A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
37 pág.
Capitulo 05 - Comportamento dos Custos - Analise e Utilizacao

Pré-visualização | Página 3 de 4

181137 
2.1. DIAGNÓSTICO DE COMPORTAMENTO DE CUSTO COM UM 
DIAGRAMA DE DISPERSÃO 
Este é um método grosseiro de estimação dos elementos de custo 
fixo e variável em um custo misto; raramente é usado na prática 
quando as implicações financeiras de uma decisão baseada nos 
dados são significativas. 
 
Entretanto, deixando de lado as estimativas dos elementos de custo 
fixo e custo variável, a representação dos dados num diagrama de 
dispersão é uma etapa essencial de diagnóstico que costuma ser 
frequentemente ignorada. 
 
Esta técnica pode ser útil para determinar a relação entre custo e 
atividade ou determinando-se faixas de intervalo relevante para 
análise dos problemas, evitando assim gasto de tempo e recursos em 
análises mais trabalhosas. 
Universidade de Brasília – UnB 
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FACE 
Departamento de Ciências Contábeis e Atuarias - CCA 
Custos - 181137 
2.2. MÉTODO DE MÁXIMO E MÍNIMO 
É um método mais preciso para se estimar custos fixos e variáveis 
em um custo misto. 
 
Precisa-se observar que os custos fixos e variáveis devem ser 
calculados somente se um diagrama confirmar que a relação é 
aproximadamente linear. 
 
Supondo que o diagrama de dispersão indique uma relação linear 
entre custo e atividade, os elementos fixo e variável de um custo 
misto podem ser estimados usando-se o método de máximo e mínimo 
ou o método da regressão linear por mínimos quadrados. 
 
O método de máximo e mínimo baseia-se no cálculo da inclinação de 
uma linha reta a partir de diferenças verticais e horizontais. 
Universidade de Brasília – UnB 
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FACE 
Departamento de Ciências Contábeis e Atuarias - CCA 
Custos - 181137 
2.2. MÉTODO DE MÁXIMO E MÍNIMO 
Universidade de Brasília – UnB 
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FACE 
Departamento de Ciências Contábeis e Atuarias - CCA 
Custos - 181137 
2.2. MÉTODO DE MÁXIMO E MÍNIMO 
Se a relação entre custo e atividade puder ser representada por uma 
linha reta, então a inclinação da reta será igual ao custo variável por 
unidade de atividade. 
 
A fórmula que será utilizada para estimar o custo variável é: 
𝑪𝒖𝒔𝒕𝒐 𝑽𝒂𝒓𝒊á𝒗𝒆𝒍 = 𝑰𝒏𝒄𝒍𝒊𝒏𝒂çã𝒐 𝒅𝒂 𝑹𝒆𝒕𝒂 = 
𝑫𝒊𝒇𝒆𝒓𝒆𝒏ç𝒂 𝑽𝒆𝒓𝒕𝒊𝒄𝒂𝒍
𝑫𝒊𝒇𝒆𝒓𝒆𝒏ç𝒂 𝑯𝒐𝒓𝒊𝒛𝒐𝒏𝒕𝒂𝒍
=
𝒀𝟐 − 𝒀𝟏
𝑿𝟐 − 𝑿𝟏
 
Para se analisar custos mistos com o método de máximo e mínimo, 
se deve começar identificando o período com o nível mais baixo de 
atividade e o período com o nível mais alto de atividade. 
𝒀𝟐 − 𝒀𝟏
𝑿𝟐 − 𝑿𝟏
= 
𝑪𝒖𝒔𝒕𝒐 𝒏𝒐 𝒏í𝒗𝒆𝒍 𝒎𝒂𝒊𝒔 𝒂𝒍𝒕𝒐 − 𝑪𝒖𝒔𝒕𝒐 𝒏𝒐 𝒏í𝒗𝒆𝒍 𝒎𝒂𝒊𝒔 𝒃𝒂𝒊𝒙𝒐
𝑵𝒊𝒗𝒆𝒍 𝒎𝒂𝒊𝒔 𝒂𝒍𝒕𝒐 𝒅𝒆 𝒂𝒕𝒊𝒗𝒊𝒅𝒂𝒅𝒆 − 𝑵𝒊𝒗𝒆𝒍 𝒎𝒂𝒊𝒔 𝒃𝒂𝒊𝒙𝒐 𝒅𝒆 𝒂𝒕𝒊𝒗𝒊𝒅𝒂𝒅𝒆
 
 
ou 
 
𝑪𝒖𝒔𝒕𝒐 𝑽𝒂𝒓𝒊á𝒗𝒆𝒍 = 
𝑽𝒂𝒓𝒊𝒂çã𝒐 𝒅𝒐 𝑪𝒖𝒔𝒕𝒐 
𝑽𝒂𝒓𝒊𝒂çã𝒐 𝒅𝒆 𝑨𝒕𝒊𝒗𝒊𝒅𝒂𝒅𝒆
 
Universidade de Brasília – UnB 
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FACE 
Departamento de Ciências Contábeis e Atuarias - CCA 
Custos - 181137 
2.2. MÉTODO DE MÁXIMO E MÍNIMO 
Mês 
Nível de Atividade: 
Pacientes-dia 
Custo de 
Manutenção 
Incorrido em $ 
Janeiro 5.600 7.900 
Fevereiro 7.100 8.500 
Março 5.000 7.400 
Abril 6.500 8.200 
Maio 7.300 9.100 
Junho 8.000 9.800 
Julho 6.200 7.800 
Dados do problema: 
Universidade de Brasília – UnB 
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FACE 
Departamento de Ciências Contábeis e Atuarias - CCA 
Custos - 181137 
2.2. MÉTODO DE MÁXIMO E MÍNIMO 
Nível Pacientes-dia 
Custo de 
Manutenção 
Incorrido 
Nível alto de atividade (junho) 8.000 9.800 
Nível baixo de atividade (março) 5.000 7.400 
Diferença 3.000 2.400 
Identificação dos Pontos Máximos e Mínimos 
 
