Metodologia do Trabalho Científico - Cleber Cristiano Prodanov, Ernani Cesar de Freitas
277 pág.

Metodologia do Trabalho Científico - Cleber Cristiano Prodanov, Ernani Cesar de Freitas


DisciplinaMetodologia Científica60.347 materiais1.267.181 seguidores
Pré-visualização50 páginas
Científico 88
Capasumário principalvoltar avançarsumário capítulo
- Para formular um problema de pesquisa, partimos da observação dos fatos.
- Um problema científico é uma questão, uma sentença em forma interrogativa 
ou afirmativa. A resposta à questão será encontrada no decorrer da pesquisa.
- As perguntas devem ter possibilidade de resposta pelo estudo. Uma pergunta 
fixa um roteiro para o início da investigação bibliográfica e coleta de dados de 
campo.
- O problema de pesquisa, para ser válido, deve ser analisado pelos seguintes 
aspectos: viabilidade, relevância, novidade, exequibilidade, oportunidade.
f) Hipóteses
Hipótese de um trabalho científico é a suposição que fazemos, na tentativa de 
explicar o que desconhecemos e o que pretendemos demonstrar, testando variáveis 
que poderão legitimar ou não o que queremos explicar ou descobrir.
Essa suposição tem por característica o fato de ser provisória, devendo ser 
testada para verificarmos sua validade. Exatamente por tratar-se de uma explicação, 
a hipótese é sempre enunciada na forma afirmativa.
Um mesmo problema pode ter várias hipóteses, que são soluções possíveis 
para a sua resolução. Além disso, à medida que verificarmos uma hipótese e 
não pudermos comprová-la, isto é, a explicação não se ajustar ao problema, 
automaticamente poderemos criar outra, agora com maior grau de informação do que 
antes.
A(s) hipótese(s) irá(ão) orientar o planejamento dos procedimentos 
metodológicos necessários à execução da pesquisa. O processo de pesquisa estará 
voltado para a procura de evidências que comprovem, sustentem ou refutem afirmativa 
feita na hipótese. A hipótese define até que estágio você quer chegar e, por isso, será 
a diretriz de todo o processo de investigação. A hipótese é sempre uma afirmação, 
uma resposta possível ao problema proposto. 
Por oportuno, é imperioso destacarmos que
[...] rigorosamente, todo procedimento de coleta de dados depende da 
formulação prévia de uma hipótese. Ocorre que em muitas pesquisas as 
hipóteses não são explícitas. Todavia, nesses caos, é possível determinar 
as hipóteses subjacentes, mediante a análise dos instrumentos adotados 
para a coleta de dados. (GIL, 2010, p. 23).
Metodologia do Trabalho Científico 89
Capasumário principalvoltar avançarsumário capítulo
Ainda, sobre a formulação de hipótese(s), tratamos mais sobre esse assunto 
na seção 4.4.
Exemplo:
Assunto: A educação da mulher: a perpetuação da injustiça.
Tema: A mulher é tratada com submissão pela sociedade.
Problema: A sociedade patriarcal, representada pela força masculina, exclui as mulheres dos processos 
decisórios.
A formulação de hipóteses é quase inevitável para quem é estudioso da 
área que pesquisa. Geralmente, com base em análises do conhecimento disponível, 
o pesquisador acaba \u201capostando\u201d naquilo que pode surgir como resultado de sua 
pesquisa. Uma vez formulado o problema, é proposta uma resposta suposta, provável 
e provisória (hipótese), que seria o que o pesquisador entende ser plausível como 
solução do problema.
Em resumo:
Hipóteses
- Entendemos como uma declaração que antecipa a relação entre duas ou 
mais variáveis.
- Problema, pesquisa e hipóteses estão intimamente ligados.
- A hipótese é uma resposta antecipada do pesquisador, que a deduziu da 
revisão bibliográfica.
- Nos estudos quantitativos, pode ser colocada à prova para determinar sua 
validade. A hipótese conduz a uma verificação empírica e torna-se importante 
para que a pesquisa apresente resultados úteis.
- A formulação de hipóteses deriva necessariamente do problema de pesquisa.
- Hipótese é uma aposta que o pesquisador faz sobre os resultados prováveis 
de pesquisa.
- A elaboração do problema de pesquisa e o enunciado de hipótese parecem 
próximos, mas a hipótese caracteriza-se por apresentar uma força explicativa 
provisória, que será verificada no trabalho de campo.
