que se ingresse no patrimonio do SOCIO (pessoa fisica) deverá estar exaurido o patrimonio da SOCIEDADE (pessoa juridica).
Logo, só poderemos ingressar no patrimônio do SÓCIO quando a SOCIEDADE não tiver mais NADA!
Logo, podemos dizer que HÁ UM BENEFÍCIO DE ORDEM (art. 1024 CC).
A responsabilidade dos sócios será ILIMITADA, entretanto, serão aplicadas as mesmas regras de EMPENHORABILIDADE aos bens do sócio como se a dívida fosse ORIGINARIAMENTE sua. (ex: bem de família, salário e etc).
1.OBSERVAÇÃO:
LTDA:
Não confundir a classificação com o tipo societário em si.
Não confundir o GENERO com a ESPÉCIE.
LIMITADA é gênero do qual LTDA e S/A são espécies.
2.OBSERVAÇÃO: 
SOCIEDADE DE RESPONSABILIDADE HÍBRIDAS OU MISTAS: Alguns tipos societários dipõe de sócios de caráter distintos, ou seja, tenho sócios de classes diferentes dentro de uma mesma sociedade.
Na sociedade de comandita simples e na sociedade de comandita por ações, por exemplo, haverá um ou mais sócios de responsabilidade ilimitada, e haverá um ou mais sócios de sociedade limitada.
Ou seja, no momento de ser cobrado, um dos sócios poderão ser cobrados e outros não, é exatamente isso.
CAPITAL FIXO: São de capital fixo aquelas sociedades que precisem fazer uma alteração no contrato social para ter o seu capital alterado. Ex: Todas as demais, exceto cooperativa.
CAPITAL VARIÁVEL: Não há a necessidade de alteração do contrato social. Ex: Cooperativa.
SOCIEDADES DE PESSOAS X SOCIEDADES DE CAPITAL: 
Sociedade de pessoas a características pessoais interessam à sociedade, o que não acontece com as sociedades de capital, porque aqui o que importa é o dinheiro aplicado.
- Administração – somente um socio – sociedade de pessoas; dissociada da propriedade – sociedade de capital;
- Responsabilidade dos sócios – ao menos uma classe é ilimitada e solidária – sociedade de pessoas; todos têm resposnabiliade ilimitada – sociedade de capital;
- Entrada de sócios – dissolução total ou parcial da sociedade – sociedade de pessoas; livre ingresso – sociedade de capital;
- Morte/Incapacidade dos sócios – dissolução total ou parcial da sociedade – sociedade de pessoa; não influi na vida da sociedade – sociedade de capital;
- Participação de incapazes – não permitida – sociedade de pessoas; permitida – sociedade de capital;
- Nome empresarial da sociedade – razão social – sociedade de pessoas; denominação – sociedade de capital;
- Perda da affectio societatis – pode levar à exclusão de sócio – sociedade de pessoas; não admite exclusão de sócio – sociedade de capital;
SOCIEDADES DE VÍNCULO ESTÁVEL: As sociedades que dependem de circunstâncias especificas para se desvincularem. 
SOCIEDADE DE VÍNCULO INSTÁVEL: As sociedades nas quais o socio poderá se desvincular por mero ato de vontade, ou seja, através de uma simples notificação dizendo que não quer mais ser sócio.
As sociedades podem ser classificadas como de vínculo estável ou de vínculo instável. São de vinculo instável aquelas sociedades nas quais os sócios poderá se desvincular por mero ato de vontade ou seja, sou sócio e notifico a sociedade dizendo que não quero mais ser sócio.
São de vinculo estável aquelas sociedades que dependem de circunstancias especificas ou justa causa para se desvincularem. 
Sociedade limitada pode ser tanto de vinculo estável como instável. Uma sociedade limitada por prazo determinado (prazo definido para terminar) é uma sociedade de vínculo estável. Já sociedade limitada por prazo indeterminado é de vinculo instável, ou seja, mero ato de vontade pode levar o sócio a desvincular-se da sociedade.
SOCIEDADES CIVIL: 
Eram todas aquelas sociedades que não fossem comerciais, por exclusão.
SOCIEDADES COMERCIAIS: Eram atividades comerciais aquelas destinadas a atividades de intermediação.
“ERAM”: Não se aplica mais essa distinção! Após o CC de 2002 a teoria dos atos de comercio foi substituida pela teoria da empresa, então, naturalmente, não se fala mais em sociedade comercial, mas sim em sociedade empresaria; Não se fala mais em sociedade civil, mas sim em sociedade simples.
SOCIEDADE EMPRESÁRIA toda aquela sociedade que exercer atividade empresária. 
Artigo 966 do CC: Considera-se empresária toda aquela atividade que:
Exercer atividade econômica, que nada mais é do que a circulação de bens ou serviços para gerar riqueza.
Exemplo: Faculdade Baiana de Direito Mantenedora: Escola Baiana de Direito e Gestão: Tem o intuito lucrativo. Isso não tem nada a ver com o fato de ser pública ou particular.
Exemplo 2: Fundação Getulio Vargas, por exemplo, o curso de Direito custava R$ 3.000,00, mas não tinha intenção nenhuma de gerar lucros para ninguém, justamente por ser uma FUNDAÇÃO.
OBS: O fato do serviço ser pago ou não pago, não tem nada a ver com o seu intuito lucrativo.
Organização dos fatores de produção: Há uma organização de bens, de atividades, de fatores de produção que denotam a atividade empresaria.
Caráter profissional que se revela em habitualidade e estabilidade: O indivíduo que tem um apartamento na Barra e resolve, em um dado ano, aluga-lo para o carnaval não está exercendo atividade empresária, afinal não há habitualidade nesse ato.
O dono de um hotel, de outro lado, exerce atividade empresária, já que ele tem habitualidade em alugar os seus quartos, seja no carnaval ou não.
Assunção dos Riscos: O empresário assume os riscos da sua atividade empresária.
Direcionamento ao mercado: Há quem entenda que essa característica não é essencial da atividade empresárial. Ruy discorda, pra ele o empresário que se preze direciona a sua atividade ao mercado.
Exemplo: O indio que planta mandioca para colher fazer o beiju e comer, não está exercendo atividade empresária, porque não tem o interesse de colocar essa mandioca