𝑪𝒖𝒔𝒕𝒐 𝑽𝒂𝒓𝒊á𝒗𝒆𝒍 = 
𝑽𝒂𝒓𝒊𝒂çã𝒐 𝒅𝒐 𝑪𝒖𝒔𝒕𝒐 
𝑽𝒂𝒓𝒊𝒂çã𝒐 𝒅𝒆 𝑨𝒕𝒊𝒗𝒊𝒅𝒂𝒅𝒆
= 
$ 𝟐. 𝟒𝟎𝟎
𝟑. 𝟎𝟎𝟎
= $ 𝟎, 𝟖𝟎 𝒑𝒐𝒓 𝒑𝒂𝒄𝒊𝒆𝒏𝒕𝒆 𝒅𝒊𝒂 
Tendo determinado que a taxa variável do custo de manutenção, 
podemos determinar o valor do custo fixo. Isto é feito tomando-se o custo 
total no nível alto ou baixo e subtraindo-se o custo variável. 
Universidade de Brasília – UnB 
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FACE 
Departamento de Ciências Contábeis e Atuarias - CCA 
Custos - 181137 
2.2. MÉTODO DE MÁXIMO E MÍNIMO 
Agora podemos determinar a equação do custo misto de manutenção: 
 
Y = $ 3.400 + $ 0,80X 
 
 onde: 
 
Y = Custo total de manutenção 
X = Número total de pacientes-dia 
Elemento de custo fixo = Custo Total – Elemento de Custo Variável 
 
Pelo ponto máximo: $ 9.800 – ($ 0,80 x 8.000) = $ 3.400 
Pelo ponto mínimo: $ 7.400 – ($ 0,80 x 5.000) = $ 3.400 
O método de máximo e mínimo é de aplicação bastante simples, mas 
padece de um defeito importante: utiliza somente dois dados. 
 
Períodos em que o nível de atividade é extraordinariamente alto ou baixo 
tenderão a produzir resultados imprecisos. 
Universidade de Brasília – UnB 
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FACE 
Departamento de Ciências Contábeis e Atuarias - CCA 
Custos - 181137 
2.3. MÉTODO DE REGRESSÃO POR MÍNIMOS QUADRADOS 
Ao contrário do método de mínimo e máximo, usa todos os dados para 
decompor um custo em seus elementos de custo fixo e variável. 
 
Ajuste-se uma linha de regressão da forma Y = a + bX aos dados onde a 
representa o custo fixo total e b o custo variável por unidade de atividade. 
O método calcula a linha de 
regressão que minimiza a 
soma dos quadrados dos 
erros de regressão. 
Universidade de Brasília – UnB 
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FACE 
Departamento de Ciências Contábeis e Atuarias - CCA 
Custos - 181137 
2.4. ANÁLISE DE REGRESSÃO MÚLTIPLA 
Em certas situações o elemento de custo variável pode ser causado por 
diversos fatores. 
 
Nestes casos, uma regressão múltipla torna-se necessária. 
 
Regressão múltipla é um método de análise usado quando a variável 
dependente (custos) é causada por mais de um fator. 
 
Embora a adição de mais fatores, ou variáveis, torne os cálculos mais 
complexos, os princípios envolvidos são os mesmos das regressões 
simples por mínimos quadrados. 
Universidade de Brasília – UnB 
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FACE 
Departamento de Ciências Contábeis e Atuarias - CCA 
Custos - 181137 
3. DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO COM FORMATO 
DE CONTRIBUIÇÃO 
 Com os fatores separados em custos fixos e variáveis, podemos elaborar 
uma Demonstração de Resultado com enfoque na contribuição, ou seja, 
fornece aos administradores um resultado voltado ao comportamento de 
custos. 
 
Qual a finalidade de um novo formato de Demonstração de Resultado? 
 
Internamente o administrador tem necessidade de dados de custos 
organizados num formato que facilite suas ações de planejamento, 
controle e tomada de decisões. 
 
O enfoque de contribuição separa os custos em categorias de custo fixo e 
variável, deduzindo inicialmente as despesas variáveis das receitas de 
venda para obter a Margem de Contribuição. 
 
A margem de contribuição é o valor que as receitas contribuem para 
cobertura de despesas fixas e para geração de lucro no período. 
Universidade de Brasília – UnB 
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – FACE 
Departamento de Ciências Contábeis e Atuarias - CCA 
Custos - 181137 
3. DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO COM FORMATO 
DE CONTRIBUIÇÃO 
Utilidade da demonstração de resultado com enfoque de contribuição: 
 
(a) Empregado como ferramenta interna