A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
62 pág.
Tec. Sanguineo (histologia)

Pré-visualização | Página 1 de 2

Tecido 
Sanguíneo 
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA – UNIPAMPA 
DISCIPLINA DE HISTOLOGIA HUMANA I 
Profª Jacqueline da C. E. Piccoli 
MEDULA ÓSSEA 
 
 Órgão mais importante do sistema hemolítico-poiético, 
dentro do canal medular e cavidades dos ossos 
esponjosos. 
 
 Função: 
– formação, maturação e liberação de eritrócitos, granulócitos e 
plaquetas 
– ação hemocaterética 
 
• É um tipo de tecido conjuntivo 
• Constitui uma massa líquida contida num 
compartimento fechado [sistema circulatório] que 
se mantém em movimento regular e unidirecional 
devido essencialmente as contrações rítmicas do 
coração 
• Em um adulto normal  + 6 litros (7-8% do peso 
corporal total) 
 
 
Sangue  meio de transporte. 
• Transporta: 
• Oxigênio (ligado à hemoglobina dos eritrócitos) 
• Gás carbônico (ligado à hemoglobina e a outras 
proteínas dos eritrócitos, ou dissolvidos no plasma). 
• Nutrientes e metabólicos dos locais de absorção ou 
síntese, distribuindo-se pelo organismo. 
• Excretas metabólicas que são removidas dos órgãos de 
excreção. 
• Várias funções de defesa - por intermédio dos leucócitos 
• Também possibilita a troca de mensagens químicas entre 
órgãos distantes. 
• Manutenção da homeostase por agir como tampão e por 
participar da coagulação e termorregulação 
O SANGUE é formado: 
• glóbulos sangüíneos (os eritrócitos ou hemácias, as 
plaquetas -fragmentos dos megacariócitos da medula 
óssea- e os diversos tipos de leucócitos ou glóbulos 
brancos) 
• plasma (material extracelular líquido ) 
 
SORO = líquido amarelo-escuro obtido quando o sangue 
coagula. 
 
O sangue colhido com anticoagulante e centrifugado em 
seguida chama-se hematócrito. 
 
PLASMA 
Componente % 
Água 91 – 92 
Proteínas (albumina, globulina, fibrinogênio) 7 -8 
Outros solutos 
• Eletrólitos (Na+, K+, Ca2+, Cl-, HCO3
-, PO4
3+, SO4
2-) 
• Substâncias nitrogenadas não protéicas (uréia, ácido úrico, 
creatina, creatinina, sais de amônio) 
• Nutrientes (glicose, lipídios, aminoácidos) 
• Gases sanguíneos (O2, CO2, Nitrogênio) 
• Substâncias reguladoras (hormônios, enzimas) 
1 -2 
• Células anucleadas e com grande quantidade de hemoglobina (proteína 
transportadora de oxigênio) 
 
• Em condições normais, ao contrário dos leucócitos, não abandonam os 
vasos 
 
• A concentração normal : ~ 3,9 a 5,5 milhões por microlitro na mulher e de 
~ 4,1 a 6 milhões por microlitro no homem. 
 
• Durante a maturação na medula óssea, o eritrócito perde o núcleo e as 
outras organelas, não podendo renovar suas moléculas. 
 
• Em torno de 120 dias (em média) é digerido pelos macrófagos, 
principalmente no baço. 
ERITRÓCITOS 
ERITRÓCITOS ou hemácias – são 
células encarregadas das trocas 
gasosas (O2 e CO2) entre os tecidos 
e o meio ambiente, através da 
hemoglobina nelas contida 
O sangue é vermelho por acusa da Hemoglobina 
oxidada (contém Fe). 
ERITROCITOSE– POLICITEMIA 
 
Altitude acima de 1500m 
Fumo: mais que 20/dia 
Obesidade e estresse: diminui o volume plasmático (?) 
Síndrome da apnéia noturna 
Tumores que secretam eritropoetina 
 
 
ANEMIA - OLIGOCITEMIA 
 
 
 
FATORES NUTRICIONAIS 
 
Fe, vit B12, folatos 
 
Ácido fólico e vit B12 participam de reações 
metabólicas incluindo síntese de DNA 
 
 onde encontramos? 
 
