A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
314 pág.
IPv6 apostila completa

Pré-visualização | Página 6 de 47

de serviços ou 
prioridade. Ele continua provendo as mesmas funcionalidades e definições do campo Tipo de 
Serviço do IPv4.
�Identificador de Fluxo (20 bits) - Identifica e diferencia pacotes do mesmo fluxo na camada de 
rede. Esse campo permite ao roteador identificar o tipo de fluxo de cada pacote, sem a 
necessidade de verificar sua aplicação.
�Tamanho do Dados (16 bits) - Indica o tamanho, em Bytes, apenas dos dados enviados junto ao 
cabeçalho IPv6. Substituiu o campo Tamanho Total do IPv4, que indica o tamanho do cabeçalho 
mais o tamanho dos dados transmitidos. Os cabeçalhos de extensão também são incluídos no 
calculo do tamanho.
�Próximo Cabeçalho (8 bits) - Identifica cabeçalho que se segue ao cabeçalho IPv6. Este campo 
foi renomeado (no IPv4 chamava-se Protocolo) refletindo a nova organização dos pacotes IPv6, 
pois agora este campo não contém apenas valores referentes a outros protocolos, mas também 
indica os valores dos cabeçalhos de extensão.
�Limite de Encaminhamento (8 bits) - Indica o número máximo de roteadores que o pacote IPv6 
pode passar antes de ser descartado, sendo decrementado a cada salto. Padronizou o modo como 
o campo Tempo de Vida (TTL) do IPv4 tem sido utilizado, apesar da definição original do campo 
TTL, dizer que este deveria indicar, em segundos, quanto tempo o pacote levaria para ser 
descartado caso não chegasse ao seu destino.
�Endereço de origem (128 bits) - Indica o endereço de origem do pacote.
�Endereço de Destino (128 bits) - Indica o endereço de destino do pacote.
 41
Cabeçalho IPv6
Diferente do IPv4, que inclui no cabeçalho base todas as informações opcionais, o IPv6 
trata essas informações através de cabeçalhos de extensão. Estes cabeçalhos localizam-se entre o 
cabeçalho base e o cabeçalho da camada imediatamente acima, não havendo nem quantidade, 
nem tamanho fixo para eles. Caso existam múltiplos cabeçalhos de extensão no mesmo pacote, 
eles serão adicionados em série formando uma “cadeia de cabeçalhos”.
As especificações do IPv6 definem seis cabeçalhos de extensão: Hop-by-Hop Options, 
Destination Options, Routing, Fragmentation, Authentication Header e Encapsulating Security 
Payload.
A utilização dos cabeçalhos de extensão do IPv6, visa aumentar a velocidade de 
processamento nos roteadores, visto que, o único cabeçalho de extensão processado em cada 
roteador é o Hop-by-Hop; os demais são tratados apenas pelo nó identificado no campo Endereço 
de Destino do cabeçalho base. Além disso, novos cabeçalhos de extensão podem ser definidos e 
usados sem a necessidade de se alterar o cabeçalho base.
 42
Cabeçalhos de Extensão
●
 No IPv6, opções adicionais são tratadas por meio de cabeçalhos de 
extensão.
●
 Localizam-se entre o cabeçalho base e o cabeçalho da camada de 
transporte.
●
 Não há nem quantidade, nem tamanho fixo para estes cabeçalhos.
Cabeçalho IPv6
Próximo 
Cabeçalho = 6 
Cabeçalho TCP Dados
Cabeçalho Routing
Próximo 
Cabeçalho = 6 
Cabeçalho TCP Dados
Cabeçalho TCP Dados
Cabeçalho Routing
Próximo 
Cabeçalho = 44 
Cabeçalho
Fragmentation
Próximo
Cabeçalho = 6 
Cabeçalho IPv6
Próximo 
Cabeçalho = 43 
Cabeçalho IPv6
Próximo 
Cabeçalho = 43 
Identificado pelo valor 0 no campo Próximo Cabeçalho, o cabeçalho de extensão Hop-by-
Hop deve ser colocado imediatamente após o cabeçalho base IPv6. As informações carregadas 
por ele devem ser examinadas por todos os nós intermediários ao longo do caminho do pacote até 
o destino. Na sua ausência, o roteador sabe que não precisa processar nenhuma informação 
adicional e assim pode encaminha o pacote para o destino final imediatamente.
As definições de cada campo do cabeçalho são as seguintes:
� Próximo Cabeçalho (1 Byte): Identifica o tipo de cabeçalho que segue ao Hop-by-
Hop.