- Quando se tratar de estudos quantitativos, o pesquisador deve formular 
hipóteses a serem comprovadas via testes estatísticos.
- Nos estudos qualitativos, a explicação da hipótese, segundo a compreensão 
de alguns autores, não é obrigatória. Contudo, uma hipótese de pesquisa 
pode orientar a estrutura do trabalho. 
Metodologia do Trabalho Científico 90
Capasumário principalvoltar avançarsumário capítulo
Característica das hipóteses:
Podemos considerar a hipótese como um enunciado geral de relações 
entre variáveis (fatos e fenômenos). Listamos algumas características ou critérios 
necessários para a validade das hipóteses. São eles: 
- consistência lógica: o enunciado das hipóteses não pode conter contradições 
e deve ter compatibilidade com o corpo de conhecimentos científicos;
- verificabilidade: devem ser passíveis de verificação;
- simplicidade: devem ser parcimoniosas, evitando enunciados complexos;
- relevância: devem ter poder preditivo e/ou explicativo;
- apoio teórico: devem ser baseadas em teoria, para ter maior probabilidade de 
apresentar genuína contribuição ao conhecimento científico;
- especificidade: precisam indicar as operações e as previsões a que elas 
devem ser expostas;
- plausibilidade e clareza: devem propor algo admissível e que o enunciado 
possibilite o seu entendimento;
- profundidade, fertilidade e originalidade: devem especificar os mecanismos 
aos quais obedecem para alcançar níveis mais profundos da realidade, 
favorecer o maior número de deduções e expressar uma solução nova para 
o problema.
Como formular hipóteses:
A hipótese é uma possível resposta ao problema da pesquisa e orienta a 
busca de outras informações. A hipótese pode ser definida como uma suposição que 
antecede a constatação dos fatos. Sua função é proporcionar explicações para certos 
fatos e, ao mesmo tempo, orientar a busca de outras informações em relação à área 
temática estudada.
Além de fornecer explicações provisórias, as hipóteses elaboradas funcionam 
como indicadoras de um caminho a seguir, isto é, como guias para os procedimentos 
em busca da \u201cverdadeira\u201d solução.
Tal como o problema, a formulação de hipóteses prioriza a clareza e a distinção.
É preciso não confundir hipótese com pressuposto, com evidência 
prévia. Hipótese é o que se pretende demonstrar e não o que já se tem 
demonstrado evidente, desde o ponto de partida. [...] nesses casos não 
há mais nada a demonstrar, e não se chegará a nenhuma conquista e o 
conhecimento não avança. (SEVERINO, 2006, p. 161).
Metodologia do Trabalho Científico 91
Capasumário principalvoltar avançarsumário capítulo
Assim, a elaboração das hipóteses servirá como um guia na tarefa de 
investigação e auxiliará na compreensão e elaboração dos resultados e das conclusões 
da pesquisa, atingindo altos níveis de interpretação.
A pesquisa pode confirmar ou refutar a(s) hipótese(s) levantada(s). HIPÓTESES 
NÃO são perguntas, mas, SIM, AFIRMAÇÕES. Alguns autores utilizam a expressão 
\u201cquestões norteadoras\u201d em vez de hipóteses.
Exemplo:
Se as Universidades Particulares da Região Sul do Brasil, nos anos 90, qualificaram o corpo docente, 
discente e os funcionários, proporcionando formação metodológica para a pesquisa na construção 
de novos conhecimentos, então, haverá maior grau de aceitação dos conceitos e implementação da 
qualidade de ensino superior.
Vejamos outro exemplo, cujo problema de pesquisa é o seguinte: como 
o Marketing de patrocínio contribui no processo de construção da marca das 
organizações? Apresentamos dois exemplos de hipótese: 
Exemplo:
- organizações que patrocinam causas éticas, ambientais e sociais possuem melhoria de imagem e 
crescimento de vendas junto à comunidade;
- o marketing de patrocínio fortalece o envolvimento dos funcionários com a missão da empresa.
A hipótese pode também ser entendida como as relações entre duas ou mais 
variáveis e é preciso que pelo menos
Renan
Renan fez um comentário
olá querida, onde podemos conseguir em pdf. vc pode nos ajudar?
0 aprovações
Evandro
Evandro fez um comentário
Não consigo abrir.Por quê?
0 aprovações
Fábio
Fábio fez um comentário
Obrigado!!
0 aprovações
Carregar mais