A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
66 pág.
Aula-00-Dir-Previ-TEC-INSS-Ordem-Social-Seguridade-Social-v9

Pré-visualização | Página 19 de 19

com a 
participação da comunidade, em especial de trabalhadores, empresários e 
aposentados. 
Quanto aos princípios e diretrizes da Seguridade Social, estão corretos os itens 
a) I, II, III e IV, apenas. 
b) I, III, IV e V, apenas. 
c) I, II, IV e V, apenas. 
d) II, III, IV e V, apenas. 
e) I, II, III, IV e V. 
 
Curso: Direito Previdenciário – Técnico INSS 
Teoria e Questões comentadas 
Prof. Bernardo Machado - Aula 00 
 
 
Prof. Bernardo Machado 63 de 66 
www.exponencialconcursos.com.br 
13- (Auditor Fiscal do Trabalho – 2009 – ESAF) A Seguridade Social, nos 
termos da Constituição, compreende um conjunto integrado de ações de 
iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade destinadas a assegurar os direitos 
relativos à saúde, à previdência e à assistência social. A Constituição Federal 
estabelece objetivos da seguridade social, que a doutrina constitucionalista de 
José Afonso da Silva tem preferido chamar de princípios. Sobre tais objetivos, 
é correto afirmar que 
a) a doutrina subdivide a universalidade em objetiva, significando que o 
atendimento deve abranger pessoas de todo o país, no âmbito urbano ou rural, 
e subjetiva, significando que a abrangência deve abarcar os riscos sociais e a 
prevenção do surgimento da necessidade protetora em qualquer circunstância. 
b) a distributividade não é uma consequência da seletividade, na medida em 
que não se dá mais a quem mais necessite. A distributividade deve ocorrer de 
maneira uniforme. 
c) a equidade, na forma de participação, significa que cada fonte de 
financiamento há de contribuir com valores iguais. 
d) segundo a doutrina, a descentralização da Administração é concebida pelo 
ordenamento jurídico federal como um princípio fundamental da atividade da 
Administração e deve efetivar-se em três planos: a) dentro da própria 
Administração, distinguindo-se os níveis de direção e os de execução; b) da 
Administração Central, para as unidades federadas, mediante agências, 
delegacias e repartições distribuídas no território nacional, tanto quanto possível 
perto dos usuários da Seguridade Social; c) da Administração Federal, para a 
órbita privada, mediante contrato ou concessão. 
e) o financiamento vem de diversas fontes. Ao contrário do que muitos pensam, 
tal financiamento pode ser concebido no sentido próprio da palavra, na medida 
que o retorno ocorre com juros, não se constituindo, portanto, como uma 
subvenção. 
 
14- (Analista Judiciário – Área Judiciária – TRF 4ª Região – 2007 – FCC) 
Considere as assertivas sobre o Conselho Nacional de Previdência Social − 
CNPS: 
I. Dentre os membros do CNPS encontram-se nove representantes da sociedade 
civil, sendo três deles representantes dos aposentados e pensionistas. 
II. Os membros do CNPS e seus respectivos suplentes serão nomeados pelo 
Presidente da República. 
III. Os membros do CNPS terão mandato de três anos, podendo ser 
reconduzidos, de imediato, uma única vez. 
IV. O CNPS reunir-se-á, ordinariamente, uma vez por mês, por convocação de 
seu Presidente. 
Curso: Direito Previdenciário – Técnico INSS 
Teoria e Questões comentadas 
Prof. Bernardo Machado - Aula 00 
 
 
Prof. Bernardo Machado 64 de 66 
www.exponencialconcursos.com.br 
De acordo com a Lei no 8.213/91, está correto o que consta APENAS em 
a) I, II e III. 
b) I, II e IV. 
c) I e IV. 
d) II, III e IV. 
e) II e III. 
 
