A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
44 pág.
Aspectos e conceitos ecológicos fundamentais

Pré-visualização | Página 7 de 8

Para a quinta questão, a respeito da escolaridade, o máximo grau de instrução 
declarado foi pós-graduação (especialista) completa, estando o 2º grau completo e o 1º grau 
incompleto com o mesmo número de entrevistados (20). 
0% 5% 10% 15% 20% 25% 30% 35%
Sem estudo
1º Grau completo
1º Grau - cursando
1º Grau incompleto
2º Grau completo
2º Grau - cursando
2º Grau incompleto
Superior completo
Superior - cursando
Superior incompleto
Pós-graduação completa
G
ra
u 
de
 e
sc
ol
ar
id
ad
e
Moradores
 
Figura 20 – Escolaridade declarada pelos entrevistados (questão 5). Fonte: acervo pessoal. 
 
 Para a sexta questão, sobre a ocupação exercida atualmente, as respostas encontram-se 
agrupadas na tabela 1. 
 
Tabela 1 – Agrupamento das ocupações declaradas pelos moradores. 
 
OCUPAÇÕES % 
do lar/dona de casa 38,3% 
aposentado(a) 21,7% 
ocupações que aparecem uma única vez 16,7% 
estudante 8,3% 
costureira/reforma roupas 5,0% 
vendedor(a) 3,3% 
doméstica/doméstica (trabalha em casa) 3,3% 
bancário/estágio no banco 3,3% 
TOTAL 100,0% 
Fonte: acervo pessoal. 
 Na questão sete, sobre o que os moradores acreditam ser áreas verdes, é válido lembrar 
que mais de uma alternativa poderia ser marcada. Sendo assim, a figura 21 apresenta as 
 
respostas mais citadas dos moradores. Destaque para a opção ‘Bosques’, onde 90% dos 
moradores disseram acreditar que é uma área verde. 
0%
10%
20%
30%
40%
50%
60%
70%
80%
90%
Praças Parques Cemitérios Bosques Ruas com
árvores
Terrenos
com mato
Áreas verdes
Po
rc
en
ta
ge
m
 d
os
 m
or
ad
or
es
 
Figura 21 – Porcentagem da opinião dos moradores sobre o que eles acreditam ser áreas verdes dentro de áreas 
urbanas (questão 7). Fonte: acervo pessoal. 
 
 Sobre a oitava questão, onde novamente era possível marcar mais de uma opção, foi 
exposto o motivo que leva os moradores a freqüentarem as áreas citadas. Destaca-se aqui a 
alternativa ‘Contato com a natureza’, onde pouco mais de 80% dos moradores afirmaram ser 
um dos motivos que os levam a tais áreas. 
0%
20%
40%
60%
80%
100%
Lazer Passeio Descanso Contato com
a natureza
Motivo da procura das áreas verdes
P
or
ce
nt
ag
em
 d
os
 m
or
ad
or
es
 
Figura 22 – Motivos mais citados da procura das áreas verdes pelos moradores (questão 8). Fonte: acervo 
pessoal. 
 
 Sobre a questão nove, à respeito de que dia o morador freqüenta o que considera áreas 
verdes, também era possível assinalar mais de uma opção. Caso o morador declare que 
qualquer dia seria bom para visita ou declare que todos os dias são bons para visitas, todos os 
dias eram assinalados. Aqui, com valores próximos dos 80%, Domingo foi o dia mais 
escolhido pelos moradores para visitação à estas áreas. 
 
0%
10%
20%
30%
40%
50%
60%
70%
80%
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo
Dias preferidos para visitação
Po
rc
en
ta
ge
m
 d
os
 m
or
ad
or
es
 
Figura 23 – Porcentagem de moradores indicando a preferência dos dias para visitação dos locais que considera 
como áreas verdes urbanas (questão 9). Fonte: acervo pessoal. 
 
 
 Já que há maior procura por tais áreas aos finais de semana (sábado e domingo), ações 
junto da comunidade podem ser desenvolvidas. Por exemplo, oficinas rápidas de educação 
ambiental, reciclagem ou cuidados com lixo e com a área. Geralmente é o tempo que as 
famílias tem para levar seus filhos à estes locais, sendo assim uma ferramenta para atingir à 
todas as pessoas, desde os mais novos. 
 Sobre a questão dez, quanto tempo o morador gasta nos locais considerados áreas 
verdes, houve certo equilíbrio entre as respostas (figura 24). 
 
13%
37%37%
13%
até 30 minutos
entre 30 minutos e 1 hora
entre 1 e 2 horas
mais que duas horas
 
Figura 24 – Tempo despendido nos locais que o morador considera área verde (questão 10). Fonte: acervo 
pessoal. 
 
