Relatório Prática1 - Quali
5 pág.

Relatório Prática1 - Quali


DisciplinaQuímica Analítica I5.925 materiais80.841 seguidores
Pré-visualização1 página
QUÍMICA ANALÍTICA QUALITATIVA 
EXPERIMENTAL
Prática 1: PRECIPITAÇÃO DE ÍON CLORO PRESENTE NA ÁGUA DO CVT
19/02/2016
ALUNAS: MAYARA FARIA DOS REIS
PAULA DE MELO RODRIGUES
THAIRINE MACHADO DE OLIVEIRA
TURMA: 2º ETAPA
CURSO: TÉCNICO EM QUÍMICA
PROFESSOR: RAFAEL
INTRODUÇÃO:
	Podemos citar como uma das etapas de tratamento da água de piscinas e também das águas para o consumo nas estações de tratamento é uma etapa chamada cloração, que consiste na adição de \u201ccloro\u201d. É interessante notar que, na verdade, nem sempre se adiciona o cloro Cl2, mas, na maioria das vezes, é uma solução de hipoclorito de sódio, conhecida como \u201ccloro líquido\u201d.  Dependendo do objetivo que se pretende, são utilizadas soluções com concentrações diferentes. Por exemplo, o \u201ccloro ativo\u201d ou \u201ccloro líquido\u201d é usado tanto no tratamento de água como para limpeza. Se for na água para beber, a solução de hipoclorito adicionada possui concentração em massa de 0,4 mg/L; já em soluções para limpeza de vegetais, a concentração é de 4 mg/L; para limpeza de utensílios é de 8 mg/L e como produto de limpeza, conhecido como água sanitária, a concentração fica entre 25 e 50 g/L.
	Quando se adiciona \u201ccloro\u201d na água, podem ser esperadas duas ações principais: Desinfecção que ele age destruindo ou anulando a atividade de micro-organismos patogênicos, algas e bactérias. O cloro líquido ou os outros compostos mencionados ionizam o ânion hipoclorito, que é desinfetante e bactericida.  Além disso, eles também reagem com a água formando o ácido hipocloroso, que é 80 vezes mais eficiente que o ânion hipoclorito. Podemos citar também a ação oxidante, onde ele age como oxidante de compostos orgânicos e inorgânicos presentes na água. Se houver matéria orgânica natural na água, haverá a formação de trihalometanos (compostos formados por um átomo de carbono, um de hidrogênio e três de halogênio, sendo que os principais são: o clorofórmio, o diclorobromometano, o dibromoclorometano e o bromofórmio e de outros subprodutos da desinfecção.
OBJETIVO:											
Determinar a presença de íon cloro em algumas amostras de água coletada no CVT.
MATERIAIS E REAGENTES:
	MATERIAIS
	REAGENTES
	Tubo de ensaio 
	AgNO3
	Béquer
	Cl
	Pipeta Pasteur
	Água destilada
	Estante para tubo de ensaio
	Amostras de água do CVT
	
	
	
	
	
	
METODOLOGIA:
PRECIPITAÇÃO
Reservou-se 6 tubos de ensaio em uma estante, numerando-os de 1 a 6.
Em seguida, separou-se o primeiro tubo para ser o branco. Foi adicionado ao tubo 1, 10 mL de Água destilada e 1 mL de solução de Nitrato de Prata 0,02M. Agitou-se.
Foram coletadas 5 amostras de água de diferentes pontos do CVT para realização da análise.
Posteriormente, foi adicionado a cada tubo contendo a amostra 1 mL de solução de Nitrato de Prata 0,02M. 
Agitou-se e observou-se o ocorrido.
RESULTADOS E DISCUSSÕES:
O Hipoclorito de Sódio ou Hipoclorito de cálcio é adicionado à água para impedir o aparecimento de micro-organismos prejudiciais à saúde.
Primeiramente, o cloro reage com o hidrogênio presente na água e neste momento ocorre uma liberação de oxigênio, esta reação acaba por matar as bactérias por oxidação. Este processo é chamado de cloração da água e, neste caso, o cloro é usado na forma de ácido hipocloroso (HClO), o qual é obtido quando se dissolve cloro na água.
Sabendo-se que o cloreto tem mais afinidade pela prata que o nitrato, ocorrendo a precipitação de cloreto de prata, conforme a reação,
Ag+ + Cl- \u2194 AgCl
utilizamos para verificar a presença de íon cloro nas amostras coletadas em cinco pontos do prédio do CVT, uma solução de AgNO3, nitrato de prata 0,02M.
Todas as amostras apresentaram resultado positivo para presença do íon cloro, incluindo o branco, formando o precipitado AgCl, cloreto de prata, tornando a solução esbranquiçada.
O branco foi preparado com água destilada, porém apresentou também presença de íon cloro, o que nós diz que a água contida no barril de água destilada não era totalmente pura.
	Amostras
	Local da coleta
	Hora
	Analista
	Resultado
	Branco
	Barril de água destilada
	21h
	Paula
	POSITIVO
	Tubo 01
	Bebedouro 2º andar
	21h09
	Thairine
	POSITIVO
	Tubo 02
	Pia do banheiro 2º andar
	21h12
	Paula
	POSITIVO
	Tubo 03
	Vaso sanitário 2º andar
	21h15
	Thairine
	POSITIVO
	Tubo 04
	Pia da cozinha 1º andar
	21h20
	Thairine
	POSITIVO
	Tubo 05
	Bebedouro 1º andar
	21h23
	Paula
	POSITIVO
Perguntas:
Que reação química ocorreu quando foi adicionado o Nitrato de prata nos tubos de ensaio com as amostras?
Ag+ + Cl- \u2194 AgCl
Qual o limite máximo permitido de íons cloro em água potável de abastecimento público no Brasil?
2,0 mg/l de cloro.
CONCLUSÃO:
Percebeu-se que na solução padrão de água destilada continha cloro, logo ao adicionar o AgNO3 o resultado foi o mesmo que nas outras amostras coletadas.
REFERÊNCIAS:
KATO, M.T. \u201cCloretos\u201d. Roteiro de aula da disciplina Qualidade da Água, do Ar e do Solo. Escola de Engenharia Mauá. São Caetano do Sul/SP, 1983.
SKOOG, D.A; Et al, Fundamentos da Química Analítica. 6 th Ed., N. York: Ed. Saunders College, 2002. P341.
Portaria, M. S. "n. º 518/2004." Série E. Legislação Saúde, Ministério da Saúde, Brasília (2005).
http://www.klickeducacao.com.br/bcoresp/bcoresp_mostra/0,6674,POR-673-5734-h,00.html acessado em 21 de Fevereiro as 11h37.