15- (Analista Judiciário – Área Judiciária – TRF 4ª Região – 2010 – FCC) 
Sobre o Conselho Nacional de Previdência Social – CNPS, considere: 
I. O CNPS terá, dentre os seus membros, seis representantes do Governo 
Federal. 
II. Os membros do CNPS e seus respectivos suplentes serão nomeados pelo 
Presidente da República. 
III. Os membros do CNPS representantes titulares da sociedade civil terão 
mandato de 2 (dois) anos, vedada a recondução. 
IV. O CNPS reunir-se-á, ordinariamente, duas vezes por mês, por convocação 
de seu Presidente. 
Está correto o que consta APENAS em 
a) I e III. 
b) I, II e III. 
c) I, II e IV. 
d) II, III e IV. 
e) I e II. 
 
16- (Perito Médico Previdenciário – INSS – 2012 – FCC) Nos termos da 
legislação específica sobre o tema NÃO são considerados princípios e objetivos 
da Previdência Social: 
a) uniformidade e equivalência dos benefícios e serviços às populações urbanas 
e rurais. 
b) seletividade e distributividade na prestação dos benefícios. 
c) cálculo dos benefícios considerando-se os salários de contribuição corrigidos 
monetariamente. 
d) provimento das ações e serviços através de rede regionalizada e 
hierarquizada, integrados em sistema único. 
e) previdência complementar facultativa, custeada por contribuição adicional. 
Curso: Direito Previdenciário – Técnico INSS 
Teoria e Questões comentadas 
Prof. Bernardo Machado - Aula 00 
 
 
Prof. Bernardo Machado 65 de 66 
www.exponencialconcursos.com.br 
17- (Técnico Judiciário – Área Administrativa – TRF 4ª Região – 2010 – 
FCC) Publicada lei modificando a contribuição social sobre a receita ou 
faturamento, 
a) não poderá ser exigida tal contribuição no mesmo exercício financeiro em 
que haja sido publicada a referida lei, independentemente da data de sua 
publicação. 
b) poderá ser exigida tal contribuição imediatamente após a data da publicação 
da referida lei. 
c) só poderá ser exigida tal contribuição após decorridos cento e vinte dias da 
data da publicação da referida lei. 
d) só poderá ser exigida tal contribuição após decorridos noventa dias da data 
da publicação da referida lei. 
e) só poderá ser exigida tal contribuição após decorridos cento e oitenta dias da 
data da publicação da referida lei. 
 
18- (Procurador do Tribunal de Contas – MA – 2005 – FCC) Com relação 
às regras de custeio da Seguridade Social, a Constituição Federal estabelece 
que 
a) a contribuição previdenciária não pode ser cobrada no exercício em que haja 
sido publicada a lei que a instituiu ou aumentou. 
b) nenhum benefício poderá ser criado, majorado ou estendido, sem a 
correspondente fonte de custeio total, salvo em se tratando de benefício 
assistencial. 
c) a natureza jurídica da contribuição previdenciária é tributária, sendo que a 
cota da empresa tem caráter de imposto e a parcela devida pelo empregado 
caracteriza-se como taxa. 
d) podem ser criadas contribuições sobre a receita de concursos de prognósticos 
e do importador de bens ou serviços do exterior entre as receitas destinadas a 
assegurar o financiamento da Seguridade Social. 
e) as contribuições previdenciárias incidentes sobre o lucro e sobre a receita ou 
faturamento devem ser instituídas por lei complementar. 
 
Curso: Direito Previdenciário – Técnico INSS 
Teoria e Questões comentadas 
Prof. Bernardo Machado - Aula 00 
 
 
Prof. Bernardo Machado 66 de 66 
www.exponencialconcursos.com.br 
 
1 2 3 4 5 6 7 8 
E C C E E C B C 
9 10 11 12 13 14 15 16 
B B B A D B E D 
17 18 - - - - - - 
D D - - - - - - 
 
8- GABARITO

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.