 Vit B12 – carne, peixe, leite e derivados 
 
 Ác. Fólico – fígado, rim, vegetais verdes, feijão, 
nozes 
 
 Fe – carne, ovos 
 
• Incolores, de forma esférica quando em suspensão no sangue, e 
participam das defesas celulares e imunocelulares do organismo. 
• Divididos em dois grupos: 
 
LEUCÓCITO 
Granulócitos 
(=polimorfonucleares) 
 Núcleo de forma irregular e 
citoplasma com grânulos 
específicos que, ao m.e., 
aparecem envoltos por 
membrana. 
 3 tipos: neutrófilos, eosinófilos 
e basófilos. 
 todos produzidos na medula 
óssea 
 
Agranulócitos 
 Núcleo com forma mais regular e o 
citoplasma não possui granulações 
específicas, podendo apresentar 
grânulos azurófilos, inespecíficos, 
presentes também em outros tipos 
celulares. 
 2 tipos: linfócitos (produzidos na 
medula óssea [fonte primária], órgãos 
linfóides [timo, baço e linfonodos], e 
tecidos linfóides associados ao intestino 
[placas de Peyer, tonsilas] e monócitos 
(medula óssea). 
Neutrófilo 
Eosinófilo 
Basófilo 
Linfócito Monócito 
Granulócitos 
Agranulócitos 
LEUCÓCITOS 
 Os leucócitos deixam os capilares constantemente, 
passando entre as células endoteliais (diapedese) para 
penetrar no tecido conjuntivo, onde muitos morrem por 
apoptose. 
 O número de leucócitos por microlitro de sangue no 
adulto normal é de 6.000 a 10.000. 
 
LEUCÓCITO 
 São elementos de defesa 
contra agentes externos, 
tais como bactérias, 
fungos, parasitas e 
partículas inertes estranhas 
ao meio interno. 
 Se locomovem por 
movimentos amebóides. 
 
GRANULÓCITOS (neutrófilo, eosinófilo, e basófilo) 
NEUTRÓFILO = polimorfo 
 
10-12 m 
55- 65% (valor relativo) 
3.000 – 5.000/mm3 (valor absoluto) 
 
Núcleo - 2 - 5 lóbulos 
 Jovem – bastão 10% 
 Adulta – com lóbulos 
Citoplasma – rosado, poucas organelas 
grânulos específicos (salmão)com fosfatase 
alcalina, colagenase, lisozima (enzimas 
bactericidas) 
grânulos azurófilos são maiores, são lisossomas 
(peroxidases) 
 
 
 
NEUTRÓFILO 
NEUTRÓFILO 
NEUTRÓFILO 
NEUTRÓFILO 
NEUTRÓFILO 
NEUTROFILIA () 
 
 
Infecções localizadas como abcesso, furúnculos 
 
Patologias como meningite, apendicite, pneumonia 
 
Condições não infecciosas como exercício violento 
 
 
NEUTROPENIA () 
 
Rubéola, sarampo 
 
NEUTRÓFILO – Alterações 
INFLAMAÇÃO 
 
É o processo desencadeado quando o tecido vivo é 
afetado por um agente nocivo. 
Tem 3 fases: lesão, reação e reparação 
 
Sinais clássicos : calor, rubor, dor e diminuição 
da função 
 
Pus – acúmulo de neutrófilos mortos com produtos 
de degradação do tecido. 
 ferida - abscesso 
 
 
EOSINÓFILOS 
 10-15 m 
 2-4% 
 100-300/mm3 
 
 núcleo – bilobado (haltere) 
 
Citoplasma: incolor, poucas organelas 
 grânulos específicos: acidófilos, vermelho alaranjado, são 
lisossomas com as enzimas: fosfatase ácida, peroxidades, que 
agem em parasitoses. Além de aril sulfase e histaminase que 
destroem os mediadores químicos da alergia. 
 
 Ficam 8 horas no sangue depois vão para o tec. conjuntivo, 
localizam-se na pele, pulmões, trato digestório, secreção nasal de 
alérgicos e no escarro em asmáticos. 
 
EOSINÓFILO 
EOSINÓFILO 
EOSINÓFILO 
EOSINÓFILO 
Função: 
 
• Fagocitar e destruir determinados complexos antígeno-
anticorpo 
 
• Limitar o processo inflamatório (limitam o efeito da histamina) 
 
EOSINÓFILO 
 
 
• EOSINOFILIA () : parasitoses e doenças alérgicas 
 
 
• EOSINOPENIA (): doenças infecciosas agudas: septicemia, 
pneumonia; estresse agudo, como cirurgia; e queimaduras. 
 
EOSINÓFILO - Alterações 
EOSINÓFILO 
BASÓFILO 
 10 -12 m 
 0,2-1% 
 25 – 80/mm3 
 
Núcleo : volumoso, retorcido, irregular ou bilobado, ocupa a 
metade da célula 
 
Citoplasma: repleto de grânulos específicos, roxos, 
metacromático 
 histamina (aumenta a permeabilidade capilar, contrai a 
musculatura brônquica e dilata vasos) 
 heparina (anticoagulante) 
 
BASÓFILO 
Função: o que se sabe é que são fagocíticos, contém a metade da