 Sobre a questão 11, de quais áreas verdes o morador conhece na cidade (lembrando 
que se tratava de questão dissertativa) foram selecionadas as cinco áreas mais citadas. Para 
tal, os locais foram agrupados. Citações como Praça Matriz, Praça da Igreja, Jardins da Igreja, 
Jardins, eram considerados como Praça Matriz/Praça dos Jardins e colocados em um 
segmento. Porém, claro, somente uma citação por unidade era considerado. Caso houvesse 
como resposta de um morador Jardins, Praça Matriz e Bosque na mesma resposta eram 
considerados um “ponto” como Praça Matriz/Praça Jardins e um “ponto” como Bosque. Pela 
tabela 2 e pela figura 25 pode-se verificar o agrupamento realizado. 
 
Tabela 2 – Áreas verdes mais citadas pelos moradores 
 
Cinco áreas mais citadas Nº. de citações 
Bosque (Bosque Municipal Dr. Alberto G. Gomes) 49 
Praça Matriz, Praça Igreja, Jardins da Igreja, Jardins 29 
Horto 19 
Cachoeira (Centro Náutico Engº. Carlos Zamboni) 14 
Ruas, ruas arborizadas, várias ruas, arborização das ruas 6 
Fonte: acervo pessoal. 
 
0%
10%
20%
30%
40%
50%
60%
70%
80%
90%
Bosque (Bosque
Municipal Dr.
Alberto G. Gomes)
Praça Matriz,
Praça Igreja,
Jardins da Igreja,
Jardins
Horto Cachoeira (Centro
Náutico Engº.
Carlos Zamboni)
Ruas, ruas
arborizadas, várias
ruas, arborização
das ruas
Áreas verdes citadas
Po
rc
en
ta
ge
m
 d
os
 m
or
ad
or
es
 
Figura 25 – Porcentagem das cinco áreas verdes mais citadas pelos moradores. Fonte: acervo pessoal. 
 
 Acredita-se que estes cinco locais foram os mais destacados pois há uma agregação de 
valores por parte dos moradores. O Bosque Municipal tem pistas para prática de caminhadas; 
no percurso, vários exercícios físicos podem ser acompanhados por instruções em cartazes; 
além do lazer, é um estímulo à atividade física. A Praça da Matriz e a Praça dos Jardins se 
destacam por conter arte de topiaria, onde os arbustos que crescem são modelados para terem 
aspecto de estátuas, formatos, etc. O Horto (Floresta Estadual de Batatais), possui trilhas 
espalhadas por uma grande área. Na Cachoeira (Centro Náutico), várias atividades de lazer e 
passeio podem ser realizadas. Por fim as Ruas arborizadas não possuem exatamente uma 
função a não ser mais propriamente a estética; porém é esta que dá características de “boa 
qualidade de vida” ao local onde se vive; ruas ‘desertificadas’ são consideradas feias pela 
população; já locais onde as ruas são amplamente arborizadas, seja ela com arvores recentes 
ou antigas, são mais bem vistos. Na tabela 3 a seguir, estão dispostas fotos dos cinco locais 
mais citados. 
 
 
 
 
Tabela 3 – Fotos locais das cinco áreas verdes mais citadas como conhecidas pelos 
moradores na cidade5. 
1º - Bosque Municipal Dr. Alberto Gaspar Gomes 
 
Figura 26 – Entrada do Bosque Municipal, pela Av. 
Francisco Faggioni. 
 
Figura 27 – Entrada do Bosque Municipal pela Rua 
Coronel Ovídio. 
 
2º - Praça da Matriz e Praça dos Jardins 
 
Figura 28 – Praça da Matriz 
 
Figura 29 – Praça dos Jardins 
 
3º - Horto Municipal (Floresta Estadual de Batatais) 
 
Figura 30 – Entrada do Horto Municipal 
 
Figura 31 – Horto Municipal 
 
 
 
 
 
4º - Cachoeira (Centro Náutico Engº. Carlos Zamboni) 
 
Figura 32 – Centro Náutico Engº. Carlos Zamboni Figura 33 – Vista aérea do Centro Náutico 
 
5º - Ruas arborizadas 
 
Figura 34 – Rua Dr. Chiquinho Arantes 
 
 
 A respeito da décima segunda questão, do que o morador entendia por meio ambiente, 
17 pessoas, cerca de 28,3%, preferiram não responder a questão, incluindo-se aqui um 
morador que declarou “que não entende direito das coisas”. Acredita-se que o motivo seja