A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
44 pág.
Grupo 7 - Diferenciação Celular

Pré-visualização | Página 2 de 2

Multipotentes: Podem originar diversos 
tecidos, mais não todos. O melhor exemplo são as células tronco 
adultas. 
 
 
Medula óssea vermelha 
Seu uso na Medicina: 
 As células tronco podem ser utilizadas na cura de: 
 Doenças neuro-vegetativas; 
 Mal de Alzheimer; 
 Paralisia; 
 Queimaduras; 
 Entre outras... 
 
A grande POLÊMICA: 
 As células são retiradas de embriões em estágio anterior a 14 dias 
e, portanto, o sistema neural ainda não começou a ser formado. A 
formação do sistema neural é muito importante porque é a partir 
daí que o novo ser começa a ter a capacidade de sentir dor ou 
desenvolver consciência. Já os críticos das pesquisas afirmam que 
o desenvolvimento é um processo contínuo desencadeado a partir 
da concepção, e não se pode ser interrompido em momento 
algum. Em 2005, as pesquisas foram autorizadas no Brasil, mas 
restritas a embriões sobressalentes produzidos in vitro e 
congelados a mais de três anos. 
Células Tronco: Lei De Biossegurança 
 Art. 5º. É permitida, para fins de pesquisa e terapia, a 
utilização de células-tronco embrionárias obtidas de 
embriões humanos produzidos por fertilização in vitro e 
não utilizados no respectivo procedimento, atendidas as 
seguintes condições: 
 Embriões inviáveis. 
 Embriões congelados há 3 (três) anos ou mais, na data da 
publicação desta Lei, ou que, já congelados na data da 
publicação desta Lei, depois de completarem 3 (três) 
anos, contados a partir da data de congelamento. 
Mais Afinal: 
Será que alguém pode afirmar a 
viabilidade de um embrião? 
Será que alguém pode afirmar que 
um embrião tem “potencial zero” 
de vida? 
Embrião congelado por 8 anos produz bebê 
São Paulo, domingo, 09 de março de 2008 
CLÁUDIA COLLUCCI- fonte: folha de são Paulo on-line 
 O paulista Vinicius Dorte, de seis meses, foi gerado a partir de 
um embrião congelado durante oito anos, um recorde no país. 
Pelos critérios da Lei de Biossegurança, seria um embrião 
indicado para pesquisas com células-tronco embrionárias. 
 Vinícius nasceu após quase 20 anos de tentativas de gravidez do 
casal Maria Roseli, 42, e Luiz Henrique Dorte, 41, de Mirassol 
(SP), que incluíram quatro fertilizações in vitro (FIV) e três 
abortos de gêmeos no terceiro mês de gestação. A mulher tinha 
endometriose e o marido, má qualidade dos espermatozóides, 
fatores que impediam uma gravidez natural. 
 “Imagine se eu tivesse desistido dele e doado o embrião 
para pesquisa? Acredito sim que há vida nos embriões, o 
Vinícius é a prova disso", diz Maria Roseli, católica 
praticante. Ela afirma ser favorável às pesquisas com 
células-tronco embrionárias, mas "não teria coragem" de 
doar seus embriões para esse fim. 
 
 
É justo deixar morrer uma criança ou um 
jovem afetado por um doença 
neuromuscular letal para preservar um 
embrião cujo o destino é lixo? 
Ao usar células-tronco embrionárias para 
regenerar tecidos em uma pessoa 
condenada por uma doença letal, não 
estamos, na realidade, criando vida? 
Brasil: Células-Tronco 
 O Supremo Tribunal Federal avaliou uma Ação Direta de 
Inconstitucionalidade (ADIN) à parte da Lei de 
Biossegurança que permite a utilização de células-tronco 
embrionárias. 
 
 A Procuradoria-Geral da República entrou com a ADIN 
declarando a permissão da Lei, porque a Constituição defende 
a Vida, em seu art. 5º. 
 
 Os ministros do Supremo Tribunal Federal lançaram aos 
cientistas a pergunta: "Onde se inicia a vida humana?" 
 
 O resultado do Supremo Tribunal Federal: permissão para 
pesquisa com células-tronco embrionárias. 
 
 
Então: 
Onde se começa a vida? 
Será que ela começa ... 
Na fecundação? 
Na nidação? 
Quando o coração 
começa a bater? 
No nascimento? 
Temos o direito de utilizar as células-tronco 
de um futuro indivíduo em potencial para 
fins de pesquisa? 
Mas se estas células irão para o lixo, porque 
não utilizá-las na pesquisa que poderá 
resultar na descoberta da cura para tantas 
doenças? 
Quando o ser humano passa a existir como um 
indivíduo com direitos civis? 
A vida é o óvulo e o espermatozóide ou a vida é o 
óvulo, o espermatozóide e o útero (ou seja: o ambiente 
apropriado)? 
Um embrião que, mesmo que fosse implantado 
em um útero, teria um potencial baixíssimo de 
gerar um indivíduo? 
Muitos pesquisadores afirmam que para acabar com os 
conflitos éticos o ideal seria o incentivo total para as 
pesquisas envolvendo células- tronco adultas já que 
recentes resultados apontam para descobertas 
promissoras para cura de certos tipos de doenças. 
Processo de Apoptose 
 É a destruição programa de certas células que durante a 
morfogênese não são mais necessárias. 
 Caracterizado por uma compactação da célula inteira, incluindo o 
núcleo que junto com o citoplasma diminui de volume. 
 As células neste processo emitem brotamentos citoplasmáticos, 
que se destacam da superfície e são rapidamente fagocitados. 
 Mesmo que numerosas células entrem em apoptose 
simultaneamente, não causam inflamação nos demais tecidos. 
 A falta de alguns hormônios ou fatores de crescimento pode levar 
a célula alvo à apoptose. 
 É também mecanismo de defesa, resultando no benefício do 
organismo no extermínio de células invasoras. 
 
 
Referências 
 JUNQUEIRA, L.C.; CARNEIRO, J. Biologia celular e 
molecular. 8 ed. Rio de Janeiro Guanabara Koogan, 2005. 
 http://www.portalsãofrancisco.com.br/alfa/celulas-
tronco/celulas-celulas-5.php. 
 VIDAL E MELLO. Biologia Celular. Rio de Janeiro Editora 
Atheneu, 1987. 
 A vida Humana da concepção à morte: aspectos éticos- Slide- 
Prof. Dra. Patrícia Medeiros. 
 http://www.estadao.com.br/especiais/entenda-o-uso-das-
celulas-tronco,3593.htm 
 http://www.ghente.org/temas/celulas-
tronco/discussao_etica.htm