CAPÍTULO 6 Compatibilização do Projeto com a Execução da Obra2
11 pág.

CAPÍTULO 6 Compatibilização do Projeto com a Execução da Obra2


DisciplinaGerenciamento de Obras367 materiais2.025 seguidores
Pré-visualização3 páginas
96. Detalhes apropriados no encontro da impermeabilização com vigas invertidas na laje. 
de cobertura; embutimento da impermeabilização nos pés das platibandas; detalhes 
apropriados nas regiões de juntas de dilatação. 
97. Posicionamento / proteção das camadas de impermeabilização e isolação térmica. 
98. Juntas de dilatação / juntas de dessolidarização nos forros rígidos (gesso etc). 
99. Detalhes de fixação / prevenção de umidade no forro em função de infiltração de 
água pela cobertura. 
100. Adequação da declividade do telhado / sobreposição das peças em função do tipo de 
telha especificado, concordância entre águas, peças de arremate. 
 
QUESTIONÁRIO 
1) Vários são os problemas relacionados ao projeto de uma obra de construção civil. Cite 
cinco dos principais problemas, explicando as possíveis implicações dos erros 
decorrentes destes problemas. 
 
 
 
Prof. Luciano da Costa Bandeira 
 8
 
2) Considere as afirmativas a seguir: 
I. A maioria das obras efetua modificações no projeto durante a execução da obra. 
II. Normalmente, quando ocorre modificação no projeto, a maioria das empresas faz 
uma comunicação por escrito com o projetista. 
III. A maioria da obras se inicia antes da conclusão de todos os projetos executivos. 
Atribuindo \u201cV\u201d para a afirmação verdadeira e \u201cF\u201d para a afirmação falsa, a 
combinação que se associa às afirmações acima é: 
a. F, V, F 
b. F, F, V. 
c. V, F, F. 
d. F, V, V. 
e. V, F, V. 
 
 
3) Durante a execução de uma obra podem ocorrer alterações. Quais os documentos 
podem ser alterados? 
 
 
 
 
 
 
4) O que significa o termo as built? Quando deve ser realizado? 
 
 
 
 
5) Os procedimentos abaixo são indicados para uma equipe de projetos, exceto: 
a) Orientar para que cada projetista adote uma referência de nível independente em seu 
projeto. 
b) Definir todos os requisitos e parâmetros que nortearão o desenvolvimento dos vários 
projetos (programa de necessidades, padrões de acabamento, limitação de custos, 
prazo de construção, tecnologias de construção). 
c) Prover aos diferentes projetistas todos os levantamentos necessários 
Prof. Luciano da Costa Bandeira 
 
 
 9
(planoaltimétrico, cadastral, clima, sondagens). 
d) Definir softwares e outras ferramentas de informática que facilitem a troca de 
informações técnicas entre os projetistas / análise simultânea de projetos / 
alimentação de dados a partir dos diferentes projetos. 
e) Efetuar, em conjunto com os projetistas, análise de riscos de engenharia (ação do 
vento, inundações, incêndios ou outros eventos semelhantes na fase de construção). 
 
6) Quais as vantagens e desvantagens de se ter um Arquiteto como coordenador de 
projetos? 
 
 
 
 
7) Quais as vantagens e desvantagens de se ter um profissional lidado à construtora que 
será responsável pela execução da obra como coordenador de projetos? 
 
 
 
 
 
8) Quais as vantagens e desvantagens de se ter um Consultor independente como 
coordenador de projetos? 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
9) O coordenador de projetos precisa avaliar a interferência de um projeto em outro, 
assim como a interferência do projeto com a execução dos serviços. Avalie as 
interferências abaixo, citando como ocorrem as interferências entre: 
a) Terraplenagem e contenções. 
Prof. Luciano da Costa Bandeira 
 10
b) Terraplenagem e fundações. 
c) Terraplenagem e alvenarias. 
d) Terraplenagem e instalações hidráulicas/elétricas. 
. 
. 
. 
 