� Tamanho do Cabeçalho (1 Byte): Indica o tamanho do cabeçalho Hop-by-Hop em 
unidades de 8 Bytes, excluído o oito primeiros.
� Opções: Contem uma ou mais opções e seu tamanho é variável. Neste campo, o 
primeiro Byte contem informações sobre como estas opções devem ser tratadas no 
caso o nó que esteja processando a informação não a reconheça. O valor dos 
primeiros dois bits especifica as ações a serem tomadas:
• 00: ignorar e continuar o processamento.
• 01: descartar o pacote.
• 10: descartar o pacote e enviar uma mensagem ICMP Parameter Problem para 
o endereço de origem do pacote.
• 11: descartar o pacote e enviar uma mensagem ICMP Parameter Problem para 
o endereço de origem do pacote, apenas se o destino não for um endereço de 
multicast.
O terceiro bit deste campo especifica se a informação opcional pode mudar de rota (valor 
01) ou não (valor 00).
 43
Cabeçalhos de Extensão
Hop-by-Hop Options
●
 Identificado pelo valor 0 no campo Próximo Cabeçalho.
●
 Carrega informações que devem ser processadas por todos os 
nós ao longo do caminho do pacote.
 Opções
Tam. cab. de
extensão
Próximo
Cabeçalho
Até o momento existem dois tipos definidos para o cabeçalho Hop-by-Hop: a Router Alert 
e a Jumbogram.
� Router Alert: Utilizado para informar aos nós intermediários que a mensagem a ser 
encaminhada exige tratamento especial. Está opção é utilizada pelos protocols MLD 
(Multicast Listener Discovery) e RSVP (Resource Reservation Protocol).
� Jumbogram: Utilizado para informa que o tamanho do pacote IPv6 é maior do que 
64KB.
Mais informações:
• RFC 2711 - IPv6 Router Alert Option
Identificado pelo valor 60 no campo Próximo Cabeçalho, o cabeçalho de extensão 
Destination Options carrega informações que devem ser processadas pelo nó de destino do 
pacote, indicado no campo Endereço de Destino do cabeçalho base. A definição de seus campos é 
igual as do cabeçalho Hop-by-Hop.
Este cabeçalho é utilizado no suporte a mobilidade do IPv6 através da opção Home 
Address, que contem o Endereço de Origem do Nó Móvel quando este está em transito.
 45
Cabeçalhos de Extensão
Destination Options
●
 Identificado pelo valor 60 no campo Próximo Cabeçalho.
●
 Carrega informações que devem ser processadas pelo nó de 
destino do pacote.
 Opções
Tam. cab. de
extensão
Próximo
Cabeçalho
Identificado pelo valor 43 no campo Próximo Cabeçalho, o cabeçalho de extensão 
Routing foi desenvolvido inicialmente para listar um ou mais nós intermediários que deveriam ser 
visitados até o pacote chegar ao destino, semelhante às opções Loose Source e Record Route do 
IPv4. Esta função, realizada pelo cabeçalho Routing Type 0, tornou-se obsoleta pela RFC5095 
devido a problemas de segurança.
Um novo cabeçalho Routing, o Type 2, foi definido para ser utilizado como parte do 
mecanismo de suporte a mobilidade do IPv6, carregando o Endereço de Origem do Nó Móvel em 
pacotes enviados pelo Nó Correspondente.
As definições de cada campo do cabeçalho são as seguintes:
• Próximo Cabeçalho (1 Byte): Identifica o tipo de cabeçalho que segue ao cabeçalho 
Routing.
• Tamanho do Cabeçalho (1 Byte): Indica o tamanho do cabeçalho Routing em unidades 
de 8 Bytes, excluído o oito primeiros.
• Routing Type (1 Byte): Identifica o tipo de cabeçalho Routing. Atualmente apenas o Type 
2 está definido.
• Saltos restantes: Definido para ser utilizado com o Routing Type 0, indica o número de 
saltos a serem visitados antes do pacote atingir seu destino final.
• Endereço de Origem: Carrega o Endereço de Origem de um Nó Móvel.
Mais informações:
• RFC 3775 - Mobility Support in IPv6 - 6.4. Type 2 Routing Header
• RFC 5095 - Deprecation of Type 0 Routing Headers in IPv6
 46
Cabeçalhos de Extensão
Routing
●
 Identificado pelo valor 43 no campo Próximo Cabeçalho.
●
 Desenvolvido inicialmente para listar um ou mais nós 
intermediários que deveriam ser visitados até o pacote chegar 
ao destino.
●
 Atualmente utilizado como parte do mecanismo de suporte