 
GLOSSÁRIO 
áticos- Localizados na parte alta da casa, os áticos são os espaços que se formam na 
última laje de uma edificação e embaixo dos telhados inclinados. Eles também podem 
ser chamados de sótãos e caracterizam-se por terem tetos inclinados e baixos. 
as built\u2013As Built é uma expressão inglesa que significa \u201ccomo construído\u201d. Na área da 
arquitetura e engenharia, encontra-se tal expressão na NBR 14645-1, elaboração (???) 
de \u201ccomo construído\u201d ou \u201cAs Built\u201d para edificações. O trabalho consiste no levantamento 
de todas as medidas existentes nas edificações, transformando as informações aferidas 
em um desenho técnico que irá representar a atual situação de dados e trajetos de 
instalações elétricas, hidráulicas, estrutural, entre outras. Dessa forma, cria-se um 
registro das alterações ocorridas durante a obra, facilitando a manutenção de futuras 
intervenções. 
Buzinote - são tubos de pequeno diâmetro e extensão, que esgotam as águas nele 
aportadas. Normalmente, em marquises, utilizam-se buzinotes para evitar o 
entupimento. 
Caixilhos \u2013 Peças de contorno, normalmente metálicas, de madeira ou PVC, que ficam 
chumbadas na parede, onde serão encaixadas ou parafusadas portas e janelas. 
Contra-flechas \u2013 Escoramento realizado para que a forma da laje fique deformada para 
cima de maneira que, após a retirada das escoras, ocorra o movimento de flexão e ela 
fique nivelada. 
Contra-vergas \u2013 pequena viga de concreto usada abaixo de uma janela, porta ou outra 
abertura numa parede de alvenaria, para dar resposta à concentração de tensões nessa 
zona e evitar a fissuração da parede. 
Empuxo - força resultante exercida pelo fluido sobre um corpo. Pode ser lateral ou de 
baixo para cima. Como tem sentido oposto à força Peso, causa o efeito de leveza, por 
Prof. Luciano da Costa Bandeira 
 
 
 11
exemplo, nas piscinas. No caso de muros de contenção, o empuxo lateral decorrente do 
peso da água pode derrubar o muro. 
juntas de dessolidarização - É o espaço regular, cuja função consiste em subdividir o 
revestimento do piso, para aliviar tensões provocadas pela movimentação da base ou do 
próprio revestimento. Situa-se em mudanças de planos (quinas de paredes tanto 
internas quanto externas) e perímetro das áreas revestidas. 
Pilaretes \u2013 pilares pequenos, muitas vezes utilizados para sustentar alvenarias baixas, 
como as de platibandas e muretas. 
Platibandas \u2013 alvenaria que faz o 
contorno de coberturas, retirando a 
visão lateral do telhado. 
Shafts \u2013 Espaço em uma edificação 
destinado à passagem de tubulações, 
normalmente com estrutura de visita 
(vide figura ao lado). 
Vergas \u2013 pequena viga de concreto 
usada acima de uma janela, porta ou 
outra abertura numa parede de 
alvenaria, para dar resposta à concentração de tensões nessa zona e evitar a fissuração 
da parede. 
 
 
 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 
THOMAZ, Ercio. Tecnologia, Gerenciamento e qualidade na construção. São Paulo: 
Editora PINI, 2001. 
(MELHADO, S. B. Qualidade do Projeto na Construção dc Edifícios:Aplicação ao 
Caso das Empresas dc(?) Incorporação e Construção. Tese apresentada à Escola 
Politécnica da Universidade de São Paulo (doutorado). São Paulo.1994) 
MELHADO,S.B. Qualidade do Projeto na Construção de Edifícios: Aplicação ao Caso das 
Empresas de Incorporação e Construção. 1994. Tese ( Doutorado) \u2013 Escola Politécnica, 
Universidade de São Paulo, São Paulo.